28 de abr de 2016

[Divulgação] 24º Bienal Internacional do Livro de SP traz programação multicultural e anuncia primeiros autores confirmados

Para compor a programação da Arena Cultural, já estão confirmados Lucinda Riley, Ava Dellaira, Jennifer Niven, Amy Ewing, Tarryn Fisher e Kevin Hearne

A Bienal Internacional do Livro de São Paulo, realizada pela Câmara Brasileira do Livro (CBL), chega à sua 24ª edição, com atrações multiculturais voltadas para celebrar a leitura. O evento que ocorre entre 26 de agosto e 4 de setembro de 2016, no Anhembi, reunirá as principais editoras, livrarias e distribuidoras, e trará ao público atrações exclusivas, com presença de autores nacionais e internacionais, lançamentos de livros, tardes de autógrafos, oficinas, brincadeiras e debates.

Em sua última edição, em 2014, a Bienal do Livro se reinventou, trazendo para o público um evento democrático, diverso e multicultural, indo muito além da “feira de livros”. Com o tema “Histórias em Todos os Sentidos”, este ano o evento reafirma esse posicionamento, e convida o visitante a vivenciar as muitas histórias que a Bienal do Livro pode contar, de acordo com seus interesses.

“Existem várias Bienais dentro da Bienal do Livro, e queremos que cada visitante descubra a sua. Para os mais cults, conversas com autores conceituados no Salão de Ideias, para os mais jovens, presença de best-sellers de literatura Young Adults na Arena Cultural; para os fãs de gastronomia, oficinas no Cozinhando com Palavras; para as crianças, muita diversão e literatura infantil no Espaço Mauricio de Sousa e BiblioSesc, e por aí vai” afirma Luiz Antônio Torelli, presidente da CBL.

Para a criação da programação cultural, além da própria Câmara Brasileira do Livro, o evento contará novamente com a curadoria do SESC, e do Itaú Cultural (também apoiador cultural do evento).  Juntas, as instituições serão responsáveis pela programação do Salão de Ideias, que contemplará discussões atuais e de amplo interesse com escritores, pensadores e artistas, abordando temas de relevância social e cultural.

Na Arena Cultural, os visitantes terão o contato com autores de best-sellers, nacionais e internacionais, em bate-papos e palestras exclusivas. Nomes como Harlan Coben, Cassandra Clare, Mário Sergio Cortella e Paula Pimenta já passaram por este que é o maior espaço do evento. Neste ano, outros grandes nomes prometem marcar essa edição. Já estão confirmados: a romancista Lucinda Riley, as autoras para Young Adults, Ava Dellaira, Jennifer Niven, Amy Ewing e Tarryn Fisher, e o autor de literatura fantástica, Kevin Hearne.

Focado no público infantil, o Espaço Mauricio de Sousa trará diversas atividades interativas, com brincadeiras, teatro de fantoches, pinturas e desenho, além de uma exposição sobre os 80 anos do criador da Turma da Mônica.

O SESC também trará para o evento dois espaços BiblioSesc, com caminhões biblioteca e uma programação que vai de contação de histórias a espetáculos de música e literatura, sempre buscando o prazer de ler e de ouvir uma boa narrativa.

Para os amantes da gastronomia, o Cozinhando com Palavras chega à sua 4ª edição na Bienal do Livro. Com curadoria do chef André Boccato, o espaço une culinária, literatura e cultura, em uma verdadeira gourmet experience, estilo sarau.

O evento conta ainda com 150 expositores individuais e autores independentes. Entre os nomes confirmados estão: Grupo Autêntica, Companhia das Letras, Editora Cortez, Distribuidora e Edições Loyola, Editora Melhoramentos, Editora Moderna, Editora Novo Século, Panini, Grupo Record, Editora Rocco, Saraiva e Sextante.


AUTORES CONFIRMADOS

AVA DELLAIRA
Autora do sucesso juvenil "Cartas de amor aos mortos", que foi publicado em julho de 2014 pela Editora Seguinte (selo do Grupo Companhia das Letras) e está sendo adaptado para o cinema com roteiro da própria Ava Dellaira. Ela atualmente vive em Santa Monica, na Califórnia, onde trabalha na indústria cinematográfica e escreve seu segundo romance ("17 Years", previsto para 2018).

JENNIFER NIVEN
"Por Lugares Incríveis", seu primeiro livro voltado para jovens leitores, foi publicado pela Editora Seguinte (selo do Grupo Companhia das Letras) em 2015, tornou-se um best-seller do New York Times e teve os direitos vendidos para 37 países. Em 2017 a história estreará nos cinemas com Elle Fanning no papel principal. O próximo livro juvenil de Jennifer Niven, "Holding up the universe", será lançado no final deste ano. Além disso, ela é autora de quatro romances para adultos (“American Blonde”, “Becoming Clementine”, “Velva Jean Learns to Fly”, "Velva Jean Learns to Drive"), dois livros de não ficção (“The Ice Master” e “Ada Blackjack”) e um livro de memórias sobre suas experiências no ensino médio ("The Aqua-Net Diaries").

LUCINDA RILEY
A autora irlandesa do gênero romance histórico participa de sua segunda Bienal Internacional do Livro de SP. Escritora desde seus 24 anos, já teve suas obras traduzidas para 22 línguas e publicadas em 36 países. Apaixonada pelo Brasil, ela volta ao país para lançar dois novos livros pela Editora Arqueiro: A garota italiana e o terceiro volume da série As Sete Irmãs.

