12 de fev de 2016

@editoradraco Um toque de morte e Um Beijo de Morte @lusalazar

Olá caçadores!
Tudo bem com vocês?
Hoje venho falar de dois livros nacionais publicados pela Ed. Draco e escritos por Luiza Salazar. O primeiro livro eu recebi da editora e o segundo eu comprei, pois precisava saber como terminava aquela história. Até o momento não sei se vai ter um terceiro livro (a autora em seu blog informa que é uma série), mas antes que eu solte uma informação que vá me complicar aqui, vou começar:

Toda vez que tem alguma história que fala sobre uma grande personagem, que tenha algum poder relacionado com a morte, eu comparo com Anita Blake. Vocês já estão cansados de saber. Mas, isso não é algo ruim, já que se uma personagem consegue ser comparada com a diva Anita Blake, mesmo que por alguma característica, significa que ela atingiu o objetivo de ser uma personagem querida aos meus olhos. ^^

Skoob
 Não fale o nome Katherine Brown, nome muito longo e que não expressa a individualidade da personagem principal, Kat. Ela é uma garota de 16 anos, órfã, que desde muito cedo teve que aprender a se defender. E foi em um episódio assim, que Kat descobriu que tem um poder: ela tem um toque de morte. Suas mãos possuem tatuagens que para muitos é algo estranho, entretanto aquelas marcas não são para chocar, elas apresentam o significado da existência de Kat, que nasceu com o dom de matar uma pessoa ao tocá-la. 

Sozinha no mundo, Kat faz desse "dom" a sua profissão e acaba sendo uma mercenária: recebendo pagamentos (valores bem pequenos, ao meu ver) para ceifar a vida de pessoas. Entretanto, tudo muda, quando ao entrar em um apartamento, Kat retira a vida de uma vítima, mas uma mulher ruiva testemunha toda a ação e não faz nada para impedir a nossa personagem principal e é aí que tudo vira de cabeça para o ar, ou melhor, tudo começa a virar uma corrida contra o tempo. Quem vai ficar com Kat? A Ordem? A Legião? Só lendo para saber.

O primeiro livro traz um pouco da história de Kat e o motivo do seu dom, além de mostrar que ela não é só um rosto bonito diante de tantos "tubarões". O primeiro livro também apresenta duas organizações fortes que irão disputar a preferência de Kat, afinal ela só pode escolher um lado, mas não significa dizer que ela não pode ser enganada nesse trajeto. 

O primeiro livro traz um início de triângulo amoroso. Eu sei que muitos estão cansados de triângulos, mas ao meu ver, nunca foi um triângulo, foi mais uma forma de mostrar o quanto Kat não sabia nada de si e do próprio mundo que foi agressivamente incluída, tanto que eu sabia que ela iria fazer a escolha certa no final.

Outros personagens aparecem, afinal não teria graça ser um monólogo não é mesmo? Vincent, Eric, Vladimir, Rebecca, Roxie e a misteriosa Valentina. Todos possuem olhos lilases e poderes, porém os lados são bem diferentes. Cada um tem o seu, sendo o yin ou yang.

O livro leva cinco lupinhas, pois achei a capa interessante, o conteúdo sem bem objetivo e a diagramação, apesar de ter analisado a versão digital, foi bem feita.

 


Skoob
Já o segundo livro começa exatamente onde o primeiro terminou e assim você já pega aquele impacto.
Aqui Kat já decidiu em qual grupo vai participar e decide aprender mais sobre esse novo mundo e seus poderes, afinal, ela pensava que era uma simples ceifadora e agora descobre que é A Ceifadora, assim como a sua falecida mãe. 

O segundo livro também consegue apresentar mais interações entre os personagens, o que é ótimo, além de apresentar o treinamento nada simples de Kat, que tem que se desligar do mundo sólido e "nadar" no mundo da morte, literalmente.

A sensação de frio que Kat sente é transferida em alguns momentos para o leitor, principalmente nas cenas de luta. Ela pega cada sufoco, que sinceramente...

Além de vários elementos conhecidos do mundo fantástico, aqui temos cenas com zumbis, o que eu achei ótimo, afinal morte sem zumbi não tem graça, não é mesmo? Além disso, saber que Kat é uma descendente de uma personagem icônica, foi algo muito interessante. A história criada por Luiza pode muito bem virar uma graphic novel.
O segundo livro não impactou como o primeiro, mas cumpriu o papel de fechar as arestas do primeiro livro e assim ter a oportunidade de fechar ou não a história de Kat. Pelo que eu vi e li, eu espero que tenha ao menos um terceiro livro, justamente para mostrar a potência dos poderes de Kat, que ao meu ver, ainda não estão 100%, por isso a nota foi de quatro lupinhas.

 
E vocês? Já leram os livros? Eu não conhecia a escritora e gostei muito do que li. 
Estou confiante com os livros de fantasia nacionais desse ano.
E para saber as minhas avaliações na Amazon, basta clicar aqui.
Até a próxima!

Curta o CDL no Facebook
Siga @c_delivros no Twitter e @cdelivros no Instagram

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar, Caçador(a)!
Volte Sempre!

Para postar links nos comentários, utilize o espaço correto:
1- Clique em Comentar Como:
2- Selecione a opção Nome/Url
3- Em nome, coloque o seu nome ou nick das redes sociais.
4 - Em Url, coloque o link do seu blog ou página das redes sociais.

Pronto, assim você comenta e ainda coloca os seus dados, sem fazer spam.

Para dúvidas, sugestões ou solicitação de informações, encaminhe email para: c.delivros@gmail.com

Caçadora de Livros. Todos os direitos reservados.©
Design e codificação por Sofisticado Design