26 de jul de 2012

Resenha: Vampiratas 3, 4 e 5

Boa noite, caçadores.
Tudo bem com vocês?
Como prometido, hoje coloco o trio de resenhas que faltavam dos Vampiratas:


Vampiratas – Capitão de Sangue
ISBN: 9788501082688

495 Páginas

Depois de todas as aventuras dos livros anteriores, Capitão de sangue logo no início apresenta Connor novamente no Diablo. E apesar do orgulho de seus companheiros, Connor irá enfrentar algo que não esperava, a fúria da família do capitão Wrathe.
No segundo capítulo retornamos ao navio vampirata, o Noturno, onde Grace apesar da preocupação com Lorcan, não pode se concentrar corretamente, tendo em vista a fútil e mesquinha Shanti, que vai garantir que a vida Grace seja um verdadeiro pandemônio.

Enquanto isso, Connor é formalmente apresentado para os parentes de Molucco, conhecendo assim o capitão Bárbaro Wrathe, sua mulher Trofie e seu filho desajustado, Luar.
Desde o início você sente uma vibração negativa, mas com o desenrolar do livro você se espanta com as armações dessa família, bem como sente a necessidade de gritar com o Connor e dizer: - Saia daí! Você está indo direto para o precipício!
Como nos livros anteriores, o autor intercala cada capítulo sob a visão de um dos gêmeos, enquanto Connor descobre que ainda está envolvido em uma teia de intrigas e traições, Grace apesar das dificuldades tenta salvar a vida de Lorcan, apesar dos ataques e loucuras de Shanti.
No Santuário, local de recuperação dos vampiratas, mediado por Mosh Zu, Grace não só fica atenta em relação ao tratamento de Lorcan, ela também descobre muito sobre ela mesma, inclusive um talento excepcional para a cura. Por tal motivo, um personagem que até então era visto como do bem, passa rapidamente para o lado de Sidório e assim há a infiltração.
Confesso que apesar de detestar o Sidório, ele é inteligente. Pois, de uma forma ou de outra, acabou interferindo na vida dos gêmeos de maneiras diferentes, porém com o mesmo objetivo, vingança!
Um novo personagem ingressa na trama, Johnny Desperado que até então é charmoso, paciente e que tenta com o seu jeito calmo, conquistar as barreiras do coração de Grace, porém não se deixe enganar por essa superfície delicada, afinal os melhores e maiores monstros possuem beleza sem igual.
Os dois bucaneiros, Connor e Bart pensam que o seu querido amigo voltou são e salvo, porém eles não possuem a noção do perigo que correm.
Taverna do Sangue

Riacho do Limbo
Porta Preta
Lilith
P.177

Até aqui já temos várias classificações, por exemplo:
Doador é aquele humano que alimenta o vampirata, apenas no Festim (ao menos era pra ser assim). Vampirata é um ser que não está nem vivo e nem morto, porém vive no navio Noturno. E Curador é aquele que possui dons de cura como Mosh Zu e Grace.
Em decorrência da sequência de ações, não é só Grace que sofre, Darcy Flotsam pensou que finalmente tinha encontrado o grande amor da sua existência, porém descobriu tardiamente e de forma cruel, que o seu amor foi focado no ser errado.
Connor também sofre, pois as desconfianças em relação ao seu capitão se concretizam e assim a sua única alternativa e ir de encontro pra pessoa que o salvou e o colocou no mundo da pirataria.
Após um verdadeiro embate no santuário, Grace descobre mais sobre o capitão do Noturno e de cara conhece mais sobre o seu passado, inclusive sobre Sally, personagem que será conhecida no próximo livro.
Como em todo livro há várias histórias interligadas, por isso não posso contar tudo, porém como disse desde o início, vale a pena ler essa série, é uma abordagem do sobrenatural com o mundo real bem entrelaçada.
Vamos saber a classificação?
A capa continuou com a mesma nota do livro anterior, pois achei que poderia ser mais explícita quanto a cena.
O conteúdo é 9.0, pois além da quantidade maior de páginas, a história se desloca do território comum e apresenta aventuras mais dinâmicas, incluindo o mistério que envolve os gêmeos Tormenta.
A diagramação possui a mesma nota anterior.