AMY EWING
Autora de livros para Young Adults, escreveu a trilogia “A Cidade Solitária”, publicada pela Editora Leya. “The White Rose”, segundo livro da série, chega ao Brasil ainda em 2016. “The Black Key”, o último da trilogia, será lançado nos EUA no final deste ano.

TARRYN FISHER
Autora best-seller do The New York Times, escreveu a “Trilogia Amor & Mentiras” (Love me With Lies): “A Oportunista”; “A Perversa” e “O Impostor”. Iniciou suas publicações de maneira independente e agora traz para o Brasil “A Oportunista”, sua primeira obra traduzida para o português, pela Editora Faro. Em 2015, seu suspense, “Marrow”, ficou entre os cinco melhores livros de Suspense e Mistério do ano do portal Goodreads, disputando espaço com autores como Stephen King.

KEVIN HEARNE
Fã incondicional de Star Wars desde criança, quando já adorava brincar com caças TIE, X-Wings e bonecos, Kevin Hearne é autor de “Herdeiro do Jedi”, parte do cânone oficial de Star Wars, publicado pela Editora Aleph. Hearne também é autor da série de fantasia urbana “The Iron Druid Chronicles”.

Em breve mais informações sobre a programação, ingressos e credenciamento no site: www.bienaldolivrosp.com.br/.

27 de abr de 2016

[Divulgação] Literatura denuncia agressão à mulher

Em uma história cheia de suspense, o autor Anselmo Duarte aborda a violência contra a mulher, drogas e corrupção na obra O Gosto do Sangue


Com clima de suspense, o livro O Gosto do Sangue, do autor paulista Anselmo Duarte, é uma obra que aborda os temas violência à mulher, uso de drogas, desvio de personalidade, corrupção, atuação da polícia. Tudo com uma pitada de ocultismo, indicando que existe o carma e que se deve pagar o preço do mal feito em vidas passadas.
            O enredo gira em torno de Rosana, uma jovem recém-graduada em arquitetura e que acaba de ser contratada pela Rossi, uma empreiteira que é comandada por um primo distante, Leandro. É através dele que ela conhece o Humberto. Este por sua vez apaixona-se perdidamente por ela, e os dois engatam em um romance aparentemente normal.
“Ela começa a caminhar e seus pensamentos fluem em sua mente em forma de questões sem respostas. “O que tá havendo? Será que tá apaixonado? Será que estou apaixonada? É muito cedo? Mas que beijo foi aquele? E que pegada? Por que eu gemi?” Ela sorriu em meio aos pensamentos e seguiu rumo ao seu apartamento com cara de feliz, espantada, curiosa, envergonhada... Na verdade, nem ela sabia.”
            Entretanto, pouco sabia Rosana que Humberto era usuário de cocaína e apresentava alterações de humor quando utilizava a droga, tornando-se muito violento e inconsistente. Com o passar do tempo, a arquiteta percebeu que havia se envolvido com um demônio e procurou a ajuda da polícia.
“Ela se levantou rápido, tentando dar um soco no rosto nele, mas ele era mais rápido e desferiu um soco que atingiu sua testa. Ela caiu novamente no sofá. Levantou-se rapidamente, achando forças Deus sabe de onde, e conseguiu cravar as unhas em seu rosto. Ele gritou de dor e, em seguida, a empurrou. Quando ela se afastou, ele deu outro tapa forte em seu rosto, e o sangue jorrou da boca de Rosana.[…]”
            Em uma narrativa cheia de ação, o leitor acompanha a luta de Rosana contra o obsessivo Humberto, que possui uma mentalidade machista e perturbada pela droga. Conseguirá Rosana se livrar do ex? Ou está ela fadada a uma vida de sofrimento, sempre sendo perseguida por ele e por suas abordagens violentas? Será que todo o sofrimento que passou já tinha sido escrito no destino?

[Divulgação] Livro que inspirou série da TV Globo sobre a filha de Tiradentes pode ser encontrado na Estante Virtual

No site, formado por uma rede integrada de 1.350 livreiros brasileiros, o leitor poderá encontrar também outros títulos que remontam a história de Tiradentes

Inspirada no livro “Joaquina, Filha do Tiradentes”, de Maria José de Queiroz, a série da TV Globo “Liberdade, Liberdade” remonta o cenário político nacional na época da Inconfidência Mineira. O movimento buscava a independência do Brasil da Coroa Portuguesa, e tinha como líder Joaquim José da Silva Xavier, conhecido por todos como Tiradentes, e enforcado em praça pública pelas tropas oficiais em 21 de abril de 1789. 

Quem quiser conhecer melhor o assunto pode encontrar a obra na Estante Virtual, site de venda de livros usados e novos, além de outros títulos que contam a história de Tiradentes, entre eles, “1789 - A História de Tiradentes e dos Contrabandistas, Assassinos e Poetas que Lutaram Pela Independência do Brasil”, do jornalista Pedro Dória; “21 de abril – Tiradentes, Sonho de Liberdade”, do autor Alfredo Boulos Junior; e “Tiradentes e a Inconfidência Mineira”, do historiador Carlos Guilherme Mota.

