7 de jan de 2013

O Anão e a Ninfeta (Dalton Trevisan)






Ed. Record
ISBN: 978-85-01-09479-7
160 Páginas


Dalton Trevisan, conhecido popularmente como Vampiro de Curitiba, continua bom. E ponto.

Como prova disso, o autor, que atualmente tem 87 anos, ganhou no ano passado o Prêmio Camões de Literatura (o maior da língua portuguesa), o prêmio Machado de Assis (entregue pela Academia Brasileira de Letras) e ficou com o 2º lugar na categoria Contos/Crônicas do Jabuti com o livro O Anão e a Ninfeta, obra com 40 contos inéditos e extremamente atuais.

O Vampiro, que publica livros há mais de 50 anos, continua ativo.  Ele, que é avesso a andar de carro e ônibus e prefere andar a pé para ouvir o que acontece, mostra que o centro de sua literatura é o cotidiano.
Em O Anão e a Ninfeta,  os contos, cada vez mais concisos (outra característica do autor),  mostram a faceta de um mundo cruel, chocante, apaixonante, e, sobretudo, real.

Trevisan fala sobre prostitutas, anões, traição, e até puberdade infantil.  Sobre o último assunto, o miniconto “Soninha” relata bem a inocência de um menino para com o corpo, além de ser engraçado.

Na obra, sobra até para o Inri Cristo, o brasileiro que afirma ser o filho de Deus (Meu paaaaaaaaaai). O conto “Reencarnado” , relata uma procissão de Inri e o deboche que sofre ao andar em Curitiba.

Certo é, é que Dalton continua brilhante.





Vamos às notas:
Capa: 7 – Há muito tempo, a Record utiliza capas simples para os livros do autor. Aliás, o livro todo é simples.
Conteúdo: 8 – Passando por contos brilhantes e outros mais simples, o livro mantem um bom equilíbrio de histórias.
Diagramação: 6 – Segue a mesma linha de sempre. Folhas brancas e letras prestas. Nada de mais.

 Se você ainda não conhece o autor, nem a fama que ele tem, aqui vai um vídeo feito em 1994.


Aguardo os comentários.
Até.


8 comentários:

Mireliinha disse...

Eu não conhecia esse autor, mas depois de ler a resenha e ver o vídeo achei que seria interessante dar uma atenção...

Feliz 2013 para toda a equipe!

:*
Mi
Inteiramente Diva

Maria Trindade disse...

nuca tinha visto esse autor mais achei bem legal e diferente do que eu tô acostumada

Valery Ortega disse...

Adorei sua resenha,até hoje eu li somente um conto do autor e gostaria muito de conhecer mais.
Bj
Val

Luisa Cullen disse...

Nossa! Até do Inri o livro fala?
Já gostei!
Vou procurar e ler.
Ótima dica!

João disse...

Pelo visto existe bastante comicidade nesse livro.

João Victor disse...

Feliz 2013, Mirelinha!

Maria Trindade, o autor é sensacional mesmo. Leia o quanto puder dele.

Obrigado, Valery. Daqui uns dias o Dalton vai aparecer no blog novamente.

Vai fundo, Luisa.

Sim, xará.

Opa, respondi todo mundo? rsrs

Abraços!

Juliana K disse...

Só pela capa, apesar de bem simples, já gostei do livro.

Ariana Alves disse...

Não curti.
Não gosto de crônicas, e a capa simplesmente não me chamou a atenção.
Apesar de todos os elogios à obra não a teria como prioridade de leitura.

Bjus!

Postar um comentário

Obrigada por comentar, Caçador(a)!
Volte Sempre!

Para postar links nos comentários, utilize o espaço correto:
1- Clique em Comentar Como:
2- Selecione a opção Nome/Url
3- Em nome, coloque o seu nome ou nick das redes sociais.
4 - Em Url, coloque o link do seu blog ou página das redes sociais.

Pronto, assim você comenta e ainda coloca os seus dados, sem fazer spam.

Para dúvidas, sugestões ou solicitação de informações, encaminhe email para: c.delivros@gmail.com

Caçadora de Livros. Todos os direitos reservados.©
Design e codificação por Sofisticado Design