3 de ago de 2015

O Segredo dos Nagas (Amish) @nVersosEditora

Bom dia, caçadores!
Para quem ainda não viu a resenha do primeiro livro, peço que leia rapidinho para acompanhar a emoção aqui, pois estou impactada até agora com os acontecimentos.

Trilogia Shiva
Livro 2
Média do Skoob: 5.0
Classificação: Cinco Lupinhas

O príncipe encarou Shiva por alguns instantes antes de baixar os olhos, sentindo vergonha.- Lamento tê-lo feito se arriscar tanto.- Não foi nada.[...]- A culpa não é do cavalo - disse Shiva, com firmeza.p. 35.


Se eu vibrei por Shiva no livro anterior, nesse eu já estava organizando a torcida organizada. Ele e Sati formam um casal ideal e quando digo ideal, digo em relação ao complemento mesmo. Ambos são decididos, corajosos e amorosos, porém quando um é mais cabeça quente o outro fica mais calmo, para tentar resolver a situação.

Depois de ter resolvido a confusão entre Suryavanshis e Chandravanshis (e coloque confusão nisso, viu? Parecia briga de vizinho), Shiva decide encontrar a raiz de todo o mal.
Será que os Nagas são os culpados por tudo o que de ruim aconteceu? 
Ou será que o mal é questão de ótica? 
Pelo que eu vi do outro livro, sei que nada é o que parece ser, mas mesmo assim foi surpreendente descobrir tudo e quando digo tudo é tudo mesmo. As pontas soltas do primeiro livro são respondidas no segundo e o segundo deixa você louco para saber como vai ser o desfecho da história no terceiro e último livro.

Sati e Shiva conseguiram  expandir o amor e assim nasceu Kartik, uma criança predestinada a um caminho glorioso, apesar das ações do seu avô,  Dakshapai de Sati.

Vários personagens secundários são importantes no trajeto de Sati e Shiva, porém os principais ao meu ver, nesse livro, são:

Parvateshwar, que está apaixonado por Anandmayi, porém pelo voto que fez, pensa que deve enterrar esse sentimento.

Parvateshwar ergueu o olhar brevemente, impressionado. Entretanto, os olhos de Anandmayi pareciam zombar dele.P.39

Ganesha e Kali, dois personagens impactantes, que jogam na cara do leitor a pura verdade, relatam o que é o mal e quem está representando o mesmo na história verdadeira.

- Sem piedade - suas ordens foram um sussurro.- Sem piedade! - repetiram os leais soldados Brangas.[...]Não houve piedade.P. 51
- Cada civilização pensa que seu modo de vida é único; no entanto, se dissecarmos os estilos, só existem dois modos: o masculino e o feminino.P. 57
- Eu o construí e eu posso destruí-lo!P. 306
Se você gostou das reviravoltas do primeiro livro, prepare o coração para o segundo.
Estou ansiosa pelo terceiro livro, pois tem muita coisa para ser respondida e para vermos Shiva sendo realmente o salvador da Índia.

A narração é feita em terceira pessoa, a capa não tem orelha, mas você não vai sentir falta desse detalhe.
A diagramação é igual ao primeiro livro.
Por isso leva a nota máxima do blog:

Gostaram?
Até a próxima!



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar, Caçador(a)!
Volte Sempre!

Para postar links nos comentários, utilize o espaço correto:
1- Clique em Comentar Como:
2- Selecione a opção Nome/Url
3- Em nome, coloque o seu nome ou nick das redes sociais.
4 - Em Url, coloque o link do seu blog ou página das redes sociais.

Pronto, assim você comenta e ainda coloca os seus dados, sem fazer spam.

Para dúvidas, sugestões ou solicitação de informações, encaminhe email para: c.delivros@gmail.com

Caçadora de Livros. Todos os direitos reservados.©
Design e codificação por Sofisticado Design