26 de abr de 2016

[Divulgação] 5ª edição da Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro recebe inscrições até o dia 30

As secretarias municipais precisam fazer a adesão para que as inscrições dos professores e das escolas sejam validadas

Professores das redes públicas podem se inscrever até o dia 30 de abril na 5ª edição da Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro. O Programa, desenvolvido pela Fundação Itaú Social e o Ministério da Educação (MEC) com a coordenação técnica do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec), já teve adesão das secretarias de educação de todos os estados brasileiros e de mais de 3.700 municípios.

Em 2014, participaram mais de 5 milhões de alunos, de todos os estados. A Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro tem como objetivo apoiar os docentes no aprimoramento das suas práticas didáticas para desenvolver competências de escrita nos estudantes e contribuir com a melhoria do ensino público. Os professores podem inscrever trabalhos de seus alunos em quatro gêneros textuais, de acordo com as séries: Poemas para alunos de 5º e 6º anos do Ensino Fundamental, Memórias Literárias para 7º e 8º anos, Crônica para 9º e 1º do Ensino Médio e Artigo de Opinião para os estudantes de 2º e 3º anos do Ensino Médio.

Valorizando a interação de crianças e jovens com os seus meios, a Olimpíada adota o tema “O lugar onde vivo”. Os alunos resgatam histórias, estreitam vínculos com suas comunidades e aprofundam o conhecimento sobre seus territórios. Para apoiar o desenvolvimento das atividades, o programa de formação continuada é amparado por material formativo que auxilia os professores nas oficinas de produção de texto. Os conteúdos foram criados para serem incorporados ao planejamento do ano escolar, sem fugir ao cotidiano da sala de aula.

O regulamento e as informações sobre o processo de inscrição de professores e secretarias estão disponíveis no portal www.escrevendoofuturo.org.br

25 de abr de 2016

A escolha (Nicholas Sparks) @editoraarqueiro

Boa tarde caçadores!

Estive afastada por uns tempos por forças maiores (acadêmicas), e agora retornando com força total apresento este romance que me fez analisar pela forma como vivo nos últimos tempos, mas vou explicar como a vida de Travis e Gabby se tornaram tão interessantes:

Editora Arqueiro
Ano: 2016
240 páginas
Avaliação do Skoob: 4.2
Avaliação do Blog: 4.0
Compare e Compre

Gabby Holland é uma assistente médica que muda-se de Savannah para Beautforf, - uma pequena cidade americana - em busca de independência e claro, para ficar mais próxima do seu namorado Kevin, a fim de levar seu relacionamento para o próximo passo, mas sua vida deixa de ser programada e pacata quando conhece seu vizinho Travis Parker, um bonitão e sarado veterinário, que aparentemente gosta de levar uma vida de adolescente sem preocupação com a vida. 

Mas logo Gabby se surpreende quando descobre que ele é o veterinário da cidade e o único que poderia salvar sua cadela Molly, que está prestes a ter filhotes. 

De fato, a felicidade de Travis estava resumida à: três melhores amigos com suas belas esposas no qual são como sua família, praticar esportes radicais na moto, no barco e viajar. Mas a entrada de Gabby na sua vida o deixou inquieto sobre o limite de sua felicidade. Logo percebeu que precisava mais dela, não sabia porque. 

Depois de um final de semana incrível com Travis, sua irmã Stephanie, seus amigos e suas respectivas famílias, Gabby janta com Travis apreensiva se era o certo estar à sós com ele - por estar com um homem que mexe com ela, mesmo tendo um namorado que ama -  e acontece o inevitável: ambos se beijam. 

"[...] estar ao lado de Travis parecia certo de alguma maneira. Fácil e natural, do jeito que as coisas deveriam ser. Parecia uma contradição [...]"

[Divulgação] Se eu fosse a cinderella (Gislaine Oliveira)


O que você faria se tivesse a oportunidade de viver um conto de fadas? Pois Cinddy não fica nada feliz com essa situação e acaba arrumando grandes confusões em uma das histórias mais famosas de todos os tempos. "Cinddy é uma garota normal, mas que um dia se encontra perdida dentro de um conto de fadas. Esse poderia ser o sonho de muita gente, mas não o dela. Por que isso tinha que acontecer justamente com Cinddy? Logo ela, que não suporta essa história de príncipe e princesa. 
É claro que a menina vai aprontar grandes confusões neste clássico infantil. Afinal, ela é a Cinddy, uma menina forte e independente, que não se deixa abater nem pelas implicâncias das meninas na escola. E agora, levará toda a sua personalidade para a pobre gata borralheira. 



24 de abr de 2016

[Divulgação] Livro que inspirou filme nos cinemas discute a real existência de Deus

Thomas Nelson Brasil lança Deus não está morto 2, obra que é sequência do título homônimo publicado em 2014 e que inspirou a produção do filme que já está nos cinemas.


O filme Deus Não Está Morto 2, inspirado na obra de mesmo nome, escrita por Rice Broocks, dirigido por Harold Cronck, traz uma história de perseguição ao direito à crença, após a professora cristã, vivida por Melissa Joan Hart – que fez sucesso como a protagonista da série Sabrina, a Aprendiz de Feiticeira – ser questionada sobre Jesus em sala de aula. A resposta dela inicia uma verdadeira perseguição ao direito à crença e um processo judicial que poderá lhe custar a fé e a própria carreira.
O primeiro livro, intitulado Deus Não Está Morto, que deu origem ao grande sucesso homônimo no cinema, procurou explorar a ideia de que a fé real não é cega, mas sim se baseia em evidência. A obra, que teve 80 mil exemplares vendidos no Brasil, expôs este tema a partir da ciência, da filosofia, da história e da experiência pessoal do escritor.

