21 de fev de 2012

Sem palavras... (Discriminação, Não!)

Queridos caçadores, hoje, o tema não é divertido, pois irei comentar sobre um fato discriminatório.

Infelizmente, em nosso País, poucas são as pessoas que conseguem vislumbrar algo ao longe, algo que demonstrará efeitos em médio e longo prazo.
Pois bem, hoje obtive conhecimento de um texto muito bem escrito, porém de cunho ofensivo, destrutivo e discriminatório.
Esse texto analisava de forma restrita e implacável os leitores de hoje, principalmente os resenhistas de blogs literários, que apresentam, como dispõe o texto:

"(...) esses jovens resenhistas só escrevam sobre Chic Lit e ficções sem pé, nem cabeça – quase todas baseadas em desenhos animados de duvidoso gosto artístico como Caverna do Dragão (desenho violento e marcado por uma moralidade dúbia),Cavaleiros do Zodíaco ( uma compilação de mitos gregos realizada – não tenho a menor dúvida! – por um copista embriagado, que mistura personagens, fatos mitológicos, mitologias, enfim, uma salada grotesca) e outros de terrível memória".

Intrigante analisar, que Caverna do Dragão e Cavaleiros do Zodíaco eram desenhos que eu assisti com quatro, cinco anos de idade e como vocês, caçadores, podem perceber, nesse quase um ano de blog, apesar da minha fascinação por literatura fantástica, até hoje não houve  livro que ao menos lembrasse os desenhos citados.

Assim como a Marina, do blog Minha Vida por um Livro, Tatiana Mareto e a Leeh, do blog Leeh Proença apresento aqui a minha indignação.


Fiquei sem palavras com o texto apresentado pela Sra. Caldeira Brant, não por não ter parâmetros ou conhecimento para refutar a análise da mesma, porém fiquei chocada que a Srª Caldeira acredita que os clássicos foram deixados para trás e que somente a literatura "LIXO" prevalece...
Ora, hoje todos os dias, olhamos e analisamos que as Editoras estão preocupadas com os clássicos, fazendo até roupagens e roteiros novos, justamente para alcançar os jovens leitores. Escritores novos pesquisam, estudam e fazem com suor e lágrimas obras primas, que muitas vezes não possuem incentivos. Os programas da ABL existem, porém são poucos e apesar de válidos, ainda são ineficazes para aumentar o quantitativo de leitores do País.
Esses são alguns fatos, de forma resumida, do meio literário em que vivemos.

Agora eu pergunto para a Srª. Caldeira:

Quais as políticas públicas voltadas para os brasileiros, para que estes possam desde a infância se formarem em leitores conscientes?
Quais os incentivos para os professores, para que os mesmos apresentem a literatura nacional clássica e moderna para jovens e adultos, de forma contundente?
Quais os métodos utilizados para a conexão de leitores da velha e nova guarda?
O que a Srª. está fazendo para mudar essa situação?

O tópico iniciado não preconiza apenas a incidência dos blogs literários, pois estes, os sérios, são grandes divulgadores da literatura nacional e internacional, pois através de suas resenhas e sorteios, possibilitam que pessoas sem condições, possam alcançar um livro, que até então não tinham conhecimento ou não tinham condições financeiras de adquiri-lo.

Quem vem com a estapafúrdia ideia de que blog literário é apenas para ganhar livro, está enganado, pois os blogs literários SÉRIOS são focados em divulgar a literatura, em compartilhar experiências e agora falo do meu caso, possuem o intuito de aproximar jovens e adultos, utilizando as mídias sociais com responsabilidade, trazendo jovens que antes não tinham essa relação de carinho e reciprocidade com os livros e que hoje, estão contentes com essa "caçada" literária.
Não vou me alongar, pois o texto já citado demonstra que o Brasil precisa ainda de mudanças internas extremas, pois o que adianta atacar o que você não conhece, ao invés de lutar por uma melhoria na educação e na aproximação dos jovens com a necessidade intrínseca do saber?