O 4º livro da série apresenta novos personagens e novas aventuras:

Vampiratas- Coração Negro
ISBN: 9788501083630
463 Páginas

Após os acontecimentos do livro anterior, achei hilária a doce conversa de Lady Lockwood com Barbarro e Trofie.
Lady lockwood, conforme o próprio autor, é uma personagem que surgiu e apesar de bem controversa, ou você a ama ou você odeia.
Particularmente, apesar das ações da Lady, eu acho ela esperta e cômica e cá entre nós, ela lida com vários idiotas, pois não precisa ser tão inteligente assim pra descobrir as suas tramas.
Em o coração Negro, Sidório apresenta mais uma vez como personagem de destaque. Apesar de suas conquistas em batalhas e do aumento de sua tripulação, o mesmo está sendo trapaceado por outro vampirata e até o momento ele não descobriu como isso foi acontecer.
Grace e Connor se reúnem no Santuário e assim, apesar da situação que encontram, podem descobrir mais sobre a história de suas vidas.
Enquanto isso, Lady Lockwood (Lady Lola para os íntimos) apresenta o verdadeiro terror para os Wrathe. Uma cena fantástica, pena que não houve mais agressividade. Perceberam que eu detesto os Wrathe?
Grace descobre quem é Sally e mais, sabe o motivo do seu encantamento com o Noturno, porém Connor não recebe bem a notícia e duvida de tudo e todos (eu já sabia que ele iria reagir assim, afinal ele é o mais cabeça dura dos dois).
Johnny e Stukeley pensam que são os únicos predadores da praia, afinal o que é um surf noturno não é mesmo? Porém quando conhecem Camille e Jessamy, analisamos que não passam de tubarões filhotes...
- Venha. Vamos voltar ao Errante e prestar contas á capitão.
P.85
Enquanto isso Connor apesar dos pesares, sai do Santuário e vai de encontro com o seu destino, ser pirata, porém as surpresas são tantas, que o mesmo se depara com o seu amigo Jacoby Blunt, como subcapitão do navio em que vai trabalhar.
Até aqui a vida dos gêmeos é uma incógnita, porém a partir do capítulo 12 tudo começa a clarear e inclusive descobrimos o nome do pai dos gêmeos, Dexter.
Nesse livro há o embate de Cheng Li e Molucco, o que achei fascinante e muito merecido.
- Nem um pouco mais ultrajante do que um ataque a esmo de um pirata contra outro. Bom, estou pensando em prestar queixa ao Comodoro Kuo e à Federação dos Piratas.
P. 133
E quem disse que os monstros não amam? Coração Negro não é um título relapso, pois apresenta duas características do livro.
-Ouvi isso, Hermano. Mas acho que o capitão se apaixonou.
P.144
Devido aos diversos ataques de Lady Lola e Sidório, uma guerra está pra ser iniciada e ficou bem claro que não vai ser bonita, pra nenhuma das partes, atingindo diretamente os irmãos Tormenta.
- Tudo mudou! – O olho bom de Ahab Back chamejou e sua voz pingou veneno.
p.219
Grace retorna a Baía Quarto Crescente e assim descobre a sua história e a história dos seus pais. E para dizer a verdade, a notícia deixa todos (inclusive eu), de queixo caído.
Passado e futuro são apresentados nesse livro e se misturam e assim se descobre o segredo dos gêmeos Tormenta, bem como se espera a transformação de ambos.
Sidório está alegre e nem sonha que um de seus homens não está feliz com a situação, afinal a sede de poder é grande demais para uma fusão de forças, mas o que Sidório não esperava era descobrir que um sonho antigo estivesse vivo e que retornaria pra ele, através de uma tragédia.
Perceberam a adrenalina do livro?
Até agora foi o livro que eu mais gostei, pois o autor responde várias perguntas, mas no caminho das respostas apresenta outras perguntas, pra você ficar interessado na série.
A classificação ficou assim:
A capa ficou com a nota 8.5, pois apesar de não ser bonita, mas apresenta uma cena importante do livro.
O conteúdo é 10.0, pelo divertimento em decorrência da personagem Lady Lola e das respostas que eu estava aguardando em decorrência dos livros anteriores.
A diagramação possui a mesma nota anterior.