Agora, a sequência Deus Não Está Morto 2 traz argumentos em torno da evidência do Jesus histórico e procura mostrar que a fé cristã vai além de simplesmente declarar que Deus existe. Rice apresenta pensamentos reveladores sobre Cristo e como sua crucificação e ressurreição apontam para o fato de que ele é realmente o Deus encarnado.
[...] ele se tornou homem em Jesus Cristo, viveu entre nós e, definitivamente, sacrificou sua vida para pagar o preço dos pecados. Três dias após sua morte, ele ressuscitaria, provando que era o Filho de Deus, o Messias prometido e o Salvador do mundo. [...] Se Cristo não tivesse ressuscitado, então o cristianismo seria completamente desacreditado e indigno de um instante sequer de consideração, ou como o apóstolo Paulo afirmou: “E, se Cristo não ressuscitou, inútil é a fé que vocês têm...” (1Coríntios 15:17).

Em 10 capítulos, o autor revelará que Jesus foi verdadeiramente um Homem da história, que foi crucificado, morto, sepultado e depois ressuscitou dos mortos. Também irá criticar a ideia de que a vida dele estava enraizada na mitologia pagã, defender a realidade dos milagres de Jesus e ajudar os leitores a saberem como podem vir a conhecer Jesus pessoalmente e compreenderem os propósitos dele para a vida.

Em uma época em que há uma constante erosão da confiança na credibilidade da fé cristã, especialmente entre os jovens, o autor pretende definitivamente responder à seguinte pergunta: a história cristã é verdadeira?

Ficha técnica
Editora Thomas Nelson Brasil
Tamanho: 15,5 x 23cm
ISBN: 9788578608477
Páginas: 256
Preço: R$ 35,90

Sobre o autor: Rice Broocks é um dos fundadores do ministério Every Nation, que conta com mais de mil igrejas espalhadas em sessenta países. É doutor em Missiologia pelo Fuller Theological Seminary, na Califórnia (EUA). Vive em Franklin, no Tennessee, com a esposa e os cinco filhos.

23 de abr de 2016

[Divulgação] Projeto “Ler e contar é só começar!” continua no Sesc Vila Mariana

Nos dias 24 e 27 de abril, a Unidade recebe leitura para bebês e palestra sobre narrativas tradicionais, na busca da aproximação do público com o universo literário

O Sesc Vila Mariana promove uma série de atividades destinadas a estimular a leitura como uma experiência prazerosa, a partir do mês de abril. O projeto “Ler e contar é só começar!” tem em sua programação cursos, vivências e mediações de leituras que oferecem ao público oportunidades de aproximar-se da leitura como prática social. No dia 24 de abril, das 13h30 às 15h na Sala de Leitura, a Cia. Circo de Trapo apresenta a atividade Entre Fraldas, Chupetas e Histórias – Leitura para Pequeninos, que propõe uma prática de leitura para bebês e, no dia 27, a contadora de histórias e pesquisadora Dona Cici apresenta a atividade Narrativas da Cultura Tradicional: Sabenças Afro-Brasileiras, evocando a memória de deuses e heróis desembarcados da África em navios negreiros. Serão duas sessões, no Auditório da Unidade, das 15h às 16h e das 20h às 21h. As atividades são livres e gratuitas.

O projeto “Ler e contar é só começar!” vem com a proposta de estimular a leitura literária como experiência prazerosa e livre de obrigações, apresentando uma série de atividades, vivências e cursos que pretendem trabalhar a leitura como prática social a partir da narração de experiências coletivas de leitura. De abril a julho, o projeto trará ao Sesc Vila Mariana educadores, artistas e pesquisadores do tema.

Como parte da programação do projeto, a Cia. Circo de Trapo promove o encontro Entre Fraldas, Chupetas e Histórias – Leitura para Pequeninos, em que propõe uma prática de leituras para bebês. Após a vivência, os pais serão convidados a falar sobre a escolha do acervo para filhos ainda bebês, e a discutir questões como: o livro dentro de casa é um brinquedo? Quais são as melhores formas de leitura para bebês? Outros temas, levantados pelos pais durante o encontro, também serão debatidos. A atividade acontecerá na Sala de Leitura, no dia 24, a partir das 13h30.

A Cia. Circo de Trapo existe desde 2002 e é composta por atores, palhaços, mediadores de leitura e contadores de histórias que desenvolvem prioritariamente trabalhos voltados para a infância e a juventude. Em 2011, a companhia foi convidada pelo Sistema Municipal de Bibliotecas para sensibilizar todos os funcionários dos Ônibus Biblioteca com mediações de leitura.

O mês de abril ainda terá a contação Narrativas da Cultura Tradicional: Sabenças Afro-Brasileiras, em que Dona Cici, estudiosa das culturas africanas, especialmente da cultura yorubá, evoca, em seus relatos, a memória de deuses e heróis desembarcados da África nos navios negreiros. Ela se apresenta com acompanhamento musical de Carolina Cunha e Alysson Bruno. As contações serão apresentadas no dia 27, das 15h às 16h e das 20h às 21h, gratuitamente.

