22 de ago de 2017

Festa no Covil (Juan Pablo Villalobos) @Companhiadasletras

Festa no Covil
Autor: Juan Pablo Villalobos
Editora: Companhia das letras
Média no Skoob: 4.1
Média do Blog: 5 lupinhas

Olá Caçadores!

Estive procurando algumas leituras diferentes, de países que nunca tinha lido nada, gosto de fazer um balanço geral no fim de cada ano, para saber de quais países li mais livros, estava em falta com a literatura mexicana, então escolhi esse e adorei. 

Tochtli narra sua história, ele é um garoto muito esperto, adora procurar palavras no dicionário, fala bastante as palavras nefasto, pulcro, sórdido, entre outras, ama os filmes de samurais, por isso começa andar de roupão dentro de casa, coleciona chapéus de todo tipo e de vários lugares. Ele é filho de um poderoso chefe do narcotráfico. Vive em um palácio, cercado de tudo o que há de melhor, estuda em casa com um fracassado escritor, que ás vezes faz de tutor a confidente. O garoto é bastante mimado pelo o pai, em seu palácio ele tem um mini zoológico com alguns animais selvagens, em todo o livro ele fala com bastante fascínio e obsessão em ter um hipopótamo anão da Libéria (até eu fiquei com vontade de ter um, de tanto que ele falou).

Eu amo livros narrados por crianças, nesse percebemos um pouco do lúdico em relação ao fato dele ser filho de um bandido, de viver cercado por homens armados, em uma cena em que ele descobre o que o pai esconde em um dos quartos ele fica com raiva pela mentira e não por ele ter um arsenal de armas e como birra de criança ele rouba uma pequena arma e passa a se fingir de mudo.

Um livro curto com uma narrativa bem fluida, gostei bastante, só achei o nome dos personagens muito difícil de se ler, cada um mais esquisito que o outro. É o romance de estreia do mexicano Juan Pablo Villalobos, quero ler mais coisas dele. Lido em e-book.

Até a próxima!


Curta o CDL no Facebook Siga @c_delivros no Twitter e @cdelivros no Instagram

1 de ago de 2017

Em um mar de emoções (André Ariel Filho) @vidaconsciencia

Boa tarde caçadores!

Em um mar de emoções é um romance espírita que me lembra um pouco Titanic, mas vou contar porque:


Editora Vida e Consciência
321 páginas
2015
Média do Skoob: 4.3
Compare e Compre
Classificação do Blog: 4

Em 1916 na Espanha, Vivian na tentativa de ter uma vida melhor, foge de um passado marcado por abuso sexual embarcando no navio "Príncipe de Astúrias" escondida, mas sua vida se complica cada vez mais em chantagens, abusos e mentiras que a fazem perder sua identidade. Os espanhóis Ramón e Rúbia também se aventuram no navio em busca de uma vida financeira melhor fora do país, mas acontece uma tragédia que muda todos os seus planos.

Em 2013 Miguel e seu neto Daniel passam por situações bem difíceis quando seu filho Camilo morre em um assalto, e o assassino planeja raptar e matar Daniel, que presenciou a morte do seu pai.

Em um mar de emoções é um mixto de histórias que estão interligadas à o naufrágio ocorrido no navio "Príncipe de Astúrias" no início do século XX e mesmo passado quase um século, seus fragmentos mal resolvidos voltam a se encontrarem com mais força, e eles terão superar, senão ficarão pra sempre presos ao passado.
Caçadora de Livros. Todos os direitos reservados.©
Design e codificação por Sofisticado Design