5 de jan de 2017

Fandom, Youtube e Cérebro

Engraçado que até 2016 eu tinha interesse apenas no meio literário, mas com o tempo, fui analisando outros seguimentos e por isso a minha primeira postagem do ano de 2017 é sobre o fandom.

Fandom é um termo utilizado para caracterizar um grupo de fãs de determinada mídia, pessoa, etc., constituído pela empatia entre seus integrantes.

Isso é muito comum em bandas, séries, etc, porém existe também no Youtube.

Recentemente dois fatos me chamaram a atenção:

- O rompimento da Jout Jout com o namorado

e


Mas, Fernanda quem são essas pessoas? O que aconteceu? E qual o elo de ligação do termo fandom?

As três pessoas citadas são youtubers e como tal  apresentam um pouquinho das suas vidas para centenas de pessoas. Por tudo que apresentam e são, conseguiram construir um fandom , fãs que acompanham o trabalho, comentam, defendem, etc.

Eu inclusive acompanho duas das citadas e por tudo o que vi hoje nas redes sociais, fui observar as redes das três.

Depois de tudo o que eu vi, eu fiquei com a seguinte indagação na minha cabeça:

Até que ponto é interessante você participar de um fandom? Participar de um fandom tira a sua individualidade e capacidade de raciocínio?

Explico:

A Jout Jout como Influenciadora Digital teve que fazer dois vídeos explicando sobre os detalhes do término com o Caio.
Para alguns e para a própria Jout foi algo demais, mas é isso acontece com uma pessoa conhecida na internet e o fandom, assim como apoia as atividades dela, cobra explicações. É certo? É errado? Não sei, mas acontece e muito.

Sobre o atrito entre a Antonia e a Tati, tudo aconteceu porque a Tati em um vídeo deu um "toque" para a Antonia e ela ao invés de levar aquele "toque" para o profissional, simplesmente levou para o pessoal e aí caros amigos, o conflito pipocou.

A briga entre os fandons é algo fora de série e olha que isso aconteceu em 2016 e estamos em 2017.

Eu vi pessoas que estão se deixando levar e não procuram saber dos fatos para opinar.
Inclusive, ainda acreditam que a internet é uma terra sem lei.

E isso tudo não é tão diferente assim da política.
Ou vocês não lembram da briga de proporções bombásticas entre "tucanos" e "petistas"?
Ou daquela análise de que se você não for tucano, você é petista?

Em resumo, essa postagem é para analisar que o problema não é o ano e sim as pessoas, que a cada dia, parecem esquecer que o cérebro é um músculo e precisa ser exercitado.

Não adianta nada arrotar dizendo que é inteligente, se não consegue parar por 5 minutos para pesquisar e formular a sua opinião.

Não analisar, não pesquisar, não procurar a integridade dos fatos, dá espaço para verdadeiras atrocidades e a instalação da intolerância e violência.


Espero que vocês caçadores, consigam pensar fora da caixa, seja a caixa virtual ou física.
Como vários escritores já alertaram: A Leitura liberta, desde que você queira ser livre.

E vamos que vamos que hoje ainda é dia 05/01/2017.

Até a próxima!


Curta o CDL no Facebook 
Siga @c_delivros no Twitter e @cdelivros no Instagram

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar, Caçador(a)!
Volte Sempre!

Para postar links nos comentários, utilize o espaço correto:
1- Clique em Comentar Como:
2- Selecione a opção Nome/Url
3- Em nome, coloque o seu nome ou nick das redes sociais.
4 - Em Url, coloque o link do seu blog ou página das redes sociais.

Pronto, assim você comenta e ainda coloca os seus dados, sem fazer spam.

Para dúvidas, sugestões ou solicitação de informações, encaminhe email para: c.delivros@gmail.com

Caçadora de Livros. Todos os direitos reservados.©
Design e codificação por Sofisticado Design