Para mais informações sobre o projeto Ler e contar é só começar!, acesse bit.ly/LerEContar

22 de abr de 2016

[Divulgação] @ciadasletras Missoula, o estupro e o sistema judicial em uma cidade universitária

Missoula, em Montana, é uma típica cidade universitária americana, com uma conceituada faculdade, paisagens bucólicas e vida noturna agitada. No entanto, entre 2008 e 2012, o departamento de justiça americano investigou 350 acusações de agressão sexual na cidade. Poucos desses casos, porém, foram tratados com atenção pelas autoridades locais. A faculdade, por sua vez, é sede de um importante time de futebol americano do circuito universitário, os Grizzlies, cujos jogadores são idolatrados pela população. Não por acaso, grande parte dos acusados de violência sexual pertencem a esse time. E, não por acaso, os jogadores contam com uma vasta rede de proteção, que vai desde a polícia até os políticos, dos torcedores à imprensa e aos próprios amigos das vítimas, que não raro se voltam contra elas. Ao contrário de crimes como roubo e fraude, em casos de estupro por pessoas de um mesmo círculo social as suspeitas e a culpa costumam recair sobre a vítima, trazendo consequências como isolamento, difamação e ódio.  
 
Neste livro assombroso, Jon Krakauer rompe o silêncio e traz a público todo o drama que vivem as mulheres abusadas, em dezenas de entrevistas não só com as vítimas, mas também com os acusados, os investigadores e membros do sistema penal. Num trabalho de coragem, o autor questiona o sistema educacional e os caminhos legais que permitem essa verdadeira epidemia de violência sexual. Jon Krakauer nasceu em 1954, em Brookline, Massachusetts. Vencedor do prêmio do Clube Alpino Americano sobre montanhismo, escreve para diversas revistas e jornais de circulação nacional nos Estados Unidos.

21 de abr de 2016

[Divulgação] Sesc Vila Mariana apresenta “Matcha”, espetáculo repleto de magia, em sua Praça de Eventos

No dia 23 de abril, sábado, a Praça de Eventos do Sesc Vila Mariana irá receber o mágico Célio Amino para um show de mágica e ilusionismo. A atração “Matcha”, que envolve conceitos de Cha-do (Cerimônia do Chá), é uma performance em que um estudante japonês circula com um carrinho de chá, oferecendo números de mágica para as pessoas. O espetáculo começa às 17 horas, é livre e gratuito.

A Cerimônia do Chá, presente em “Matcha”, foi desenvolvida em uma época em que o Japão esteve envolvido em muitas guerras internas. A proposta é desfrutar da tranquilidade do momento presente, mesmo no meio da agitação, oferecendo ao público um tempo para apreciar objetos típicos do Japão, como o Washi (papel arroz), objetos tradicionais de madeira japoneses e o fude (caneta pincel), além das mágicas apresentadas.

Célio Amino começou a se envolver com mágica aos seis anos de idade e é profissional desde 1995. Formado em Física pela Universidade de São Paulo, é fundador de Magicorp, maior empresa de ilusionismo da América Latina. Participou de várias montagens teatrais como consultor criativo de mágica, destacando-se “Une Flûte Enchantée”, dirigida por Peter Brook em 2010, “Castelo Rá-Tim-Bum”, “A La Carte” (La Minina) e “Mish Mash”, apresentação de variedades do Festival de Teatro de Curitiba.

Ainda no mesmo final de semana, dia 24 de abril, domingo, Célio Amino irá apresentar o espetáculo “A Lenda Mágica” na Praça de Eventos do Sesc Vila Mariana. Adaptada para uma linguagem infantil, os questionamentos sobre o mistério do mundo da mágica serão evidenciados de forma mais acessível às crianças. Serão apresentados 17 números de mágica, alternando momentos de humor, interação com a plateia e poesia. Entre as cenas mais marcantes estão: a levitação de uma bola, a separação de águas coloridas que foram misturadas, a transformação de água em nuvem e a mudança de cores dos objetos conforme as estações do ano. Nesta versão, Célio Amino mostra sua pesquisa com dança e mágica, partindo de formas corporais japonesas que estão presentes na versão adulta. A atração começa às 16h30, é livre e gratuita.

20 de abr de 2016

[Divulgação] Tudo que é proibido é mais gostoso?

Romance erótico Meu querido meio-irmão, da best-seller norte americana Penelope Ward, retrata um relacionamento cheio de tabus e desencontros
 
A autora, best-seller do New York Times, Penelope Ward descreve no livro Meu querido meio-irmão (editora pandorga)o reprimido e conturbado relacionamento entre dois jovens unidos pelo matrimônio dos pais.

            Na obra, Greta perdeu o pai ainda muito nova. Sarah, viúva e mãe da jovem, casa-se com Randy, uma pessoa aparentemente tranquila e normal. Pouco sabia Greta que seu padrasto tinha um filho de outro relacionamento, o punk e rebelde Elec.

            Com a vinda do “querido” meio-irmão para Boston, a pacata vida de Greta tem uma reviravolta. Tudo que Elec faz é para perturbar e ofender Greta, não importa o quanto ela tente se relacionar bem com seu meio-irmão. A fim de melhorar as coisas, ela deseja saber mais sobre Elec: o passado sombrio, o segredo que não pode contar, o corpo sarado...Epa! Mas ela precisa se contentar a apenas olhar. Ou não.

