26 de out de 2012

Resenha: Contos de Meigan - A Fúria dos Cártagos (Roberta Spindler e Oriana Comesanha)



Ed. Dracaena
ISBN: 978-85-6446-950-1
617 Páginas.



Olá caçadores tudo bem com vocês? Bom hoje eu já vou direto ao assunto porque a resenha vai ficar extensa.  Pensei muito em como escrever sobre esse livro, porque de antemão confesso que me apaixonei perdidamente por ele! Mas ele é tão complexo e tem tanta história! Afinal para preencher 617 páginas tem que ter bastante conteúdo certo? E com tanta história fiquei sem saber por onde começar, como contar a base da história sem soltar inúmeros spoilers. Então decidi colocar a sinopse do livro para vocês lerem e aí vou comentando o que achei e as partes mais importantes da história e qual o motivo de tamanha paixão, blz? Acompanhem! A sinopse não poderia ser pequena né?
 Meigan é um mundo diferente do nosso, morada de seres especiais e poderosos que se denominam magis. Na aparência são exatamente como nós, mas as diferenças não podem ser ignoradas por muito tempo. Os magis tem uma relação especial com a natureza e seus elementos, moldando-os a sua vontade e apoderando-se de sua força. Esses elementos, chamados mantares, não se limitam apenas aos conhecidos fogo, terra, ar e água. Existem muitos outros,  como as sombras, o tempo e até mesmo o controle sobre o próprio corpo. Ter a capacidade de decifrar, entender e interagir com a natureza é um dos principais requisitos para a evolução de um magi. Para tanto, deve-se, primeiramente, entender que tudo faz parte da mesma manifestação natural e que toda matéria e energia estão inseridas em um processo dinâmico e universal. Contos de Meigan – A Fúria dos Cártagos começa com Maya Muskaf preparando-se para voltar para casa. Depois de três anos vivendo na Terra, o momento de retornar a Meigan finalmente havia chegado. Estava preocupada, pois algo afetava seu controle sobre os mantares, talvez algum resquício da misteriosa doença que a debilitou durante a infância. Com medo de estar novamente doente e para conseguir respostas, decidiu deixar de lado as diferenças com sua mãe, a principal governante do mundo magi. Voltaria a Katur, capital de Meigan, e pediria perdão por todas as brigas passadas. Assim, abandonou sua vida terrena e entrou na primeira caravana que encontrou. Entretanto, seus planos acabaram tomando um rumo muito diferente daquele que imaginara. No caminho de volta, os soldados que a escoltavam acabaram encontrando destroços e um corpo no chão. Logo que avistou o homem morto, com os cabelos tão brancos quanto sua pele e os olhos inteiramente negros, Maya soube que se tratava de um dos cártagos – antigos magis que traíram seu povo e por isso foram banidos para uma dimensão paralela. As implicações para tal presença em território magi eram gravíssimas e não demorou muito para que a garota e seus companheiros descobrissem que os magis traidores estavam tomando o Solo Sagrado e derrubado seus portões de defesa. Agora, em meio ao caos de uma violenta batalha, Maya vai precisar lutar para sobreviver e conseguir responder as perguntas que tanto lhe afligem. Como os cártagos conseguiram acesso ao Solo Sagrado? Onde estavam os guardiões dos portões, os mais poderosos guerreiros de Meigan? E, a mais importante de todas, conseguiria chegar a Katur a tempo de encontrar sua mãe?

