1 de abr de 2013

Mensalão (Merval Pereira)





Livro encaminhado pela Ed. Record
288 páginas


O segundo semestre de 2012, teve, talvez, como principal pauta, o julgamento da Ação Penal 470, mais conhecida como julgamento do Mensalão.

Vocês se recordam, caçadores? Pois bem. Merval Pereira, colunista do jornal O Globo, entre 2 de agosto e 11 e dezembro daquele ano, publicou artigos sobre o julgamento que estava acontecendo.

Durante quatro meses e 15 dias, a mídia, todos os dias, pautava o julgamento do processo. 


Diferentemente de matérias jornalísticas que, na prática, devem ser isentas de opinião, as colunas escritas por Pereira eram recheadas de posicionamentos. O que, de fato, pode.

Tais artigos foram copilados e lançados pela Record no livro Mensalão – o dia a dia do mais importante julgamento da história do Brasil.

Ao todo, 87 textos estão na publicação. Dois deles inéditos: Fecho de ouro e A escolha dos heróis. O primeiro sobre o encerramento do julgamento e o segundo sobre os caminhos tomados pelos ministros e julgados.

Os artigos, que eram publicados quase diariamente, em sua maioria, faziam uma análise do dia anterior, ou tentavam prever o que iria ocorrer naquele dia – por vezes, erravam.

Apesar de ser um livro sem personagens como num romance, é possível dizer que existem os  personagens principais. Estes, sem dúvida, são dois ministros e um réu.

O revisor do processo, ministro Joaquim Barbosa, talvez seja o maior. Ele, que foi consagrado pela grande maioria como o “justiceiro”, realmente tem seu mérito por querer acatar as leis. Ricardo Lewandoviski, principal “oposição” ao ministro Barbosa, tem, pelo livro, a imagem de querer, principalmente, atrasar o julgamento para favorecer alguns lados.

Dentre os réus, claro, ele, José Dirceu, o ex-ministro da Casa Civil é duramente criticado pelo autor, que o classifica como chefe da quadrilha, e não poupa críticas ao seu partido, o PT, que tenta fazer dela um herói por conta de sua luta para a democracia.

No julgamento do mensalão, ao todo, eram 38 acusados. Destes, 25 foram condenados, 12 absolvidos e um retirado do processo.

Outro fato para dar orgulho a nós, brasileiros, é que, dos 11 ministros titulares que formam a corte do Supremo Tribunal Federal (STF), oito foram nomeados pelo Partido dos Trabalhadores. Isto significa que, mesmo sendo nomeados pelo partido que chefiava o esquema, o STF agiu soberanamente, como deve ser.

Será o fim da corrupção? O autor já tem a opinião dele, e você, caçador, tem a sua?

Apesar de parecer complicado, a linguagem é simples. E, caçador, mesmo que você não seja um “doutor” em política, mas tem o mínimo de conhecimento, provavelmente irá entender. Vale a pena a leitura.



Vamos às notas:
Capa: 7 – Utilizaram a imagem do ministro Joaquim Barbosa (sem a cabeça), de costas, que virou “meme” no Facebook. Além do mais, escreveram o Mensalão em branco, e com o fundo em vermelho. Claro, para remeter ao principal partido do processo.
Diagramação: 7 -  Nada demais.
Conteúdo: 7 – Bem escrito e de fácil assimilação para quem já tem um pouco de intimidade, no assunto.

Aguardo o comentário de vocês!
Até a próxima.


3 comentários:

Criticando por aí - Caroline disse...

É uma boa proposta de um livro referente a politica, assunto que a maioria dos jovens acham chato e blablabla! A leitura não pode ser baseada apenas nos nossos gostos e sim no universo da literatura em geral :)

Beijos,
Caroline, do Criticando por Aí.

João Victor disse...

Isso mesmo, Caroline!

Beijo!

Alyne Lemos disse...

Não me senti interessada nenhum pouco por esse livro :/

Beijos.
Páginas na Estante
@alyneadriana

Postar um comentário

Obrigada por comentar, Caçador(a)!
Volte Sempre!

Para postar links nos comentários, utilize o espaço correto:
1- Clique em Comentar Como:
2- Selecione a opção Nome/Url
3- Em nome, coloque o seu nome ou nick das redes sociais.
4 - Em Url, coloque o link do seu blog ou página das redes sociais.

Pronto, assim você comenta e ainda coloca os seus dados, sem fazer spam.

Para dúvidas, sugestões ou solicitação de informações, encaminhe email para: c.delivros@gmail.com

Caçadora de Livros. Todos os direitos reservados.©
Design e codificação por Sofisticado Design