12 de jul de 2016

A viagem do descobrimento (Eduardo Bueno) Coleção Brasilis vol. 1 - @EstaçãoBrasil

Autor: Eduardo Bueno
Editora: Estação Brasil
Páginas: 128
Ano: 2016
Média do Skoob: 3.9
Média do Blog: 4 lupinhas

Compare e Compre

A Coleção Brasilis tornou-se um dos maiores fenômenos editoriais do país entre o final da década de 1990 e início dos anos 2000, agora é relançada pela Estação Brasil. 

Como o próprio subtítulo diz é Um olhar sobre a expedição de Cabral, tudo o que você sempre quis saber e nunca soube a quem perguntar e nem em que livro ler, aqui você ficará conhecendo um pouco sobre o que aconteceu da saída até a chegada ao destino final, o Brasil.

O livro é dividido em três partes, a primeira denominada - De Lisboa a Vera Cruz, nos é apresentada a frota de Cabral, sua tripulação, o convívio diário da mesma, uma descrição da árvore genealógica de Cabral e mais.

Cabral se lança ao mar com destino à Índia, mas de fato o percurso e o destino final foi outro, com uma frota de 13 embarcações, sendo dela 10 naus (uma espécie de evolução das caravelas) e 3 caravelas.

A tripulação contava com o próprio Cabral, sua guarda pessoal e cerca de 80 marinheiros, 70 soldados e mais 33 outros passageiros, dentre eles alguns Padres. Retratando o dia-a-dia da tripulação como era monótona e regrada por parte dos Padres que proibiam qualquer lazer dos tripulantes. Além disso tinham a preocupação de se contraí o escorbuto uma doença provocada pela carência de vitamina C.

A comida por sua vez era rigorosamente distribuída por igual, carne, cebola, vinagre, azeite e biscoito. No período da semana Santa eles faziam o jejum da Sexta-Feira Santa de não comer carne, assim o peixe era o ingrediente principal da ração.

"A base da alimentação a bordo era um biscoito duro e salgado 'via de regra todo podre das baratas e com bolor mui fedorento'. Cada tripulante tinha direito a 400 gramas diários. Tais biscoitos, cuja fabricação se confunde com a própria história da navegação, eram assados em fornos reais, como o do vale de Zebro, em Lisboa, onde, entre 1505 e 1507, se produziam mais de mil toneladas (o equivalente a 2,5 milhões de rações diárias)."  

A segunda parte intitulada - Portugal  conquista o mundo, conhecemos um pouco da história do processo de expansão, as conquistas e a própria viagem de Vasco da Gama à Índia, que foi o pontapé inicial para a do próprio Cabral.

A terceira parte  - A semana de Vera Cruz, trás a semana que a tripulação chegou ao Brasil. Na manhã do dia 23 de Abril de 1500, acontecia o primeiro escambo de objetos dos Portugueses com os nativos. Posteriormente, no dia 26 de Abril foi celebrada a primeira missa em terras brasileiras.

"Enquanto os portugueses escutavam a missa, 'com muito prazer e devoção', a praia encheu-se de nativos. Eles sentaram-se, lá surpresos com as complexidades do ritual, que observavam de longe. Quando D. Henrique acabou a pregação, os indígenas se ergueram e começaram a soprar conchas e buzinas, 'saltando e dançando por um bom tempo." 

A narrativa do autor é simples e concisa, a diagramação está exemplar, com seus links de notas flutuantes em fonte menor, fazendo menção a uma explicação sobre algo no texto que carece um entendimento maior. Possui várias figuras auto explicativas em algumas páginas no decorrer da leitura, quando não aparece você fica esperando que elas surjam do nada só para complementar a história.

Escrever um livro que trata da história é ao meu ver um exercício árduo, várias pesquisas devem ser feitas para se ter um embasamento teórico. Quando se ler os detalhes aqui na história, vem sempre aquela indagação. Como alguém soube disso? De fato tudo que foi escrito naquela época e vivido foi perpetuado pelos séculos, muito do que aconteceu foi relatado na carta de Pero Vaz de Caminha ao próprio rei.


Até a próxima!






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar, Caçador(a)!
Volte Sempre!

Para postar links nos comentários, utilize o espaço correto:
1- Clique em Comentar Como:
2- Selecione a opção Nome/Url
3- Em nome, coloque o seu nome ou nick das redes sociais.
4 - Em Url, coloque o link do seu blog ou página das redes sociais.

Pronto, assim você comenta e ainda coloca os seus dados, sem fazer spam.

Para dúvidas, sugestões ou solicitação de informações, encaminhe email para: c.delivros@gmail.com

Caçadora de Livros. Todos os direitos reservados.©
Design e codificação por Sofisticado Design