"Planejando escovar meus dentes, abri a porta do banheiro e dei um pulo ao ver Elec secando seu corpo molhado depois de sair do banho. Vapor e um cheiro de homem preenchiam o ar. Por alguma razão, ao invés de correr dali, eu congelei. O mais pertubador foi que, ao invés de se cobrir com a toalha, ele a deixou cair no chão, demonstrando indiferença. Fiquei boquiaberta."

            Em meio a essa paixão escondida dos dois enteados, Greta descobre um perfil de seu padrasto que, até então, não conhecia. Randy se torna muito violento com Elec, agredindo-o verbalmente e, até mesmo, desejando que ele morra. Ao perceber que ela o defende e está a seu lado, Elec se desarma e começa a demonstrar sentimentos que até então lutava para esconder. 

“Ele inclinou a cabeça em direção ao encosto da cama, parecendo quase torturado.
— Era importante para mim que soubesse o quanto eu te desejo e o quanto te acho linda, tanto por fora quanto por dentro, porque sinto que feri sua autoestima, ainda que não fosse minha intenção. Tudo que disse é verdade, mas o beijo não deveria ter acontecido. Eu não deveria estar nesta maldita cama, mas me senti tão bem aqui, deitado com você…
— Por que sou diferente das garotas com quem fica?
Ele passou ambas as mãos no cabelo, bagunçando-o e me olhando com olhos sombrios.
— Na verdade, tem uma grande diferença.
'Você é a única garota no mundo inteiro que é proibida, e foda-se, mas isso me faz te querer mais ainda'.”

O que poderia Elec ter feito para o próprio pai o odiar tanto? E por que ele gosta tanto da Escócia? Com um romance erótico envolvido em mistério, a autora cria uma avassaladora paixão em Meu querido meio-irmão que fará os leitores amarem o proibido. 

Sobre a autora:
Penelope Ward é autora best-seller do New York Times, USA Today e Wall Street Journal, com os livros Stepbrother Dearest, My Skylar, Jake Undone e Gemini. Ela cresceu em Boston com cinco irmãos mais velhos e passou a maior parte de seus 20 anos como âncora de noticiário de TV antes de resolver seguir uma carreira mais “família”. Penelope ama livros do gênero New Adult, café e passeios com sua família e amigos nos fins de semana. Ela é mãe orgulhosa de uma linda garota autista de 10 anos (a inspiração para a personagem Callie, em Gemini) e um garoto de 8 anos. Ambos iluminam seus dias. Penelope, seu marido e filhos vivem em Rhode Island.

19 de abr de 2016

[Divulgação] Crianças da Amazônia: Muito além do Dia do Índio

Os sotaques, as tradições e os costumes diferentes apresentam um Brasil de muitas caras
 
Em um país tão grande como o Brasil, as diversidades mostram o quanto é rica a cultura nacional. No livro publicado pela Editora Mundo Mirim, o leitor conhecerá a história de algumas crianças da Amazônia, que têm um olho no verde da floresta e outro no verde da esperança.
Crianças da Amazônia apresenta um pouco da riqueza das crianças dessa região do país, as tradições, costumes, lendas brincadeiras e modo de vida. Lendo as histórias do livro o leitor entrará em contato com a cultura de uma região do Brasil pouco conhecida, principalmente no Sul e Sudeste.
O público também vai perceber que na Amazônia não há somente a cultura indígena, mas muitas culturas diferentes. Influenciadas pelas características geográficas, históricas e econômicas da região, as crianças dessas histórias mostram um dia a dia singular.
É preciso entender que as crenças, costumes, jeito de falar, vestir, se alimentar etc. fazem parte de uma tradição muito rica e devem ser preservadas e conhecidas. Assim, ao conhecer realidades diversas, pode-se estimular o respeito às diferenças, tão necessário para construir relações de paz, solidariedade e dignidade.
Escrita e ilustrada por Maurício Veneza, a obra é composta por sete contos cujos protagonistas são crianças de diferentes regiões da Amazônia. Através das histórias delas, o leitor perceberá particularidades da cultura e do lugar, como as palafitas, o seringal, lendas indígenas, a presença do búfalo etc.
Escrita numa linguagem clara, cada conto aborda um pouco do cotidiano dessas crianças, de acordo com a região em que moram, com suas curiosidades, alegrias e dificuldades. Uma boa oportunidade para conhecer outra realidade.
Ficha Técnica
Editora Mundo Mirim
Ilustração:
Maurício Veneza
Autor: Maurício Veneza I.S.B.N.: 978-85-823-2001-3 Formato: 21x28 Indicação: Leitor em processo - 9 a 10 anos Número de Páginas: 32 págs. Preço: R$ 29,90
Sobre o autor e ilustrador: Maurício Veneza nasceu em Niterói, no Rio de Janeiro, onde mora até hoje. Desenha desde criança, hábito que o levou a sua atual profissão. Hoje, dedica-se inteiramente à literatura infantojuvenil: já publicou dezenas de livros como escritor e como ilustrador. Além dos livros, Maurício também faz desenhos para revistas, publicidade e histórias em quadrinhos.
Sobre a Editora: A Mundo Mirim é uma editora voltada ao público infantil e juvenil cujas publicações para crianças e adolescentes têm o intuito de estimular o prazer de ler, fazer um apelo à imaginação e trazer à tona as grandes ideias que uma boa leitura desperta. Além disso, como a infância é uma fase de constante aprendizado, alguns livros também permitem abordagens didático-pedagógicas, um diferencial que amplia as possibilidades de aproveitamento das obras.
Editora mundo mirim na web: www.mundomirim.com.br www.twitter.com/mundomirim www.facebook.com/EditoraMundoMirim www.youtube.com/editoramundomirim