E só para finalizar, há diversos blogs literários criados por professores de literatura, como o caso do Batom de Clarice, que apresentam não só os clássicos, mas a literatura moderna também, demonstrando bem que não ficamos apenas no passado, queremos também conquistar o futuro!




49 comentários:

Leeh Proença disse...

Mais um em tudo que você disse.

Criticar é fácil, e tentar mudar, quem vai?

Camila Leite disse...

Essa mulher merece um bom tapa sem mão, alguém deveria mostrar à ela, a infinidade de resenhas de clássicos que existem no mundo literário!
PQP eu nem me estenderei no comentário, por que agora só consigo expressar minha indignação com palavras chulas, mas devemos reepreendê-la por isso! Que ridículo, quem ela pensa que é, pra poder definir o que é certo ou não? Ou um padrão de felicidade!
Ela está ultrapassada e alguém precisa avisar isso à ela!
Ótimo texto, divulgarei! :)
Um Bejo!

Camila Leite
@sonhospontinhos
www.sonhosentrepontinhos.com

Lilian Sinfronio disse...

Seu texto é perfeito como resposta a um pre-conceito descabido...

Uma senhora que insistiu em parar no tempo com suas opiniões e costumes, que se recusa a conhecer o novo apenas pq esse não é compreendido por ela.

Ela é digna de pena, isto sim, e deveria ser impedida de influenciar outras pessoas.

Comecei a ler com a Coleção Vagalume, fui até Agatha Christie e só depois de muito tempo comecei a me interessar pelo que ela chama de "clássico". Conhecer todos os generos é importantissimo - ate para poder opinar - mas dizer que eu estou certa e todos os que não concordam comigo estão errados é idiotice (no minimo.

Tenho penas dos que tomam medida por ela.

Ver Sobreira disse...

É um absurdo ler este tipo de crítica, até porque nos últimos 3 anos os blogs literários que se propõem a ter um bom trabalho, estão conseguindo verdadeiros milagres. Num país em que as pessoas pouco ou nada leem, levantar a bandeira de um livro seja ele qual for tem seu valor. É muito fácil criticar e não fazer nada. Não temos uma política voltada para o livro. Em nosso pais um livro custa R$25,00 e enquanto em outros países um livro sai por $7 dólares como preço máximo e temos encadernações de $0,50 É realmente um absurdo. A fala dessa senhora é pretensiosa e ofensiva no meu modo de ver.

RUDYNALVA disse...

Fernanda!
Junto-me ao qudro dos indignados!!
Claro que todos tem o direito de falar o que pensam, afinal, estamos em uma democracia; porém, denegrir a imagem dos bons blogs literários, que tem intuito de como falou, divulgar uma boa leitura, clássica ou não, é no mínimo um comentário de péssimo gosto, discriminatório e sem relevância na atualidade.
Caso a dita pessoa tivesse razão, as inúmeras editoras não teriam o custo de uma parceria. O fazem por saber que os benefícios são enormes e podem divulgar, e como nós blogueiras sérias, proporcionar boa leitura e opinião sincera, a quem não tem condições ou oportunidade de ler.
Parabéns pelo protesto!
Cheirinhos
Rudy
http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com/

Debyh disse...

Bom como eu disse no twitter tbm fiquei como vc: sem palavras.
E uma coisa que você realmente disse bem e que nós nos perguntamos: e o governo cade?
No meu caso, por exemplo, estudei em escola publica, e mesmo gostando de ler, por causa dos gibis da turma da monica e depois livros mesmo, eu detestava os livros 'obrigatórios' da aula de literatura, e com razão, eu não conseguia entender quase nada, na epoca eu não tinha educação (estrutura) para entender, e olha que eu já lia na epoca. Me pergnto como alunos, que já não gostam muito de ler vão passar a gostar de ler livros que não entendem.
Mas esse é só um ponto.
O que mais me 'doeu' no que ela escreveu foi o preconceito generalizado com todos os blogs literários. Enfim uma ultima coisa, assisto anime sim, leio mangá sim e não tenho um "duvidoso gosto artístico" apenas não tenho a mente fechada.

