8 de abr de 2013

Tesão (Tico Santa Cruz)






Editora Belas-Letras
128 Páginas
Skoob
Compare e Compre

Olá, Caçadores, como estão?

O livro de hoje, com esse nome todo chamativo, foi escrito pelo músico Tico Santa Cruz, que é o líder da banca de rock Detonautas Roque Clube.

Quem não se lembra dele, do começo da década,  cantando “Quando o sol se for, o meu amor, vou onde você for” ?. É...não? Ok, se você não conhece a música, clique aqui.

E, se mesmo assim não conhecer, talvez você o conheça pela participação dele no reality Show “A Fazenda”.

Ah, também não o viu no reality porque você é uma pessoa que prefere encher sua cabeça de boa leitura do que de programas alienantes? Ok, tudo bem.  Não tem problema.  Até porque a função do blog é apresentar novos autores para vocês, caçadores.

 Você também não precisa ser fã do Detonautas para ler o livro. Aliás, que fique bem claro. O Tico escritor e diferente do músico. Bem diferente.  Eu sou fã da banda há muito tempo, e, sinceramente, não vi nenhum traço do músico no escritor. Ou vice e versa.

Mas chega de papo fiado e vamos ao que interessa.

Tesão  é a segunda obra do autor. A primeira, batizada de Clube da Insônia, foi lançada em 2011.  
Compostos por 32 textos - todos retirados do blog do Santa Cruz, Tesão reúne contos, minicontos e poemas. Detalhe: eróticos (ah, vá?!).

Mas, apesar desse nome forte, as histórias, por vezes, são “bonzinhas” demais. Nada que realmente assuste quem as leia. Ou que faça você ter vergonha de esconder o livro de sua mãe, aquela boa senhora conservadora que cairia de costas ao ler qualquer besteira que você estivesse lendo. E, com toda certeza, diria: “não é possível! Meu filho (a), que eu criei com tanto amor e carinho, lendo uma coisa dessas?!".

Misturando mãos, pernas, peitos e bundas, o vocalista do Detonautas, apesar de tentar, não consegue realmente cativar o leitor. Ele, com muito esforço, cria histórias geniais. Mas muitas, também, são fracas. Fraquíssimas, para ser bem franco.  

Mas alguns textos têm méritos. O conto Uma questão de ponto de vista é sensacional. Misturando uma conversa meio non-sense entre uma mulher e um homem que mal se conheciam, Santa Cruz cria um diálogo com começo, meio e fim. E com clímax, o que é importante.

Além deste, o Foi ao inferno e voltou, Encontrou-me lá e Eu e sua mulher estão entre os melhores textos da obra.

Para quem é fã do Tico, ou para quem nunca leu um livro desse gênero, vale a leitura.  Só não vão se frustrar e dizer que eu não os avisei. 


Vamos às notas:

Capa: 10 - Os dois corpos unidos remetem ao nome do livro.
Diagramação: 10 - As cores das páginas alternando em preto e banco, além das figuras ilustrativas dão um toque a mais no livro.
Conteúdo: 5 - Não é um super-livro, apesar de ter algumas histórias boas. Creio que, nos próximos, Tico irá melhorar. 

Espero o comentário de vocês.
Até a próxima, caçadores!




2 comentários:

Aline T.K.M. disse...

Estive folheando esse livro há umas semanas na livraria. Li uns trechos, e acho que o fato de os textos serem curtos é meio que um convite a folhear e conhecer um pouquinho do livro, uma prévia, digamos assim. Não me aprofundei na leitura, mas me pareceu um livro interessante.
Um detalhe é que gamei na capa, fiquei um tempão tirando fotos com o livro (mico na livraria, será?!) hahaha.

Bjão, Livro Lab

João Victor disse...

HAHA. Ficou com tesão no livro? #tumdumtiss

Piada infame!

Beijo

Postar um comentário

Obrigada por comentar, Caçador(a)!
Volte Sempre!

Para postar links nos comentários, utilize o espaço correto:
1- Clique em Comentar Como:
2- Selecione a opção Nome/Url
3- Em nome, coloque o seu nome ou nick das redes sociais.
4 - Em Url, coloque o link do seu blog ou página das redes sociais.

Pronto, assim você comenta e ainda coloca os seus dados, sem fazer spam.

Para dúvidas, sugestões ou solicitação de informações, encaminhe email para: c.delivros@gmail.com

Caçadora de Livros. Todos os direitos reservados.©
Design e codificação por Sofisticado Design