9 de set de 2013

Vidas Provisórias (Edney Silvestre)




Vidas Provisórias
Ed. Intrínseca
240 Páginas
8580573890
Preço Sugerido: R$ 29,90


Olá, caçadores, como vocês estão?

Hoje a resenha é sobre um livro de um jornalista e escritor que já é nosso conhecido por aqui: Edney Silveste.

Ele volta ao blog com seu novo romance: Vidas Provisórias. E, com ele, voltam, também, Paulo e Bárbara. Voltam porque  os personagens estiveram presentes nos dois primeiros romances do escritor. O primeiro em Se eu fechar os olhos agora  (2009) e a segunda em A felicidade é fácil (2011). Ambos resenhados aqui no blog.

Neste livro,  os personagens, que vivem em épocas diferentes (Paulo a década de 1970; Bárbara a de 1990), não se cruzam diretamente.  A história dos dois é contada distintamente uma da outra.  E, no livro, isso fica bem claro. Os capítulos relacionados a Paulo estão em letras pretas. A da jovem, em letras azuis. A diagramação do conteúdo dela também é diferente.


A semelhança entre os personagens é o exílio. Paulo é estudante de pedagogia, e, por causa da ditadura, acaba sendo confundido pelos militares como participante de um grupo de esquerda e é mandado para fora do País.  Mas, antes disso, é torturado. E o pior: pelo próprio irmão, que se tornou capitão do exército.
A descrição da tortura é diabólica, pois faz com que nós, leitores, sintamos na pele o que aconteceu com Paulo (e com tantos outros brasileiros que, na vida real, foram torturados).

Após a tortura, o jovem  passa por  diversos países até chegar na Suécia, onde conhece Anna, uma voluntária da Anistia Internacional.  Fora de seu país de origem, vive drama de diversos exilados, principalmente os problemas com a língua estrangeira e a saudade dos amigos (principalmente de Eduardo). Mas Anna o ajuda a superar as dificuldades. E dá a ele dois filhos, cujo o nome do mais velho é Edward, em homenagem ao amigo.

Bárbara sai do País aos 17 anos e vai para os Estados Unidos por conta do assassinato do pai dela e dos problemas econômicos enfrentados na época. Na América, trabalha como diarista e manicure. Sem perspectiva de vida, torna-se cada vez mais isolada e sem vontade de voltar ao Brasil, já que sua família a trata indiferentemente. 

Nos Estados Unidos, convive com garotas de programa que saíram do Brasil para tentar a vida fora.  E convive com o drama delas, e o de Sérgio, um homossexual contaminado pela Aids, que durante anos viveu uma vida de festa na América.

Ao final do livro, já nos anos 2000, após o atentado das Torres Gêmeas, Bárbara conhece Edward. Ou seja, no futuro, teremos outro romance do autor.

Vidas Provisórias é um recorte da vida de quem viveu os anos de chumbo e os anos de inflação do Plano Collor, passando por momentos históricos mundiais. Baseando-se em experiências reais e em experiências contadas, Edney Silvestre mostra que veio para ficar. Como um bor jornalista, a narrativa que ele constrói é minuciosamente descritiva. Mas o que realmente marca é, sobretudo, a linguagem poética, lírica e emocionante, que ele, como um bom romancista, domina e cativa quem o está lendo   




 Capa: 10  - Um homem andando na neve tem tudo a ver com a história. Ao lerem o livro, vocês irão entender, caçadores.
Conteúdo: 8 - O livro é muito bom. Ainda destaco mais os dramas vividos por Paulo. Realmente nos tocam. 
Diagramação: 10 - No começo achei o formato do livro diferente, a cor diferente e a diagramação diferente. E realmente tudo é diferente. E por isso que ficou ainda mais bonito. Parabéns à editora.


Um leitura mais do que recomendada, caçadores.

Até!




2 comentários:

Criticando por aí - Caroline disse...

João, eu leria sim esse livro porque tem grande bagagem histórica dentro dele! Está na minha lista :)

Beijos,
Caroline
http://criticandoporai.blogspot.com

João Victor disse...

Vai ser uma boa leitura, com toda a certeza. Beijão!

Postar um comentário

Obrigada por comentar, Caçador(a)!
Volte Sempre!

Para postar links nos comentários, utilize o espaço correto:
1- Clique em Comentar Como:
2- Selecione a opção Nome/Url
3- Em nome, coloque o seu nome ou nick das redes sociais.
4 - Em Url, coloque o link do seu blog ou página das redes sociais.

Pronto, assim você comenta e ainda coloca os seus dados, sem fazer spam.

Para dúvidas, sugestões ou solicitação de informações, encaminhe email para: c.delivros@gmail.com

Caçadora de Livros. Todos os direitos reservados.©
Design e codificação por Sofisticado Design