Clube dos Novos Autores - CNA disse...

Olá Fernanda e leitores,

Pontos desmedidos e degenerados, nocivo a uma sociedade literária tão frágil e dependente, como é a nossa no Brasil.

Tatiana Mareto disse...

Acho muitos dos clássicos hoje considerados chatíssimos, mas todos nós temos o direito de gostar ou desgostar de determinado gênero literário. Não é porque gosto de fantasia que acho que todas as pessoas devem amar fantasia - o mundo seria muito tedioso se não fôssemos todos diferentes.

Fui ofendida em muitas dimensões - como pessoa, como leitora, como escritora, como cidadã. Só espero que a articulista volte para o lugar de onde veio - o buraco sem graça e solitário daqueles que escrevem para ninguém ler (porque é essa a expectativa que ela transmite com seu texto). Assim ficamos livres de pessoas preconceituosas que desejam disseminar o seu rancor pela sociedade.

Tatiana
www.tatianamareto.com

Tatiana Mareto disse...

Só gostaria de deixar aqui uma pergunta: de onde foi que a articulista tirou que Caverna do Dragão e Cavaleios do Zodíaco influenciam a literatura atual? Porque, sinceramente, nunca conversei com um autor nacional que me apontasse essas duas animações como fonte de suas inspirações. Eu nem mesmo assistia Cavaleiros do Zodíaco!

Alguém para esclarecer? =)

Junior Menezes disse...

Sou autor de livros e Histórias em Quadrinhos de Ficção-cientifica!!! Sou FÃ do desenho Caverna do Dragão de muitos outros voltados para o genero fantasia!!! Essa pessoa citada na postagem desconhece a mitologia antiga, pois se ela conhecesse saberia que INÚMEROS livros, filmes, gibis, etc... Foram inspirados nas civilizações da antiguidade... Romanos, gregos, persas, Maias, Celtas, egipcios, etc... E eu nunca vi ninguém criticar... Pelo contrário, isso deixa as obras mais divertidas e mais interessantes!!! O problema é que as pessoas se tornam amarguradas devidos aos fracassos que colecionam em suas vidas e como vingança vÊm criticas as pessoas que estão ralando diarimente em busca de reconhecimento!!! Os autores nacionais são verdadeiros guerreiros!!! Pois bancam seus livros muitas vezes abrindo mão de outras coisas... Para no fim das contas vir uma pessoa ignorante fazer críticas desnecessárias... Hoje em dia os maiores parceiros de nós autores ainda sem nome no meio literários são os blogueiros!!! Que se dispõem a divulgar os nossos trabalhos sem nenhum custo... DESEJO OS MEUS SINCEROS PARABÉNS POR ESTA POSTAGEM!!!!!!!!!

Um grande abraço a todos do blog!!!!!!

UMA VIAGEM AO FUTURO:
www.umaviagemaofuturo.blogspot.com

Renata disse...

Ih, gente! Nem vale a pena responder, não! Tá na cara que é só um trollador.
Só chegam aí, postam um negócio desses para ver o circo pegar fogo.

Olha, meus parabéns às meninas que conseguiram chamar a atenção do Troll! Quer dizer que vocês estão chamando a atenção para o trabalho de vocês!
beijocas

ALINE T.K.M. disse...

Concordo com tudo e acho que a pessoa que postou a tal matéria deve ter tido como principal objetivo fazer barulho. Para postar algo do tipo, é necessário pesquisar e muito nos blogs literários que temos por aí (e que não são poucos), e aí ela chegaria à conclusão que na blogosfera há de tudo. E outro ponto importante: os blogs estão aí p/ isso, cada um é livre para falar sobre o que quer, só vai parar p/ ler quem estiver interessado, e ponto.

