25 de abr de 2016

A escolha (Nicholas Sparks) @editoraarqueiro

Boa tarde caçadores!

Estive afastada por uns tempos por forças maiores (acadêmicas), e agora retornando com força total apresento este romance que me fez analisar pela forma como vivo nos últimos tempos, mas vou explicar como a vida de Travis e Gabby se tornaram tão interessantes:

Editora Arqueiro
Ano: 2016
240 páginas
Avaliação do Skoob: 4.2
Avaliação do Blog: 4.0
Compare e Compre

Gabby Holland é uma assistente médica que muda-se de Savannah para Beautforf, - uma pequena cidade americana - em busca de independência e claro, para ficar mais próxima do seu namorado Kevin, a fim de levar seu relacionamento para o próximo passo, mas sua vida deixa de ser programada e pacata quando conhece seu vizinho Travis Parker, um bonitão e sarado veterinário, que aparentemente gosta de levar uma vida de adolescente sem preocupação com a vida. 

Mas logo Gabby se surpreende quando descobre que ele é o veterinário da cidade e o único que poderia salvar sua cadela Molly, que está prestes a ter filhotes. 

De fato, a felicidade de Travis estava resumida à: três melhores amigos com suas belas esposas no qual são como sua família, praticar esportes radicais na moto, no barco e viajar. Mas a entrada de Gabby na sua vida o deixou inquieto sobre o limite de sua felicidade. Logo percebeu que precisava mais dela, não sabia porque. 

Depois de um final de semana incrível com Travis, sua irmã Stephanie, seus amigos e suas respectivas famílias, Gabby janta com Travis apreensiva se era o certo estar à sós com ele - por estar com um homem que mexe com ela, mesmo tendo um namorado que ama -  e acontece o inevitável: ambos se beijam. 

"[...] estar ao lado de Travis parecia certo de alguma maneira. Fácil e natural, do jeito que as coisas deveriam ser. Parecia uma contradição [...]"

A partir de então, Gabby passa a decidir sobre suas escolhas, Travis passa a pensar em seus planos ao lado dela e o rumo de sua vidas mudam completamente. A questão é: Qual o conceito do verdadeiro amor? Gabby deixará suas regras de vida perfeitas e irá mudar o rumo assim com Travis seu conceito de felicidade? O que se espera da vida, ao escolher algo que não planejou?

Agora o leitor deve estar se perguntando: Gabby escolhe Travis e vivem felizes para sempre, certo? Errado. Não acaba por aí. Sparks com suas pitadas chocantes de drama, naturalmente emociona o leitor com surpresas logo após a história passar de tempo. Um final surpreendente.

***

Demorei a começar a leitura desta história, mas logo que dei a partida, foi como um tiro, pela compreensão do envolvimento da trama que se deu em terceira pessoa entre os personagens Gabby e Travis.

A Escolha é como um daqueles livros que parecem ter sido baseados em alguma parte da vida do leitor e não foi em vão que me emocionou: um ser humano, que tem uma vida controlada e regrada, e que no decorrer da sua vida que parecia "perfeita", pessoas ou situações acabam balançando a estrutura e este indivíduo começa a questionar see tudo que planejou na a vida era o que queria, se estava feliz de verdade.

Parece que todos os seres humanos são iguais, seja de problemas, de emoções, de aventuras, mas se for analisar seus anseios não é assim dessa forma. Quando existe o diferencial, se quebra tabus, regras, e você passa a vivenciar ou olhar a vida com outro olhar, sem limitações, sem receio de descobrir novas formas de quebrar a rotina, o que fez Travis e Gabby tomarem decisões importantes que poderiam uni-los mais ou separa-los de uma vez.

Sinceramente o Kevin era um cara bacana para Gabby, e se ele quisesse casar com ela, poderiam ser felizes, mas voltando para a realidade, acontecem rumos que muita das vezes esperamos não acontecerem, e damos um passo para que seja natural e verdadeiro o máximo possível, ou seja, não ter só um emprego, uma vida cômoda e um namorado que as vezes supre a necessidade da sua presença, mas  um sentimento verdadeiro ou desejos e sonhos bons que nos move a buscar a liberdade de ser feliz.


A capa é com base nos personagens do filme lançado este ano com mesmo título - que por sinal ainda assistirei (espero ser bom). A leitura é suave e fácil compreensão, ou seja, o leitor se envolve com a trama gostosamente. As folhas são amarelas e lisinhas e sua fonte é boa, o que garante uma tranquila leitura. Enfim, é uma história de se apaixonar e emocionar!!

Quem já leu, gostou? O que acharam comparado ao filme?

Até a próxima! ;)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar, Caçador(a)!
Volte Sempre!

Para postar links nos comentários, utilize o espaço correto:
1- Clique em Comentar Como:
2- Selecione a opção Nome/Url
3- Em nome, coloque o seu nome ou nick das redes sociais.
4 - Em Url, coloque o link do seu blog ou página das redes sociais.

Pronto, assim você comenta e ainda coloca os seus dados, sem fazer spam.

Para dúvidas, sugestões ou solicitação de informações, encaminhe email para: c.delivros@gmail.com

Caçadora de Livros. Todos os direitos reservados.©
Design e codificação por Sofisticado Design