21 de dez de 2012

Marina (Carlos Ruiz Zafón)


Hoje apresentarei a resenha do livro “Marina”, escrito por Carlos Ruiz Zafón, publicado originalmente em 1999, e trazido para o Brasil em 2011 pela editora “Suma das Letras”.

A resenha de hoje é de:

Ed. Suma de Letras
Skoob
Compare & Compre

Antes de qualquer coisa, quero que saibam que sou suspeito para falar deste livro, ou de qualquer outro deste autor, pois todas as obras do Zafón ocupam o posto de meus livros favoritos. Esta estória em particular narra uma lembrança de Óscar Drai, um garoto de 15 anos que vive em um internato na Barcelona da década de 80, que sempre sonhou com uma aventura típica deu um romance escrito por Alexandre Dumas.


Óscar é um rapaz de poucos amigos, e tudo o que ele mais gostava do internato, era a campainha que o libertava daquela prisão, e que o dava quase 3 horas para circular pela maravilhosa Barcelona do século passado. Em alguns destes passeios, em uma situação inusitada, ele acaba conhecendo Marina, uma garota intrigante com mais ou menos a mesma idade que Óscar, mas que dificilmente saí de casa, tendo sido sempre educada por seu pai Germán. Os dois, que muito raramente recebem alguma visita, tornam-se a “família” de Óscar, que os visita em todo o seu tempo livre. Em um belo dia, Marina resolve guiar Óscar para um cemitério escondido e a muito esquecido por quase todos, onde ela tem um mistério que quer partilhar com Óscar, e a partir disso, os dois se envolvem em uma gigantesca aventura mística, que envolve uma sombria história de sua amada cidade.

Escrito de forma brilhante, o romance te prende em todas as suas pouquíssimas 189 páginas, fazendo com que todos os leitores passem horas lendo de forma incontrolável, devorando e se deixando levar pelo clima de suspense narrado por nosso valente Óscar Drai. Eu diria que todos os personagens despertam certo carisma, dando destaque para Marina entre os personagens principais. O único “problema” entre os personagens é que a maioria são somente nomes em antigas histórias, o que não afeta de forma negativa o livro e sua trama, pois o grande número destes relatos serve para que não fique nenhum ponto solto ao fim do livro.

A genialidade de Zafón é memorável, e vale à pena ser acompanhada neste incrível romance. Com isso dito, espero que você que ama romances de época, grandes aventuras, suspense, mistérios, cartas, relatos antigos e finais comoventes, sinta-se convocado a ler este livro, pois garanto que não haverá nenhum ressentimento. Torço para que tenham gostado da resenha. Até a Próxima!

A diagramação do livro esta ótima e a revisão esta perfeita e o tamanho das letras muito bom.

Por hoje é só caçadores espero por vocês na próxima resenha e conto com a opinião de todos vocês.


2 comentários:

Preto no Branco disse...

A resenha ficou ótima Lucas, adorei!!
Marina é um dos meus livros favoritos também, só li dois do Záfon, e o outro não me agradou tanto, rs, mas Marina, eu amei!!
Beijo!

Sonia disse...

Até o momento não li nenhum livro de Carlos Ruiz Zafón, mas pela resenha este livro me encantaria, envolve vários itens que despertam a leitura: mistério,aventura, suspense. Já anotei.

soniacarmo
retalhosnomundo.blogspot.com.br

Postar um comentário

Obrigada por comentar, Caçador(a)!
Volte Sempre!

Para postar links nos comentários, utilize o espaço correto:
1- Clique em Comentar Como:
2- Selecione a opção Nome/Url
3- Em nome, coloque o seu nome ou nick das redes sociais.
4 - Em Url, coloque o link do seu blog ou página das redes sociais.

Pronto, assim você comenta e ainda coloca os seus dados, sem fazer spam.

Para dúvidas, sugestões ou solicitação de informações, encaminhe email para: c.delivros@gmail.com

Caçadora de Livros. Todos os direitos reservados.©
Design e codificação por Sofisticado Design