Bjão e parabéns pelo post
escrevendoloucamente.blogspot.com

Rubens Conedera disse...

Muito boa postagem da caçadora, demonstrando que a literatura possui muitos inimigos e críticos de mentalidades velhas e enferrujadas, fechadas para o novo.

Milena Liebe disse...

Desculpem, mas esse tipo de coisa não merecia nem esse post. Aliás, adoro Caverna do Dragão.

Elisandra disse...

Assino em baixo de suas palavras...beijokas elis!!

http://amagiareal.blogspot.com/

J.C.Hesse disse...

Pois bem, sei que a referida personagem de histórias em quadrinho e protagonista do texto discriminatório está preocupada com a literatura!? Afinal temos tido notícias dela na mídia falada escrita e desenhada, puxando o coro por uma literatura livre, popular e acessível à todos.
O pessoinha difícil eim! Bem que poderia ser um dos personagens que vejo serem apresentados, há lugar de sobra nas histórias que tenho lido.
Enfim, estamos lutando para melhorar o meio literário e vamos encontrar estas personalidades nos dizendo para calarmos. Pobre dela, pois no nosso mundo, não calamos quando batem o pé! Corremos para cima e mostramos a cara, a caneta e coragem.
Já foi perguntado, mas gostaria de repetir a pergunta: O que essa pessoa está fazendo para melhorar a literatura e levar mais pessoas a ler?
Nossa! Só agora me dei conta de que é possível escrever muito sobre isso, então, parei!

Abraço à todos e vamos em frente, "Um por todos e todos por um! - Dos três mosqueteiros, que na verdade eram quatro"
J.C.Hesse

Sora Seishin disse...

Oi Fernanda!
Não estava sabendo da crítica, mas acho que sua resposta foi perfeita!
E digo mais: se a pessoa não gosta de Caverna do Dragão, ficção, chick-lit... problema dela! Eu gosto, o blog é meu e por isso escrevo sobre o que eu gosto. Do mesmo jeito que você escreve sobre que você gosta, e assim é com cada blogueiro.

Beijos,
Sora - Meu Jardim de Livros

Monique Premazzi disse...

Concordo com cada palavra. Nada a ver isso que falaram sobre os classicos. Eu não lembro de nenhum livro que tenha me lembrado esses desenhos citados pela pessoa no texto. Acho que temos alguem falando besteira por ai, nem vale a pena dar atenção.

Beijos,
Monique <3

Camila Costa disse...

Concordo com toda a indignação! Acho que ficar julgando as leituras com base no que elas nos remetem, como supostos livros que lembram caverna do dragão e caavaleiros do zodiaco (nao sei quais mas tudo bem né) é errado. Bom, como blogueira jovem (nem cheguei nos meu dezoito) digo com toda certeza que nós Jovens Resenhistas lemos por AMOR não importa o tema, nao importa o que lemos. Não temos discriminação, no abrimos para os livros assim como eles se abrem para nós. Essa mulher apenas provou a ignorância dela a respeito do verdadeiro sentido da leitura: PRAZER em estar lendo.


Beijoos
CC
blogcabelosaovento.blogspot.com

vendedor de ilusão disse...

