7 de mai de 2013

Lincoln (Doris Keanrs Goodwin)







Livro encaminhado pela editora Record
ISBN: 9788501401359
322 Páginas


Ei, caçadores e caçadoras, quanto tempo, hem?

O livro de hoje é, sem dúvida, um dos melhores livros que li neste ano. Mas vamos com calma. Isto não significa que não há problemas.

Aproveitando-se do lançamento do filme Lincoln em janeiro deste ano, a Record lançou um livro que, segundo a capa, foi o responsável pela produção do filme dirigido por Steven Spielberg.  Legal, não? Seria, mas a história não é bem assim.

A Record, que não é besta nem nada, lançou o livro homônimo do filme neste ano por conta do longa. Entretanto, a obra foi lançada nos Estados Unidos em 2005, com o nome de Team of Rivals, e com 944 páginas. Era, então, realmente a biografia do 16º presidente norte-americano.


A versão brazuca não traz em si a biografia de Abraham Lincoln. Até aí, tudo bem. Mas, também, não retrata exatamente o filme, como diz a capa (Livro que baseou o filme de Steven Spielberg). Não. Não é. Ele é um recorte da eleição de Abraham até sua morte.

“Mas qual é o problema”, você pode estar me perguntando. O problema é, eu lhe respondo, o filme de Spielberg também não contempla toda a vida do presidente norte-americano. Entretanto, ele também não compreende o que a versão brasileira do livro traz. Ou seja. Houve uma “bagunça” geral.

De acordo com a matéria publicada em 20 de janeiro deste ano na Folha de S. Paulo (clique aqui para lê-la), a Record optou por uma versão resumida do livro, de 322 páginas, porque nós, brasileiros, não teríamos interesse em um livro tão extenso sobre um ex-presidente de outro país. Eu discordo totalmente, tendo em vista o marketing que o filme gerou. E pela boa história que a vida de Lincoln é.
Mas, deixemos esses pormenores de lado. Vamos ao que interessa.

A história de Lincoln, retratada na versão brasileira, mostra como um advogado simples, como qualquer outro, de Springfield se tornou o presidente da república.

Muito criticado pela imprensa por conta de sua altura e por seu jeito desengonçado, Abraham não era um forte candidato, nem mesmo dentro de seu partido, o Republicano. Entretanto, por conta de articulações, acabou sendo o candidato para as primárias e foi eleito o presidente da nação.

Quando assumiu a presidência, os Estados Unidos estavam em plena Guerra Civil, com o Sul (confederados) tentando separar-se do Norte (união). O motivo? O norte, e o presidente, queriam a emancipação dos escravos, que, adivinhem, eram negros.

O Sul não queria isso. Via como um erro, já que os negros, na opinião deles, eram inferiores e, com a emancipação, traria grande prejuízo para a economia da região. Sendo assim, a guerra se fez necessária.

O presidente, então, adota estratégias para acabar com o problema. Convocou jovens para batalhar e passou horas e horas, dias e dias, recebendo e enviando mensagens aos comandantes de suas tropas que, por vezes, foram estraçalhados pelos rebeldes.

A biografia retrata que, mesmo com muitas derrotas, Lincoln era um homem, aparentemente calmo. Ouvia tudo e a todos – mesmo que não fizesse o que lhe pediam. Sua perspicácia em atender a todos lhe deu grande prestigio entre a sociedade, por isso, apesar das derrotas, continuava com a aceitação dos eleitores e com o apoio de ser exército.

Durante os anos de guerra, várias situações são retratadas. Porém, diferentemente do filme, aqui não mostra as articulações do presidente para aprovar a 13º Emenda, que libertava os negros, mas sim, as posições militares que tomava.

O livro retrarta que Lincoln foi um homem e tanto. Estrategista, político, enfim, sabia lidar com várias situações. Em grande maioria, senão ao todo, ele é retratado da melhor maneira possível. Tanto que, ao final do livro, quando é assassinado, dá-nos uma angustia por conta da “relação” que criamos com o presidente.

Em geral, o livro é muito bom. O grande problema é a propaganda errada da Record. Ainda assim, vale a pena lê-lo.

Capa: 7 - Marketeira, é claro. Aproveitaram-se do filme e colocaram o ator vencedor do Oscar. Mesmo assim é bonita. Nela contem também a "propaganda enganosa"; 
Conteúdo: 10 -  Excelente. Poderia ser a biografia completa;
Diagramação: 10 - Bem feita. 

É uma leitura complementar ao filme. E tenho dito. 



2 comentários:

Gata Autora disse...

Fiquei um pouco triste por acharem que brasileiros não se interessariam pela versão extensa. Eu me interessaria, sim, e leria feliz e contente. Bem, isso me pareceu uma ofensa, querendo ou não. Acho que deveriam ter lançado duas versões, e lesse a maior quem se interessasse pelo livro menor - se é que faz sentido.
Beijos!
Karol,
http://heykarol.blogspot.com.br/

João Victor disse...

Concordo com você, gata autora. Mas é uma pena que a Record pense assim.

Beijão!

Postar um comentário

Obrigada por comentar, Caçador(a)!
Volte Sempre!

Para postar links nos comentários, utilize o espaço correto:
1- Clique em Comentar Como:
2- Selecione a opção Nome/Url
3- Em nome, coloque o seu nome ou nick das redes sociais.
4 - Em Url, coloque o link do seu blog ou página das redes sociais.

Pronto, assim você comenta e ainda coloca os seus dados, sem fazer spam.

Para dúvidas, sugestões ou solicitação de informações, encaminhe email para: c.delivros@gmail.com

Caçadora de Livros. Todos os direitos reservados.©
Design e codificação por Sofisticado Design