Quando acabei de ler a sinopse, pensei “meu Deus esse monte de informação junta deve ser uma bagunça!”, principalmente porque é escrito por duas pessoas. Logo nas primeiras páginas a leitura estava pesada, era descobertas demais. Primeiro Maya estava na terra e descreve brevemente sobre lá e então decide voltar para Meigan. Após a invasão do Cártagos, Maya sofre com a perda de uma pessoa querida e inconformada ela se aventura pela Floresta dos Condenados a fim de matar os cártagos fugitivos. Acontece que um dos sete guardiões (que são seres poderosos que possuem a função de guardar a entrada e proteção do mundo de Meigan, protegendo-os contra ataques, invasões, entre outros perigos) também é enviado para caçar os cártagos. Problema? Maya não terá que fugir apenas dos cártagos, mas também do Guardião, em especial Seth, a qual ela já havia tido um contato no começo da história. Se Seth que é o sétimo guardião a encontrasse, ela também estaria em apuros. Mas não é bem isso que acontece. E não vou contar, é claro!
Cada item da história. Cada página. Cada capítulo. Cada trecho. Tudo. Exatamente tudo é importante e fundamental para o desfecho da história. Na verdade, Contos de Meigan é uma trilogia, então faltam ainda mais dois livros, para minha e nossa alegria. Entrevistei a Roberta Spindler, autora do livro, e fiquei maravilhada! Ela me confirmou que o segundo livro será ainda mais intenso, mais sombrio e mais envolvente. Não consegui pensar em algo assim. O Contos de Meigan – A fúria dos Cártagos é um livro simplesmente perfeito, falo sem pensar muitas vezes que este É O MELHOR LIVRO NACIONAL QUE JÁ LI. E o estilo do livro nem é o meu predileto. Todas as partes que eu fosse citar aqui seriam como um spoiler porque é essencial e importante para o fim da história.
Toda resenha eu tento persuadir o leitor a ler o livro, dizendo que o livro é bom e digno de leitura, mas, por favor. Não desconsiderando o que eu disse e elogiei dos outros livros, mas este, em especial por ser nacional é digno dos meus comprimentos e digo para você com todo o meu cérebro, LEIA ESTE LIVRO IMEDIATAMENTE!
Estou fazendo contagem regressiva para saber o que aconteceu no final do livro, porque o final estará no começo do próximo. ;D O livro termina com uma grande incógnita, fazendo com que leitores como eu fique contando os dias para o próximo ser publicado. Apaixonei-me pelos personagens, a própria Maya, o adorável e misterioso Seth, o engraçado Mago e até o apoc do Guardião que o imaginei na minha cabeça e sorria a cada vez que ele era citado, como se ele fosse o dragão do filme animado “como treinar seu dragão”. Fofo.
Enfim, não tenho palavras. Não tenho adjetivos para descrever esse livro. Fiquei desarmada e encantada. Sinto muito pelo pouco Marketing que a editora está fazendo pelo livro, esse livro merecia ser lido por todos! Vou aproveitar o espaço para desabafar, porque simplesmente não entendo o fato de que livros pequenos, sem conteúdo e clichês chamam tanta a atenção e os livros verdadeiramente bons não recebem a atenção necessária. Bom, Para quem chegou até aqui, creio que se eu colocar pequenos fragmentos do livro, vocês não acharão ruim, certo?
Bom aprendi um truque para fazer boas citações diretas do livro. Simplesmente não vou colocar de qual parte foi retirada. Nem de qual página. Muito menos o contexto. Mas pelo que já disse, dá para ter uma ideia e ficar morrendo de curiosidade. O primeiro trecho é um grande spoiler, mas peguei um trecho pequeno porque EM MINHA OPINIÃO é a melhor parte do livro. E a outra também é extremamente crucial para a história, mas o que elas querem dizer e onde elas estão no livro só quem já leu saberá e você depois que ler! .)

Primeira citação:
Maya não conseguiu conter uma exclamação de espanto. Nunca esperou que por detrás da máscara houvesse apenas um homem. E ele também falava!
Segunda Citação:

Quis gritar, mas foi tomado por resignação. Se aquele era o lugar para onde os mortos iam, não podia fazer mais nada. Maya esta melhor sem ele agora.
Ficou curioso (a)?

Agora vamos para a classificação.


MARAVILHOSO EM TODOS OS ASPECTOS!
Conteúdo 10,0: Perfeito, há quem diga que tem falhas no conteúdo e blá blá. A história ainda não está finalizada. Amei cada trecho do livro e achei o livro incrivelmente coerente.
Capa 10,0 : Perfeita e impactante. É a mascara do Guardião Seth, tão linda! AMEI! Hahahaha
E Diagramação 8,0 : As folhas são amarelas e a letra bem gostosa para leitura. Vale ressaltar que as meninas escreveram cada parte do livro em pequenos capítulos, deixando a leitura mais dinâmica e viciante. Uma ótima ideia para conquistar o leitor! Porém por falta de capricho da equipe de edição, achei uns erros gramaticais e de ortografia. Mas nem me incomodou a grosso modo! 



Bom é isso! Ficou bastante extensa, mas não poderia fazer uma simples resenha desse baita livro!

