22 de mai de 2012

Resenha: Gregor Vol. 1, 2 e 3. (Suzanne Collins)

Bom dia, queridos leitores do CDL.
Tudo bem com vocês?
Bom, hoje mais uma resenha tripla.
Vamos começar?
Hoje apresento para vocês, Gregor:

Ed. Galera Record
Skoob
Compare & Compre
Classificação:

Capa: 7.5
Conteúdo: 8.0
Diagramação: 8.0



AVISO:
Não leia essa série, tendo em mente Jogos Vorazes, pois as situações, núcleo de personagens e ambiente são bem diferentes.
A classificação ficou padrão para os três livros.

Foi com surpresa que recebi os três livros da Suzanne e acredito que nem precisa o selinho vermelho na capa, informando que ela é a autora de Jogos Vorazes. A animação dos leitores já é  natural.
Nessa série (sim já temos o 4º livro no forno), Suzanne consegue criar um mundo em paralelo ao mundo real, o que eu achei fascinante.
Antes mesmo do início dessa resenha (análise para quem preferir), tenho alguns pontos que me deixaram aflita. O Gregor tem capacidade mental e física para um rapaz de 14 anos, porém no livro o mesmo é descrito como um menino de 11 anos. Outro ponto que fiquei em alerta foi a capacidade dos "mocinhos" sempre omitirem alguma informação essencial para Gregor e com isso, o mesmo faz uma jornada longa, pensa que tudo está bem e quando menos espera, chega a surpresa desagradável.
Um informação preciosa é que a autora teve em mente Alice no país das maravilhas, quando criou essa série.

O primeiro livro apresenta Gregor e sua "animação", pois além de não poder ir ao acampamento com a sua irmã Lizzie de 7 anos, ele vai ter que cuidar da sua irmã Boots de 2 anos e sua avó, que apesar de sábia, ultimamente não está ativa no mundo real e para não ocorrer nenhum tipo de problema, ele é o responsável pela segurança delas. Sua mãe trabalha fora e garante o sustento da família, pois o seu pai desapareceu misteriosamente. Muitos dizem que o mesmo fugiu, porém Gregor sabe que isso não é verdade e sente que o seu pai está perto.

Mas, isso não seria problema, se ficasse só nesse roteiro. Gregor juntamente com a sua irmã Boots (que me lembrou e muito a Boo de Monstros SA) são sugados pelo duto de ventilação da lavanderia do prédio deles e é assim que a história começa.

Boo, ou melhor Boots (até o nome é parecido) logo faz amigos, afinal baratas (enormes) são os primeiros personagens que recepcionam a dupla.
Porém, Gregor não gosta nada nada dessa situação, ainda mais que sua irmã está cercada de baratas, porém o mesmo sozinho e com medo (imagina insetos enormes falando com você, perto de você e rodeando a sua irmã), não teve como fazer nada, apenas seguir o caminho que aqueles seres indicaram.

Ao final do caminho, Gregor encontra um mundo completamente diferente (um mundo inteiro debaixo de Nova York) com pessoas de olhos violeta e de pele translúcida.
O livro tem uma narrativa crescente e empolgante. Gregor, apesar do que eu falei acima é um personagem que te conquista aos poucos, por isso nesse livro você vai gostar dele sim, mas não vai se apaixonar. Quem rouba a cena não só nesse livro, mas nos outros também é a Boots.
Impossível não amar. Suzanne está de parabéns, pois a escrita dela é perfeitamente compatível com a imaginação dos leitores. Eu fiquei rindo sozinha (não que isso seja algo incomum, ainda mais que eu tenho o hábito de mergulhar nos livros) e chorando também.
No livro há baratas, ratos e morcegos. Eu adorei a ideia dos morcegos, porém não irei revelar tanto para não acabar com a graça.

Em relação aos personagens de Regália (reino do subterrâneo), não achei eles tão expressivos no primeiro livro, com raras exceções como o morcego Ares, a barata Temps e Vikus. 
Ah, depois desse primeiro livro, nunca mais vi uma barata como antes.

A classificação do livro ficou assim:

Capa: 7.5 (Apesar de retratar o foco do livro, não consegui gostar da mesma).
Conteúdo: 8.0 (Leia acima - o conteúdo é muito bom).
Diagramação: 8.0 (Folhas amarelas, letras em bom tamanho, porém sem detalhes entre os capítulos).




