1 de fev de 2015

Enfeitiçadas e Amaldiçoadas (Jessica Spotswood) @editoraarqueiro

Bom dia, caçadores!
Tudo bem com vocês?
Hoje apresento duas resenhas ou resenha dupla, como vocês quiserem. ^^
Para quem gosta de fantasia e magia, apresento:

As Crônicas das Irmãs Bruxas.
Média do Skoob: 4.3.
Classificação: cinco lupinhas.



A história apresenta uma sociedade do século XIX dominada por um grupo de homens, a Fraternidade, que comete várias atrocidades invocando sempre o nome de Deus (em vão). Aqui temos representantes perversos da Inquisição que não perdoam os infiéis em Nova Londres.

Cate Cahill, Tess Cahill e Maura Cahill (a insuportável) são irmãs e são bruxas. 
Possuem poderes fortes e no momento incontroláveis e se já não bastasse o falecimento da mãe e a ausência do pai, ainda precisam esconder que são bruxas, afinal a Fraternidade odeia mulheres e ainda mais as que são bruxas.

Cate é a irmã mais velha (16 anos) e a que mais sofre: Ela pode ser a bruxa mais poderosa de uma profecia, o que já abala toda a sua estrutura, pois aprendeu a odiar a magia; precisa cuidar das irmãs, que amam magia e por conta disso acabam cometendo sérios deslizes; se vê envolta em um triângulo amoroso e para completar há a Irmandade, que em virtude da profecia cerca Cate por todos os lados.
"Antes do alvorecer do século XX, um trio de irmãs chegará a idade adulta, todas bruxas. Uma delas terá o dom da magia mental e será a bruxa mais poderosa a nascer em muitos séculos: ela terá poder suficiente para mudar o rumo da história, para suscitar o ressurgimento do poder das bruxas ou um segundo Terror". 
Tess é a irmã mais nova e apesar de ter atitudes típicas de uma criança, há momentos de extrema sabedoria. 
Maura é a infantil, invejosa, abusada e porque não dizer insuportável. Eu sabia que ela iria piorar, mas não vou revelar muito, pois ainda tem a resenha do segundo livro.
E o que dizer de Finn Bellastra? Pense em um personagem que cativa logo de cara. Impossível você não torcer por ele.
Paul é o amigo de Cate que quer ser levado a sério, ou seja, quer ser mais que um amigo e olha que pela atitude dele, eu senti firmeza. Personagem que corre atrás do que quer e não fica naquele lenga lenga, porém sem química.
Elena é a governanta que vai cuidar das irmãs, ou melhor, que vai importunar Cate e vai gerar tanta confusão, que sinceramente, não posso falar mais nada.
Dos personagens secundários, eu gostei da Brenna, que apesar de poderosa, vai sofrer muito.

O primeiro livro apresenta todo o cenário, para você se acostumar com os personagens e com os fatos que vão se desdobrar no segundo livro. Não há chatice aqui. Quando você pensa que o livro vai ficar morno, lá vem uma bomba para ser apagada ou aumentada. É impressionante!

A capa é linda, a diagramação com folhas amareladas, letras médias e em cada capítulo a letra no formato da letra da capa. Um luxo!


E se você pensa que por ter os famosos clichês, o livro é mais um livro de bruxas, se enganou viu?
Não coloquei aqui nem 10% do que acontece no livro.

Bom, agora que você leu a primeira resenha, venha comigo e descubra:

Livro encaminhado pela Ed. Arqueiro.
As Crônicas das Irmãs Bruxas.
Média do Skoob: 4.5.
Classificação: cinco lupinhas.

Já disse para vocês não irem ler o segundo livro com expectativas, não é mesmo? Pois bem, a continuação SUPERA as expectativas.
A continuação é mais sombria, com mais ação, intrigas, revoltas, magia e claro mais do relacionamento do trio de irmãs poderosas, Cate, Tess e Maura. 

Já repararam que mesmo a Maura sendo a irmã do meio, eu coloco ela sempre para o final? Pois é, eu detesto essa personagem! Sério! O que ela aprontou durante todo o livro foi fichinha perto do que ela fez ao final e por isso uma profecia sempre se cumpre. SEMPRE!
E quer saber? Eu sei que vai ser dolorido, vai ser penoso, vai ser algo brutal, mas sabe que nesse aspecto, eu quero que a profecia se cumpra. Sério! Há males que você tem que remover pela raiz. Bom, continuando a resenha, pois quem ainda não leu, não vai entender esse meu desabafo.