18 de abr de 2016

[Divulgação] UniRitter realiza Sarau Literário para celebrar Dia Internacional do Livro

Para os caçadores de Porto Alegre:
 
Para marcar as comemorações do Dia Internacional do Livro, a UniRitter promove o Sarau Literário. Aberto ao público, o evento acontece a partir das 20h30 no dia 18 de abril, no Campus FAPA (Av. Manoel Elias, 2001), e no dia 19 de abril, no Campus Zona Sul (Rua Orfanotrófio, 555).

Organizado pelos cursos de graduação e pós-graduação em Letras da UniRitter, o Sarau contará com leituras, apreciação de textos literários e letras de músicas. As apresentações serão realizadas pelos participantes, mediante inscrição prévia ou por participação espontânea na hora do evento.

As inscrições devem ser realizadas pelo e-mail proleruniritterpoa@gmail. Os interessados devem informar o nome e a forma de apresentação pretendida (leitura, música, etc). Os participantes que desejarem realizar apresentações musicais devem levar seus instrumentos. Informações no site www.uniritter.edu.br e no telefone (51) 3230.3333.
SERVIÇO:
O QUÊ? UniRitter realiza Sarau Literário 
QUANDO?  Dias 18 e 19 de abril, a partir das 20h30
ONDE?
- Campus FAPA (Av. Manoel Elias, 2001 - Porto Alegre): dia 18/4, das 20h30 até 21h10min;
- Campus Zona Sul (Rua Orfanotrófio, 555 - Porto Alegre): dia 19/4, das 20h30 até 21h.

15 de abr de 2016

[Divulgação] Lançamentos @editoradraco

capa lancamentos

AS NOVIDADES DO DRAGÃO!

chamasdoimperio-capa-72

O Teatro da Ira, Diego Guerra

Basta uma faca para começar uma guerra
Jhomm Krulgar é um ninguém. Um rato de estrada. Um cachorro vadio. Um mastim demoníaco. Sua espada está a venda para qualquer um com moedas no bolso e objetivos escusos. Quando uma garota surge prometendo a riqueza de um rei e a realização dos seus desejos de vingança, ele nem imagina que está prestes a se envolver em um dos mais perigosos jogos políticos de sua era.
Agora, ele e Khirk, seu companheiro silencioso, membro de uma antiga raça escrava, partem para o Sul, onde tentarão impedir os rebeldes separatistas de tomar a coroa da maior cidade do Império de Karis. Encontrarão em seu caminho um Magistrado em missão de paz e um mago ilusionista prestes a realizar o maior espetáculo da sua vida.
O Teatro da Ira, primeiro romance da série Chamas do Império, de Diego Guerra, é uma viagem fantástica onde criaturas místicas e soldados comuns lutam lado a lado nas paredes de escudo, implorando pela própria vida e alimentando as fogueiras da morte para fazer valer as vontades de reis e nobres.
Enquanto Krulgar busca cegamente a sua vingança, não faz ideia de que se tornou apenas mais um dos personagens sombrios deste Teatro da Ira.
Autor: Diego Guerra
ISBN: 978-85-8243-107-8
eISBN: 978-85-8243-106-1
Gênero: Fantasia épica
Formato: 14 cm x 21 cm
Páginas: 360
Preço de capa: R$ 55,90 (papel)
R$ 24,90 (e-book)

13 de abr de 2016

Mil Pedaços de Você (Claudia Gray)


Editora Agir Now
288 páginas
Média no Skoob 4.1
Classificação do blog 2
Exemplar recebido para resenha


Marguerite Caine, ou simplesmente Meg, é uma garota muito diferente de sua família. Seus pais são físicos, famosos e renomados em sua área. Mesmo vivendo em uma casa repleta de estudantes de exatas, Meg se sente mais confortável nas artes e diferente da irmã que segue os passos dos pais, a nossa protagonista começa a caminhar sozinha em direção ao que lhe proporciona felicidade.

Após a criação da Firebird, um dispositivo que permite realizar viagens através das dimensões, uma série de acontecimentos são acarretados, acontecimentos trágicos estes. O ladrão e assassino está agora viajando por dimensões fugindo dos seus crimes com o dispositivo Firebird em mãos. Cabe a Meg e Theo, estudante de física, seguirem os passos do vilão e vingar os crimes cometidos.

Mesmo com tamanhos problemas, o amor está no ar ou entre as dimensões. É doloroso e sofrido em algumas partes, além de água com açúcar em outras. As partes mais interessantes, em minha opinião, são as explicações lógicas utilizando meios físicos e por este motivo levei a leitura adiante.

Não achei a criação dos personagens principais interessante. Existem clichês por trás, afinal este é mais um livro de romance. Mas era interessante imaginar os rumos que a história tomaria toda vez que os personagens se encontravam em uma nova dimensão.