Ed. Galera Record
Skoob
Compare & Compre
Classificação:

Capa: 8.0
Conteúdo: 8.0
Diagramação: 8.0



No 2º livro, Gregor (coitado) retorna para o subterrâneo e tem em mente o que lhe foi dito no final do 1º livro. A situação é complicada, sua mãe já sabe o que aconteceu por lá e agora a vida de Boots está em jogo.
Gregor encontra o morcego Ares e assim percebe que a vida no subterrâneo não esta nada fácil para o amigo. Boots continua a lindeza de sempre, com suas falas, jeitos e amigos (principalmente Temps).
O foco do livro é a segunda profecia e acreditem, Gregor vai penar e muito para vencer essa barreira, principalmente durante o percurso.
Dificuldade para resenhar e não soltar spoiler, claro que eu tenho, pois nesse livro a adrenalina está a mil. Você não consegue parar de ler (ao menos eu virei a noite lendo os três livros e minha mãe quase pensou que eu tinha 8 anos e tentou difundir ameaças para eu parar de ler. Ela conseguiu? Não, ela não conseguiu).
Uma personagem que eu gostei e muito foi a Twichtip, apesar da bipolaridade (que na verdade não era isso, apenas a mesma não era compreendida).
A minha dica é você pegar os três livros e ler de uma vez só, pois a sensação de querer saber o que vai acontecer é gritante.

A classificação ficou assim:

Capa: 8.0 (No segundo livro a capa ficou bem melhor e apresenta um momento bem marcante, porém ainda sim não fiquei completamente encantada).
Conteúdo: 8.0 (Leia acima - o conteúdo é muito bom).
Diagramação: 8.0 (Folhas amarelas, letras em bom tamanho, porém sem detalhes entre os capítulos).




Ed. Galera Record
Skoob
Compare & Compre
Classificação:

Capa: 7.5
Conteúdo: 9.0
Diagramação: 8.0


O 3º livro, ao meu ver é o mais obscuro, pois aqui Gregor, Boots e a sua mãe vão para o subterrâneo, afinal depois de uma tentativa de agressão incisiva dos ratos, não tinha como ignorar os pedidos de socorro dos habitantes que vivem debaixo de Nova York, que apesar de terem conflitos tão diferentes, ao mesmo tempo tão iguais aos habitantes do mundo de cima.

Filosofei um pouco, eu sei, mas nesse 3º livro a situação é super complicada. Uma doença aparece e está infectando todos os seres de sangue quente e se Gregor não conseguir a cura, tudo pode sumir, inclusive aqueles quem ama.
Desde o início do livro, você fica tenso. Sério, sobrou até para a Boots coitada, que sofre demais e faz você ficar com o coração bem apertado.
Personagens que aparentemente estavam desaparecidos, surgem, porém nem sempre surgem de um jeito bom (Tem uma cena, sinceramente que ao meu ver o Gregor perdoou fácil demais. Eu tinha assumido a função briga e teria ido pra cima, porém a Suzanne escreveu assim né? Fazer o quê?).
Se Gregor consegue ou não, só lendo para saber!
Se todos vão sobreviver ou não, só lendo até o final para ter a certeza.
Aqui amigos viram inimigos e inimigos amigos, ou seja, a incerteza prevalece até o final.

A classificação ficou assim:
Capa: 7.5 (Apesar de retratar o foco do livro, inclusive o meio sinistro, não gostei da apresentação).
Conteúdo: 9.0 (Leia acima - o conteúdo é muito bom).
Diagramação: 8.0 (Folhas amarelas, letras em bom tamanho, porém sem detalhes entre os capítulos).

Classificação geral:


Gostaram das resenhas de hoje?
Sim, não, talvez? Preciso dos comentários de vocês para saber.
Beijos e até a próxima.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar, Caçador(a)!
Volte Sempre!

Para postar links nos comentários, utilize o espaço correto:
1- Clique em Comentar Como:
2- Selecione a opção Nome/Url
3- Em nome, coloque o seu nome ou nick das redes sociais.
4 - Em Url, coloque o link do seu blog ou página das redes sociais.

Pronto, assim você comenta e ainda coloca os seus dados, sem fazer spam.

Para dúvidas, sugestões ou solicitação de informações, encaminhe email para: c.delivros@gmail.com

Caçadora de Livros. Todos os direitos reservados.©
Design e codificação por Sofisticado Design