Sabe pessoal? Não me contive, - fiz força mas não resisto; tenho que expor minha indignação! Não li na integra e nem sei donde a referida cara senhora fez seus comentários, todavia, por acreditar na seriedade desse blog, sou obrigado a perguntar: como pôde a senhora ter feito o que fez? Como tecer opinião tão ofensiva, com tanto descrédito, malucando à imagem de jovens abnegadas e, diga-se de passagem, muito competentes que realizam um trabalho exemplar digno de louvor em prol da literatura. Não sei e nem faço ideia se a referida senhora lerá meu comentário, todavia, até pra conforto de vocês, faço uma citação de Almeida Garret: “Oh, gente cega a quem Deus quer perder!” Será que não vês o tamanho da imbecilidade que cometeu com esse julgamento infeliz? A senhora, minha cara, acabou de expor na vitrine sua total ignorância, pois não fosse esses “resenhistas”, - como se refere pejorativamente – eu, como todo ilustre desconhecido autor nacional, iria, sem sobra de dúvida, continuar eternamente na coxia e nunca pisar o palco do grande teatro da vida; por isso, não escondo minha indignação e repugnância...

Elis Culceag disse...

Bom, eu amava assistir Caverna do Dragão quando criança, e não sei onde está a violência citada pela crítica desinformada aí em cima !?!

Além do mais, desde que respeitando as regras da boa educação, no meu blog eu escrevo sobre o que eu quiser, assim como cada blogueiro tem o direito de escrever sobre o que quiser, felizmente neste ponto ainda somos livres! Mas justamente educação foi o que faltou à autora dessa matéria, se é que pode se chamar disso um texto repleto de discriminação, intolerância e ignorância!

Meu apoio à Caçadora! Bjs... Elis.

Biazinha disse...

Parabéns pelo post,discriminação sem sentido,lemos e resenhamos livros por prazer.

Absurdo generalizar e denegrir todos os blogueiros...

vergonhoso,estamos de certa forma colaborando para a divulgação de boa literatura e merecemos respeito.

Miss Carbono disse...

Quem vem com a estapafúrdia ideia de que blog literário é apenas para ganhar livro, está enganado, pois os blogs literários SÉRIOS são focados em divulgar a literatura [2]

Falou TU-DO!

Bem, acho uma besteira esse negócio de dizerem que clássico é só o que é bom, e só temos que ler isso e pronto. Acho que é possível mesclar uma literatura de classicos com livros novos sem ficar mais "burro" por causa disso.

O que tem que ser diferenciado é a leitura por prazer (esta muito particular) e a leitura para adquirir conhecimento, seja a propria literatura ou livro mais técnico. Se bem que todo livro traz conhecimento...

Mas esse comentário já esta muito longo e esse ser que escreveu o texto do link que vc deixou é um preconceituoso mesmo. Só tem meu desprezo.

teh mais

p.s.: A série "Dracões de Eter" foi inspirada em A caverna dos Dragões.=)

vendedor de ilusão disse...

Pessoal, perdoe-me por escrever errado, só agora notei; não foi “malucando” o que dizer, foi maculando a imagem de jovens abnegadas..., todavia, é uma chance a mais para expor meu pensamento: é preferível errar escrevendo do que escrever errando, como fez essa infeliz senhora.

Jesimiel disse...

Preconceituoso, agressivo e sem nexo. Tenho vontade de mandar a pessoa que escreveu isto ...

Jesimiel | @cadernorepicado
http://cadernorepicado.blogspot.com/
http://www.facebook.com/CadernoRepicado

Anna Leão disse...

Fernanda, muito bom você postar esta discriminação aqui! É uma pena que haja muita gente que prefere reclamar, criticar, do que valorizar coisas positivas. Os blogs literários têm uma função muito importante. O trabalho que vocês fazem é muito digno. E é nesse trabalho que a gente percebe quais são os blogs realmente literários, e os outros. A gente percebe logo quando um livro não foi lido e até mesmo resenhas "copiadas". Mas esses blogs são poucos e em tudo na vida há os sérios e os não sérios. Falar mal dos blogs literários para mim é um retrocesso na evolução da literatura neste país. Me emociona ver tantos jovens preocupados com a literatura, quando vejo que cada vez mais os blogs literários são feitos por jovens. Tiro o chapéu para vocês, que me inspiraram a também ter o meu blog literário onde resenho os novos autores brasileiros. Vamos avante!!!

