20 de dez de 2015

O Último dos Canalhas (Loretta Chase) @editoraarqueiro

Boa noite caçadores!

Gente, como descrever esta história? De fato, os canalhas vão ser sempre os alvos de qualquer história e chamar a atenção por onde passa, o que não foi diferente com Vere Mallory (suspiros), "Vere de  veritas".

Editora Arqueiro
Ano: 2015
304 páginas
Classificação do Skoob: 4.2
Classificação do Blog: 5 lupinhas

O Último dos Canalhas é um romance de época escrito pela autora Loretta Chase (autora de O Príncipe dos Canalhas) que se passa no século XIX na bela Londres.

O último dos canalhas é o sétimo duque de Ainswood Vere Mallory, um tipo de devasso que despreza as mulheres como boas companhias e  acha que elas são como objetos de prazer em noites de bebedeiras.

"Ela o derrubou de bunda no chão e chamou sua atenção"

Mas, Vere não esperava que fosse encontrar um desafiante de punho forte em uma taverna, muito menos sendo uma mulher, o que o embaraçou completamente, sendo piada por toda cidade por ter sido derrubado por Lydia Grenville, uma jornalista de 28 anos que ganhou uma reputação considerável com suas publicações periódicas na revista Argus.

Conhecida como Lady Grendel, Lydia faz juz à sua profissão com muito esforço e muitas vezes riscos para defender mulheres e crianças que sofriam em uma sociedade depravada e insensível em que se encontrava, representando-os nos artigos em que publica e ao mesmo tempo em que ataca pessoas nobres pervertidas, como o tal duque de Ainswood, no qual teve um tremendo desgosto de conhecer em um momento em que resgatava uma menina que corria perigo nas mãos da perigosa cafetina Coralie Brees que a arrastava para prostitui-la. 

"Como ele poderia resistir? Depois de todo os esforço de madame Dragão para se enfiar em todas aquelas camadas de roupa de baixo e de cima, Vere teve que mostrar a ela como seria fácil tirar tudo de novo."

Mas, o orgulho de Vere não se deu por vencido e passa a persegui-la para tentar de alguma forma se vingar da presunçosa e "mulher dragão", que se comportava como homem e o deixava curioso por algo que não sabia o que era. 

Lygia que não pensa em nada a não ser encontrar provas para desmascarar a pior cafetina de Londres e também assassina Coralie, passa por aventuras implacáveis com encontros inesperados com o duque, que investe nela e se diverte com suas ações jornalísticas.

Ela sabe que ele despreza as mulheres, então achará tudo uma mera diversão para tentar seduzi-la para depois abandona-la. Entretanto Vere já não está levando tudo como uma diversão. A conclusão? Ambos passam a se confrontar, a se odiarem e você fica perguntando para si o tempo todo: - afinal quem vai ceder?


***

Então vem a minha primeira questão, como descrever essa história? Eu sei que me diverti muito com a briga dos protagonistas, porque ambos são presunçosos e orgulhos, presos em seus erros e seus mundos cheios de passados misteriosos. 

Eu adorei a Lygia, que moça explosiva! Muito corajosa e à frente de seu tempo, correu muitos perigos para defender seus valores, passando humilhações para proteger os mais fracos e esquecidos em uma sociedade bem arrogante e machista. 

Obviamente não esperou que justamente seu jeito guerreiro chamasse a atenção de um canalha de forma tão favorável no qual foi e ele se encantasse e descobrisse em si, um generoso homem. Muito menos ela esperou que Vere seguisse seus passos que interpretava como um atrapalho nas suas investigações, o que se percebe claramente que ele a ajuda e tenta protegê-la dos perigos noturnos no qual ela investia. 

É uma história recheada de aventuras, riscos, diversão, sedução e muita tentação do casal. Consideravelmente Vere é um canalha que não se orgulha do seu título, mas que pelas coisas que viveu e vivenciou perseguindo a jovem jornalista, descobriu um Vere que há muito estava enterrado e era motivo de orgulho para o verdadeiros Mallorys.


Amei a escrita de Chase, e as conversas dos protagonistas são tão inebriantes de engraçados e sarcásticos. Se O príncipe dos Canalhas foi bom, é na certeza que este foi maravilhoso!  Me diverti muito! A diagramação é ótima, capítulos no espaço bom, folhas amarelas e lisas e a capa não chega a ser tão bonita como o primeiro livro, mas tem um canalha em forma de príncipe, gostei. 

Só lembrando que este é o quarto livro da saga Canalhas, mas é o segundo livro lançado no Brasil, será que a Arqueiro vai lançar os dois primeiros livros? 


Esperando ansiosamente! O bom, é que cada livro são histórias diferentes que não dependem uns dos outros. Merece 5 lupinhas!


O que acharam meu povo? Espero que tenham gostado! :)

Abraços! ;)



Um comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar, Caçador(a)!
Volte Sempre!

Para postar links nos comentários, utilize o espaço correto:
1- Clique em Comentar Como:
2- Selecione a opção Nome/Url
3- Em nome, coloque o seu nome ou nick das redes sociais.
4 - Em Url, coloque o link do seu blog ou página das redes sociais.

Pronto, assim você comenta e ainda coloca os seus dados, sem fazer spam.

Para dúvidas, sugestões ou solicitação de informações, encaminhe email para: c.delivros@gmail.com

Caçadora de Livros. Todos os direitos reservados.©
Design e codificação por Sofisticado Design