26 de ago de 2013

O homem duplicado (José Saramago)











Livro enviado pela Companhia das Letras
288 Páginas
ISBN: 9788535912883
Preço Sugerido: 22,50


Recebi este livro para resenha-lo durante a Semana EspecialJosé Saramago, mas, por conta de outras atividades, acabei não lendo-o e, por fim,  não escrevendo sobre. Entretanto – e antes tarde do que nunca – cá está a resenha. E digo mais: deveria ter escrito-a antes, pois o livro é excelente.

 O homem duplicado (2002) é aquele tipo de livro que vale ler do começo ao fim.  Não que outros não valham, mas, este, especificamente, parece que insiste para que nós, leitores, o abandonemos.  O roteiro aparentemente comum do começo da história nos decepciona, mas a guinada que acontece nela garante a leitura completa. 


O homem duplicado relata a história de Tertuliano Máximo Afonso, professor de história de 38 anos e separado do primeiro casamento:  um típico homem de classe média. Máximo Afonso, como prefere ser chamado, já que tem vergonha do primeiro nome, vive uma vida monótona. Aplicação de provas, atividades escolares, correção das mesmas, e, vez em quando, sair com Maria da Paz, sua quase namorada. 

Vida cotidianamente chata, digamos assim. Até que um dia, o professor de matemática (identificado assim pelo autor), indica a Tertuliano o filme Quem porfia mata caça. No filme, o professor de história vê a si mesmo, ou melhor, alguém que se pareça exatamente como ele. Na verdade, um ator figurante.

A partir daí o dia a dia do professor muda. Máximo Afonso fica extremamente curioso para descobrir quem é o ator, se eles realmente são iguais, de onde surgiram etc. Começa, então, a busca incessante por filmes com o mesmo ator. Dias sem dormir, aulas mal dadas. Tudo isso para saber quem é o sujeito que se parece tanto com ele. Num filme, descobre o nome do ator: Daniel Santa-Clara.

Máximo Afonso descobre onde o ator mora. E descobre que o nome dele não é aquele, e sim: Antonio Claro.  O professor entra em contato com o ator, e a partir daí a vida dos dois se confunde: a curiosidade surge em Antonio Claro que, inicialmente, não havia se importado com a ligação e ele é quem fica curioso para saber quem é o homem que se parece tanto com ele.


Se isso ainda não lhe despertou a curiosidade, caro leitor, vá por mim: leia o livro. O final é ARREBATADOR E INESPERADO.


Saramago, mais uma vez, mostra-se genial.  



Recebi a edição de bolso. Mas também há a edição convencional. Não deixem de lê-lo.

Até a próxima, caçadores!




Um comentário:

Universo dos Leitores disse...

Olá! Ainda não li este livro, mas está na minha lista. Sou fascinada por Saramago. Tudo que li me conquistou. Abraços, Isabela.

www.universodosleitores.com

Postar um comentário

Obrigada por comentar, Caçador(a)!
Volte Sempre!

Para postar links nos comentários, utilize o espaço correto:
1- Clique em Comentar Como:
2- Selecione a opção Nome/Url
3- Em nome, coloque o seu nome ou nick das redes sociais.
4 - Em Url, coloque o link do seu blog ou página das redes sociais.

Pronto, assim você comenta e ainda coloca os seus dados, sem fazer spam.

Para dúvidas, sugestões ou solicitação de informações, encaminhe email para: c.delivros@gmail.com

Caçadora de Livros. Todos os direitos reservados.©
Design e codificação por Sofisticado Design