1 de ago de 2012

Resenha: Oksa Pollock e o Mundo Invisível (Anne Plichota e Cendrine Wolf)

Bom dia, Caçadores!

“As autoras criaram um livro com acontecimentos rápidos, onde encontramos uma enorme fantasia bem escrita” – Alair Lemes.
ISBN: 9-788560-280889
428 páginas


Classificação:
Capa: 10
Conteúdo: 9,0
Diagramação: 8,0



Sinopse: A jovem Oksa Pollock, de 13 anos, era uma estudante que acreditava ser igual a todos os outros. Em certo momento, aflita com o início das aulas na escola nova, Oksa percebe ser a causa de fenômenos estranhos em seu quarto. Um canto da escrivaninha pega fogo, caixas explodem. Ela, que sempre sonhara ser uma ninja, descobre que possui dons sobrenaturais. Confusa e aterrorizada, evita comentar esses fatos com outras pessoas. Estes estranhos acontecimentos vêm acompanhados do aparecimento de uma misteriosa marca em sua barriga. Muito assustada, Oksa conta tudo à avó, a excêntrica Dragomira, que lhe confessa o segredo de suas origens: a família Pollock vem de Edefia, um mundo invisível, escondido em algum lugar na Terra. Oksa descobre ser a Inesperada, a única esperança dos exilados de Edefia de voltarem à terra de origem. Diante das novidades e da missão para a qual foi escolhida, Oksa não será mais a mesma. Mesmo com a ajuda de seu melhor amigo, Gus, descobre o quanto é difícil conciliar a vida escolar normal e cumprir o seu destino. Neste primeiro volume da série de sucesso na França, Oksa Pollock e o mundo invisível apresenta uma narrativa dotada de fantasia e das contradições vividas por uma jovem que descobre subitamente uma realidade que jamais havia imaginado.

Oksa Pallock (uma garota, aham) tem treze anos é se muda para Londres com a família. Isso é uma mudança e tanto, mas a maior de todas é quando ela descobre que sua família e amigos próximos, exceto sua mãe, são descendentes de um mundo totalmente invisível chamado Edefia. Sua avó, Dragomira (mais uma vez aham, isso é um nome e de péssimo gosto em minha opinião) era a antiga rainha desse mundo.

Aos poucos a garota começa a descobrir que ela possui poderes como flutuar, botar fogo em objetos entre outras coisas. Então, descobre que um vilão tentou assumir o poder e quando sua avó fugiu, o portal entre Edefia e o nosso mundo foi fechado. Como se todas essas descobertas não fossem o suficiente, descobre também ser a escolhida que permitirá a volta a Edefia, além de começar o seu treinamento para melhorar suas habilidades com magia, conhecendo criaturas das mais diferentes e descobrindo novas possibilidades e realidades.

Oksa está cercada de amigos e inimigos. Sua relação com os pais e o melhor amigo (claro!) é mostrada de uma forma bem legal e carinhosa. E é aquela velha história, isso dá muita força para ela seguir em sua caminhada enfrentando um vilão forte. E vamos deixar a dica? A sequência promete romance entre Oksa e Gus.

Estou muito acostumado a ler histórias infanto-juvenis onde os personagens são órfãos e tal, mas em Oksa Pollock isso é diferente e me deixou bem animado logo de saída. A garota só que ficar perto de quem ela ama e que todos sejam felizes para sempre.
 

Classificação:
A capa é show de bola. 10!
Conteúdo 9. Muito bom.
Diagramação 8,0. Nada de mais, nem mesmo no inicio dos capítulos e acho que seria muito merecido. O bom é que as páginas são amareladas.


Gostaram?
Esperando os comentários.
Até semana que vem.
;)




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar, Caçador(a)!
Volte Sempre!

Para postar links nos comentários, utilize o espaço correto:
1- Clique em Comentar Como:
2- Selecione a opção Nome/Url
3- Em nome, coloque o seu nome ou nick das redes sociais.
4 - Em Url, coloque o link do seu blog ou página das redes sociais.

Pronto, assim você comenta e ainda coloca os seus dados, sem fazer spam.

Para dúvidas, sugestões ou solicitação de informações, encaminhe email para: c.delivros@gmail.com

Caçadora de Livros. Todos os direitos reservados.©
Design e codificação por Sofisticado Design