12 de jan de 2016

O Manuscrito (Chris Pavone) @EditoraArqueiro 05/01/16

Ano: 2015
Páginas: 336
Gênero: Thriller
Média do Skoob: 3.5
Média do Blog: 3 lupinhas
Compare e Compre

O livro se inicia com Isabel uma agente literária lendo um Manuscrito intitulado O acidente de um autor anônimo. As 488 páginas trata da vida do CEO da Wolfe World Media - Charlie Wolfe, o âncora da televisão. Isabel vendo naquelas páginas algumas centenas de milhares de dólares e uma bomba para a sociedade, tentará de tudo para que todos conheçam essa história.

Hayden um agente da CIA vai fazer de tudo para que esse Manuscrito não seja publicado e quanto menos pessoas o lerem, menos cadáveres haverá.

Charlie Wolfe, magnata da mídia, tem sua vida exposta em um Manuscrito, precisamente de um acidente que ocorreu quando era bem mais jovem.

O autor anônimo nas primeiras páginas continua no anonimato, mas bem no meio do livro já sabemos quem é, mas o grande motivo dele fazer aquilo tudo, inventar mentiras e tudo mais, ficou muito vazio, ele já tinha muito dinheiro e uma vida razoavelmente boa, queria mais o que?

A premissa do livro é bem interessante, mas é uma trama com seus altos e baixos, a narrativa do Pavone é bem descritiva, geograficamente bem situada, não é um daqueles livros que se devora de uma vez, a leitura é demorada, tem seus aspectos relevantes, as várias perspectivas dos inúmeros personagens se tornou um pouco enfadonha. Os protagonistas são pessoas de meia idade com um certo drama na vida.

Uma coisa é certa, livros que falam de livros ou do ramo editorial é sempre um fascínio para os amantes de livros e nisso Pavone acertou, essa parte ficou bem reforçada.

"Brad pensava que já estava havia bastante tempo no ramo editorial e vira todas as situações no setor de livros e publicações que pudessem surgir. Viu best-sellers vindos de surpresa do nada, enquanto sucessos garantidos afundavam. Conheceu autores enlevados, autores hostis e autores que sumariamente rompiam contratos, ou entravam com ações judiciais, ou cometiam suicídio, ou simplesmente surtavam. Viu livros encadernados de cabeça para baixo, livros distribuídos com o nome do autor escrito errado na sobrecapa, livros faltando as páginas cruciais.."
  
O desenrolar da história é bem previsível, o desfecho foi mediano, cortaria algumas páginas, eliminaria alguns personagens, envolveria mais o protagonista do Manuscrito na história, uma coisinha ali outra aqui e teria ficado bem melhor. A história tem seu crédito, é bem escrita, super detalhada, vale a leitura.

Narrado em 3ª pessoa sobre as perspectiva de vários personagens, a diagramação está impecável, com certeza uma das melhores da Arqueiro. Por tudo mencionado O Manuscrito levou 3 lupinhas.
Lembrando que essa postagem faz parte do comentarista nota 10.
Boa leitura e até a próxima!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar, Caçador(a)!
Volte Sempre!

Para postar links nos comentários, utilize o espaço correto:
1- Clique em Comentar Como:
2- Selecione a opção Nome/Url
3- Em nome, coloque o seu nome ou nick das redes sociais.
4 - Em Url, coloque o link do seu blog ou página das redes sociais.

Pronto, assim você comenta e ainda coloca os seus dados, sem fazer spam.

Para dúvidas, sugestões ou solicitação de informações, encaminhe email para: c.delivros@gmail.com

Caçadora de Livros. Todos os direitos reservados.©
Design e codificação por Sofisticado Design