UM SUPER beijo para todos queridos caçadores!
Ótimo final de Semana e postarei a entrevista com a Roberta lá no Facebook! ;)
Beijos!
M.M

9 comentários:

Ananda Malheiros disse...

Menina! Eu até olhei esse livro naquele dia que teve promo de livros nacionais. Mas como você disse, teve pouco marketing encima do livro, e eu não me interessei pra comprar :/
Quando eu tiver uma oportunidade de novo, compro com certeza!! \o/

E que sinopse, viu? rsrs Também acharia que ficaria confuso pra ler, até pra escrever.
Mas pelo que você disse, tudo se encaixou perfeitamente. Agora eu quero *---* haha

Beijos!
Blog|Fã Page|Twitter|Sorteios

Paula Camargo disse...

Parece que você realmente adorou o livro né? A estória parece boa,nunca tinha ouvido falar desse livro,vou procurar saber mais sob o mesmo!

Juliana K disse...

Já quero!
Eu fico ligada na fã page, participo das promoções, mas na próxima promoção que o livro reduzir o R$, eu compro.
Adorei a resenha!

Valfran Nascimento disse...

Nossa amei *-* Eu sabia que esse era um livro nacional, e acho que não dou o devido valor as obras nacionais por te me decepcionado com publicações com muito marketing e pouco conteúdo.
Achei a sinopse muito extensa e complica realmente, adorei a resenha e como o livro faz o meu estilo de leitura já entrou pra minha lista de desejados e leitura futuras. :)

@jaam182

Leticia disse...

Olá!
Parece ser muito bom, já li um livro que fora escrito por dois autores, e não me arrependi, muito pelo contrário.
Eu me assustei com o número de páginas, gente, será que vai se tornar cansativo? Mas já que os capítulos são pequenos, deve realmente ser viciante.
Adorei a resenha.

Beijos;
Tici- ObsessionValley

Jordana Broering disse...

O livro parece ser muito bom, adoro livros que envolvem magia. Acho que não há problema nenhum em dois autores escreverem em conjunto, se souberem conciliar, isso só enriquece a história. Achei a capa muito bonita.

Beijinhos
@Jordanabroering

Vanilda disse...

Mas que resenha é essa? Já tinha lido algo a respeito do livro mas nada tão detalhado e entusiasmado como a sua resenha. Realmente falta mais divulgação porque eu não imaginava que o livro tinha um conteúdo tão rico assim. Adorei a indicação!

Rissia Ribeiro disse...

^^ Pelo visto o livro é um arrazo mesmo e tenh que admitir que fiquei com uita vontade de ler esse livro depois dessa otima resenha ... vou procurar esse livro para comprar. Sem falar que sou fã de livros que envolvem magia >.<

Ju disse...

Esse livro é fantástico mesmo!!! Amei demais, me apaixonei por cada linha e estou enlouquecida pela continuação. Simplesmente perfeito.

Meu livro de literatura fantástica preferido, junto com O Senhor dos Anéis. E meu livro nacional preferido, junto com Reencontro. Os dois mexeram muito comigo, de formas diferentes, e não consigo escolher um só.

Eu também estava curiosa pra saber como seria um livro escrito por duas pessoas, e achei que o resultado foi maravilhoso, dá pra perceber características das duas autoras que enriqueceram o enredo.

Devorei Contos de Meigan em pouquíssimo tempo, e virei fã e divulgadora. Sem noção de bom esse livro!!!

Tive o prazer de conhecer a Roberta na Bienal de SP, e passei a admirá-la mais ainda. Espero que ela e a Oriana tenham todo o sucesso do mundo, elas com certeza merecem!!

Postar um comentário

Obrigada por comentar, Caçador(a)!
Volte Sempre!

Para postar links nos comentários, utilize o espaço correto:
1- Clique em Comentar Como:
2- Selecione a opção Nome/Url
3- Em nome, coloque o seu nome ou nick das redes sociais.
4 - Em Url, coloque o link do seu blog ou página das redes sociais.

Pronto, assim você comenta e ainda coloca os seus dados, sem fazer spam.

Para dúvidas, sugestões ou solicitação de informações, encaminhe email para: c.delivros@gmail.com

Caçadora de Livros. Todos os direitos reservados.©
Design e codificação por Sofisticado Design