Talvez a maior aprendizagem para a protagonista seja o autoconhecimento adquirido ao longo de toas as viagens através do tempo e espaço. Não é um romance que eu vá retomar a leitura depois de um tempo. E mais uma observação, eu prefiro Doctor Who e isto não é comparação alguma!

Até a próxima!

Curta o CDL no Facebook

Siga @c_delivros no Twitter e @cdelivros no Instagram

12 de abr de 2016

Olhos Vendados (Faye Kellerman) @HarperCollinsB

Editora: Harper Collins Brasil
Páginas: 368
Gênero: Thriller Policial
Média do Skoob: 3
Média do Blog: 3 lupinhas
Compare e Compre

Olhos vendados apresenta os personagens que tornaram Faye Kellerman um sucesso mundial, o detetive de homicídios Peter Decker e sua esposa, Rina Lazarus. 

A trama gira em torno da invasão do Rancho Coyote e dos assassinatos do milionário Guy Kaffey, sua esposa Gilliam e de alguns empregados, o filho Gil estava presente no momento da invasão e foi um dos sobreviventes.

Guy Kaffey junto com seus filhos Gil e Grant e seu irmão mais novo Mace, construíram um grande império de negócios. Mace estava enrolado com alguns casos de desvio de dinheiro e Guy também não era nenhum santo, visando pagar mais barato, contratava ex-membros de gangues para cuidar da segurança de sua família.

Mais um caso para o detetive Peter Decker e sua equipe, eles então começam a seguir as pistas, recolher as informações, interrogar todos os empregados, os seguranças e claro a família, todos são suspeitos até que se prove o contrário, não se pode descartar ninguém.

- Quando seu apartamento explodiu, foi uma merda. Mas não me importo. Isso é entre você e seu advogado de merda. Não sou detetive da área de narcóticos.
- Não vou dizer mais nada se você não me contar o que pode fazer por mim.
- Não sou da narcóticos, sou da Homicídios. Lido com assassinatos." 

Adorei narrativa, simples, fluida e super descritiva, com doses homeopáticas de humor e sarcasmo, narrado na terceira pessoa, foi como ver um episódio de uma série de investigação, bem delimitada, cada membro da equipe cuidando de uma parte do caso. O envolvimento da família do detetive Decker, mostrando o seu lado pai e marido. O trabalho da Rina como júri, ajudando e deixando Decker frustado por comprometer a segurança dela, foram muito bem aproveitados e necessários na trama. A história não pecou em nada, teve ação, aflição, tiroteio, envolvimento de gangues latinas, manteve o suspense sobre o mandante do crime até as últimas páginas. Não foi uma história surpreendente, mas teve seu valor.

Adoro os livros do gênero, não li muitos isso é verdade, mas já ouso dizer que quero ler todos os livros da Faye Kellerman, para ontem.

A diagramação está impecável, tem capítulos curtos, espaçamento bom, a capa está belíssima foi feito um trabalho excelente. Já estou ansiosa pela próxima publicação da série. 

" - Abri a porta porque quis. Provavelmente não foi muito inteligente.
   - Não foi inteligente, mas foi humano. É como dizem.
   - O quê?
   - Errar é humano, mas atirar no filho da puta é divino."    



Até a próxima!

Curta o CDL no Facebook

Siga @c_delivros no Twitter e @cdelivros no Instagram

10 de abr de 2016

VIPS: O que é cordel?


Boa tarde, caçadores!
Tudo bem com vocês?

Hoje eu vou falar sobre o cordel. Você sabe o que é?

Você sabia desses detalhes? Gostou do vídeo? deixe as suas impressões nos comentários. 

Até a próxima!

Curta o CDL no Facebook

Siga @c_delivros no Twitter e @cdelivros no Instagram

6 de abr de 2016

TAG: Ela e Ele

Olá caçadores!
Tudo bem com vocês?
Hoje a TAG é diferente, afinal tem a participação do meu amor, João!
Só aparece a voz, mas vai que com os comentários de vocês ele fique empolgado e apareça no próximo vídeo. ;)

Gostaram do vídeo? Deixe as impressões nos comentários. 

Até a próxima!

Curta o CDL no Facebook
Siga @c_delivros no Twitter e @cdelivros no Instagram

5 de abr de 2016

VIPS: Pokémon x Digimon

Quem será que ganha essa batalha?
Vejam o vídeo para descobrir:




Você sabia desses detalhes? Gostou do vídeo? deixe as suas impressões nos comentários. 

Até a próxima!

Curta o CDL no Facebook

Siga @c_delivros no Twitter e @cdelivros no Instagram

@editoraarqueiro dominou o país e vamos ter vários encontros para fãs de romances de época

Tá dominado! Tá tudo dominado!

Marquem essas datas: 29 e 30 de abril e 07 e 08 de maio!
Acontecerão vários encontros de fãs pelo País e vocês são mais do que convidados, vocês são intimados! ^^


Em São Luís, o evento acontece no interior da Leitura do São Luís Shopping.

Clique no link da sua cidade e participe!

Mato Grosso do Sul – 30/04 – https://www.facebook.com/events/1539966889635853/
Rio Grande do Norte – 30/04 – https://www.facebook.com/events/647393908754096/
Rio Grande do Sul – 30/04 – https://www.facebook.com/events/1029594307087058/
E até o dia 30! 
Caçadora de Livros. Todos os direitos reservados.©
Design e codificação por Sofisticado Design