" - Três irmãs - reflete Brenna. - Uma traz cura e morte. uma traz destruição. A mais forte vai trazer paz, mas isso vai exigir sacrifício. É isso que a profecia diz." pág. 262
Cate agora é uma Irmã. Ela faz parte da Irmandade e todo dia sente que está em uma prisão. Apesar das intervenções da sua colega de quarto, que tenta de todas as formas fazer com que ela se anime, ela fica praticamente em transe, fala pouco, estuda o que deve estudar e até permite alguns comentários negativos de suas irmãs, no início. Mas, como sempre, o sangue ferve e Cate começa a mostrar as garras, principalmente quando Tess e Maura vão para a Irmandade.

A magia flui dentro de mim, potente como uma onda no mar, quente como um banho gostoso. Ela se derrama pela ponta dos meus dedos e sua força inesperada me deixa mole e sem fôlego. Isso foi?poderoso. Formidável.P. 17
Tess é um amor! Mais crescida, está mais sábia e surpreendente. Já Maura, depois de tudo o que aconteceu no primeiro livro, está pior em todos os sentidos. E só posso dizer que é uma personagem desprezível.

Além dos problemas familiares, Cate ainda tem que enfrentar uma disputa de poder interna na Irmandade e a execução de ações malignas da Fraternidade, que deseja de todas as formas que as mulheres sejam anuladas socialmente.

" - Mesmo que você não seja a bruxa da profecia, Catherine, ainda assim eu escolheria você para ser minha sucessora - diz ela baixinho. - Inez é implacável demais, Maura é muito parecida com ela e Teresa é jovem demais. Se as Irmãs voltarem a subir ao poder, não podemos repetir nossos erros. Precisamos de uma mulher com escrúpulos." pág. 179

Vocês não tem noção como esse livro é permeado de ação, impacto e fúria! Sim, muita fúria, pois o final... Vocês não vão estar preparados para o final. Não mesmo! Depois de tudo o que aconteceu, tudo o que foi revelado, tudo o que Cate fez, pelo amor de Deus, ela sofre um baque irreparável! E por alguém do seu sangue. É demais! Até agora estou com ira. Não é raiva mais, é ira! Estou completamente passional desde o final desse livro. É inadmissível o que aconteceu. Não sei se a autora vai tentar arrumar a situação no terceiro e último livro, mas se não acontecer e se a profecia não funcionar, vou ficar frustrada.

“Países são forjados pela guerra, talvez garotas também sejam. A Nova Inglaterra e eu vamos renascer juntas, nesta guerra entre as bruxas e os Irmãos. [...]Estou recém-forjada, uma garota de aço, de neve e de despedidas dolorosas.” Pág. 275 

Apesar da tragédia, Cate percebeu que não adianta enxugar gelo, ela já percebeu onde está situada e quem está do seu lado e quem não está e acredito que o que aconteceu, ajudou ela a perceber o que ela continuava negando para si mesma. Ela tem uma missão importante e não pode deixar de lado a sua responsabilidade. Essa Cate que vai ressurgir, como uma garota de aço, neve e despedidas é a Cate que eu vislumbrei desde o início e que merece palmas. Vai Cate! Faça a sua revolução!

A capa é linda, como vocês já observaram e a diagramação segue o mesmo padrão do primeiro livro. Por tudo o que comentei, a classificação é:


Gostaram?
Até a próxima!

2 comentários:

Jessica Pinho disse...

Parece ser muito bom! Não sou muito fã do gênero, mas vou falar para minha irmã que adora fantasia e é fã de OUAT. :D

Caçadora de Livros disse...

Jessica é uma trilogia completa!
Vale a pena!

Postar um comentário

Obrigada por comentar, Caçador(a)!
Volte Sempre!

Para postar links nos comentários, utilize o espaço correto:
1- Clique em Comentar Como:
2- Selecione a opção Nome/Url
3- Em nome, coloque o seu nome ou nick das redes sociais.
4 - Em Url, coloque o link do seu blog ou página das redes sociais.

Pronto, assim você comenta e ainda coloca os seus dados, sem fazer spam.

Para dúvidas, sugestões ou solicitação de informações, encaminhe email para: c.delivros@gmail.com

Caçadora de Livros. Todos os direitos reservados.©
Design e codificação por Sofisticado Design