Vampiratas- Império da Noite
ISBN: 9788501097194
430 Páginas

Já Império da Noite é um livro que apresenta a metamorfose dos irmãos Tormenta, em decorrência das suas origens, porém foi um livro que eu gostei e não gostei.
Vou explicar, gostei pois o Connor se apresenta mais maduro, mais inteligente e demonstra que não tem somente músculos.
Detestei, pois a Grace que até então era super inteligente e perspicaz, se transforma em uma patricinha fútil e sem noção, que magoa todos os amigos que desde o início estavam com ela.
Esse foi o momento desabafo, mas vamos continuar.
Em Império da Noite, Grace e Connor são inseridos no mundo vampirata, bem como nos negócios escusos de Sidório e Lady Lola.
Aqui, ambos precisam se infiltrar e destruir, porém não é o que ocorre.
Acostumados com uma vida difícil, foi fácil os irmãos Tormenta desfrutarem da política de boa vizinhança de seus captores. O deslumbramento inicial foi algo contagiante para ambos, porém apesar dos pesares Connor foi o único que não se perdeu.
Posso dizer que me decepcionei muito com a Grace e teve momentos que eu desejei e muito que ela sofresse, pois depois de tudo o que foi descoberto no livro anterior, nunca que ela poderia desligar o que descobriu e viver como uma louca.
Ok, demonstrei toda a minha irritação aqui, mas quando você ler, tenho certeza que vai sentir a mesma coisa.
A guerra foi iniciada e quem tem conhecimento se sobressai, porém nem O Tigre (navio) de Cheng Li estava preparado para o futuro tenebroso que se aproximava.
Mosh Zu depois dos acontecimentos do livro anterior teve uma árdua tarefa, que apesar de complexa fez com que a recuperação do capitão fosse primorosa, tanto em relação a saúde, quanto ao futuro dos vampiratas noturnos.
Um personagem até então estranho e suspeito aparece, seu nome, Obsidiano Darke, que até então é bem quisto por Sidório e mal visto por Lady Lola.
Em toda guerra há perdas, porém não fiquei triste por algumas que foram ocasionadas por burrice, mas fiquei comovida pela dor de Madame Chaleira, que olhando para o início de um novo dia,  descobriu o fim de um futuro planejado.
Bart aparece na tentativa de fazer com que Connor mude de estratégia, porém descobre que isso não irá acontecer, além de descobrir o motivo de seu amigo ter sido infiltrado sem maiores problemas.
E sim, no final Lady Lola apresenta duas surpresas inesperadas, então já sabemos que essa guerra está longe de terminar.
Como sempre, não posso relatar mais, afinal cada livro tem várias histórias entrelaçadas, então se você quer acompanhar essa série, precisa ler na sequência e se preparar para milhares de reviravoltas.
Vamos para a classificação?
A capa ficou com a nota 8.5, pois é mais bonita que o livro anterior e apresenta uma cena importante do livro.
O conteúdo é 8.0, justamente pelas idiotices da Grace, pois ela foi a personagem que conseguiu colocar fel no livro e se não fosse pelo Connor, nem sei.
A diagramação possui a mesma nota anterior.

A série em geral ficou com três estrelas, pois tem alguns fatos que você fica com raiva. É uma relação de amor e ódio, eu sei, mas vale a pena ler.

Espero os comentários de vocês.
Até a próxima!

2 comentários:

Anônimo disse...

Me envie uma cópia do Livro 4 e 5 dos Vampiratas Porfavor estou loca para ler. Obrigada!
Bibiaaraujos@hotmail.com

Caçadora de Livros disse...

Anônimo eu não envio livros.

Postar um comentário

Obrigada por comentar, Caçador(a)!
Volte Sempre!

Para postar links nos comentários, utilize o espaço correto:
1- Clique em Comentar Como:
2- Selecione a opção Nome/Url
3- Em nome, coloque o seu nome ou nick das redes sociais.
4 - Em Url, coloque o link do seu blog ou página das redes sociais.

Pronto, assim você comenta e ainda coloca os seus dados, sem fazer spam.

Para dúvidas, sugestões ou solicitação de informações, encaminhe email para: c.delivros@gmail.com

Caçadora de Livros. Todos os direitos reservados.©
Design e codificação por Sofisticado Design