5 de jul de 2015

O sangue do cordeiro (Sam Cabot) @EditoraArqueiro

Bom dia caçadores!

Para quem é fã de suspense e para os que leram O Código da Vinci e gostaram, é bem certo que goste deste também:

Editora Arqueiro
Ano: 2015
Páginas: 368
Classificação do Skoob: 4.2
Classificação do Blog: 4 lupinhas

O sangue do cordeiro é uma ficção americana escrita por Sam Cabot no qual é pseudônimo dos autores Carlos Dews e S. J. Rozan

A história que  é um tanto intrigante, narrada em terceira pessoa e centralizada em Roma, começa com uma carta misteriosa deixada por Mário Damiani - um poeta antipapista integrante do Ressurgimento -  para a jornalista americana Margaret Fuller em 1849 dando orientações sobre um documento muito valioso saqueado nos arquivos da Biblioteca do Vaticano no qual precisava ser exposto para o mundo todo. Mas não deu certo, não era o momento....

"Este documento, querida amiga, vai abalar a Igreja"

163 anos se passaram, e padre Thomas kelly, um professor acadêmico especialista em História da Igreja do século XIX, se vê perdido ao ler documentos deixados para trás em 1850, quando a jornalista Margaret Fuller fizera uma viagem de navio a Nova York.  Padre Thomas que até então estava lecionando em Londres, recebe uma ligação do Cardeal Lorenzo Cossa - seu orientador de tese, amigo e conselheiro espiritual - declarando seu novo posto de arquivista e bibliotecário da biblioteca do Vaticano e  pedindo sua ajuda para trabalhar com ele em Roma.

A verdade é que o chamou para uma tarefa específica: encontrar um documento chamado "Concordata" que até então não sabia o teor de sua importância, mas sabia que teria ligação com o tão perdido documento de 1849 e Lorenzo temia que Thomas, ao descobrir seu conteúdo, pudesse perder sua fé ou se manteria forte até o fim desse desafio.

Enquanto isso, Livia Pietro se vê diante de um conselho chamado Conclave, formado por seus superiores. Isto porque tinha um pupilo no qual teve um relacionamento, Jonah Richter, que se rebelou e desapareceu uns anos atrás e agora retorna através de uma carta ao conclave na qual ameaça: ou eles tornam público o conteúdo da Concordata, ou ele o fará. A Concordata, de acordo com Jonah, restringe os Noantri, e já é hora de eles se mostrarem ao mundo, mas para ela este tratado contém um segredo tão chocante que poderá destruir para sempre todo seu povo. 


Então Livia recebe instruções claras de sua missão e castigo: encontrar o padre jesuíta recém-chegado a Roma Thomas e juntar-se a ele na procura da Concordata e eliminar Jonah partindo para uma jornada com minuciosos quebra-cabeças e incontáveis inimigos.

O que será que tem de tão revelador na Concordata? Será que padre Thomas e Livia vão encontra-la? E se isto ocorrer, que fim terá o documento? Será relevado ou escondido para sempre do mundo terreno? E esses Noantris, o que são fato? Jonan,conseguirá obter o documento antes de Livia e padre Thomas? Até que ponto os personagens chegarão para obter a Condordata? Esses e outros questionamentos só serão respondidos no decorrer da história.

***



É um livro que te prende do começo ao fim e pode apostar que em cada capítulo é uma surpresa, uma ansiedade, uma revelação em uma jogada com vários personagens e cada qual com um tipo de situação. Logo no começo estará disponível um mapa, para o caso de não se perder. O começo é só para entender um pouco a história, depois segue a trama com as surpresas.

A história da Igreja é algo que gera muita curiosidade, polêmica (adoooro, haha) e vontade de buscar os fatos, então a história de O sangue do cordeiro te leva a isso, até mesmo verificar no que os autores se basearam, em elementos reais para jogar em uma história fictícia, foi neste ponto que achei interessante a jogada que os autores fizerem neste livro. E sim, a história no faz o leitor ter a visão bem diferente sobre muitas coisas, uma dela é sobre os VAMPIROS.


Outro fato interessante é que no desenrolar da trama, nos faz questionar nossa própria fé e razão quanto a nossa natureza e até onde ambas ela se limitam, porque dá para analisar o comportamento e pensamento dos personagens. Por exemplo, o padre Thomas leva a questionar o que vivencia com tudo que estudou seja acadêmico ou espiritualmente e tem bastante experiência, mas ao se deparar com coisas no qual nunca passou pela sua mente existir, os Noantri, leva-o a agir pre-conceituosamente sobre aquela natureza. Se for levar este exemplo para nossa realidade, achamos que temos controle de tudo que agimos, falamos e sentimos, mas na verdade não bem é assim e nos leva ao preconceito sobre aquela natureza.  

Gostei da escrita justamente pela jogada sobre os personagens, lugares, datas, - é de suma importância gravar as datas - revelações e claro, sobre a mensagem que Sam Cabot quer passar ao leitor. É bem simples o espaçamento e tamanho das letras das páginas e as folhas são amareladas e bem lisinhas e os capítulos são curtos facilitando a dinâmica da leitura. A capa mostra alguns elementos dos poemas de Mario Damiani que poderá levar à Concordata, ou seja, tudo no cenário romano, então para quem ainda não leu, de certa forma instiga a ler. 

Particularmente achei que seria uma leitura difícil no começo, mas me enganei, é muito boa e garanto, sem spoilar (eu acho), que o final é surpreendente!

Tentei encurtar meu parecer (não deu certo, rsrs), mas espero que tenham gostado! Deixem um comentário ;)

Até a próxima!







Um comentário:

Neiko Cat disse...

Nossa gostei bastante da resenha, e o livro parece realmente ser muito bom *-* Vou procurar mais informações a respeito dele :D

Victor do Blog Gatos e Vagalumes :3
GatosEVagalumes.blogspot.com

Postar um comentário

Obrigada por comentar, Caçador(a)!
Volte Sempre!

Para postar links nos comentários, utilize o espaço correto:
1- Clique em Comentar Como:
2- Selecione a opção Nome/Url
3- Em nome, coloque o seu nome ou nick das redes sociais.
4 - Em Url, coloque o link do seu blog ou página das redes sociais.

Pronto, assim você comenta e ainda coloca os seus dados, sem fazer spam.

Para dúvidas, sugestões ou solicitação de informações, encaminhe email para: c.delivros@gmail.com

Caçadora de Livros. Todos os direitos reservados.©
Design e codificação por Sofisticado Design