Beijos,
Anna Leão
www.annaleao.com.br (site)
http://blogdarainhadafloresta.blogspot.com (blog literário)
http://annaleao.blogspot.com (blog Metamorfose)

Alair Lemes, disse...

Dizem que, não importa qual seja a verdade, as pessoas veem o que querem ver. Algumas pessoas podem dar um passo para trás e descobrirem que estavam olhando a mesma cena por todo o tempo. Algumas pessoas podem ver que suas mentiras quase acabaram com elas. Algumas pessoas podem ver o que estava na sua frente o tempo todo. E ainda há aquelas pessoas que correm o máximo que podem para não terem que olhar para si mesmas.

Estou muito ofendido com as palavras dessa mulher.
Sou resenhista qui no blog e vou continuar bem eclético nas minhas resenhas. Estamos fazendo meses temáticos para divulgar a literatura brasileira.
Não queremos ganhar livros. Queremos ganhar a felicidade de passar adiante uma boa leitura. E para que tudo isso? Para saber que valeu a pena!

Luuh Martins disse...

Falou exatamente tudo! Um blog sério sabe o que faz e tem metas sérias. Acho tão chato quem fala isso, que isso verdadeiramente sem nexo e sem graça :/

Estou seguindo o blog pra ficar por dentro de todas as novidades. Amei o seu cantinho e o post *-*

Um beijo - Luuh C

Ka Alencar disse...

Li o texto esses dias, deixei lá comentários a respeito para a autora, mostrando-me indignada com o que ela escreveu. E bem, quem não estaria? Ela esculachou com os Blogs Literários, com os autores atuais e com toda uma geração. Na verdade, se você ler um outro texto dela, ela esculachou com mais de uma geração.
Sinceramente, ela merece ser denunciada...

Marcello Salvaggio disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Marcello Salvaggio disse...

Enfim uma ultima coisa, assisto anime sim, leio mangá sim e não tenho um "duvidoso gosto artístico" apenas não tenho a mente fechada (2)

Consigo gostar de animes e desenhos como gosto de Kafka, Dante, Goethe ou Machado. Não entendo por que as pessoas precisam se fechar em preconceitos estúpidos.
Se assim fosse, eu poderia só apreciar Michelangelo e consideraria a arte moderna um lixo absoluto, já que não há comparação entre pintar a Capela Cistina e pintar Guernica. Mas cada obra teve seu momento e tem seu valor.
Tanto Cavaleiros do Zodíaco como Caverna do Dragão têm suas limitações e defeitos, mas oferecem bastante a quem está começando a se interessar por fantasia e mitologia.

Nizete disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Nizete disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Nizete disse...

A pobre infeliz, menospreza a obra de escritores que hoje conseguiu "pescar" mais leitores que na época em que eu eram OBRIGADOS a ler para ganhar boas notas na escola. O que hoje é diversão, antes era apenas obrigação.
Criticou ainda ficções "sem pé nem cabeça", devo observar que MONTEIRO LOBATO era o gênio das "criaturas sem pé nem cabeça" e ainda assim foi considerado um dos maiores escritores da literatura infantil. Ou seja, ninguém lia "O Sítio do Pica-pau amarelo" por obrigação, e sim, pela aventura com os personagens misticos e mágicos. Coitado do mestre Lobato, se lesse este absurdo ressuscitaria apenas pra dar lições de moral na Jovem.. er.. Anciã.

Imagina uma biblioteca com as obras clássicas do qual ela tanto defende, pararia por ali? Não existiria mais escritores? Teríamos o limite de livros? Onde ficariam os novos escritores?

Imagina também um clássico que conta a história de uma escrava branca que sofre horrores na escravidão. O Novo autor DEVE escrever um Novo livro de uma jovem branca que sofre horrores com seu marido. E o outro livro do outro autor, ele escreverá a historia de um índio que sofre horrores na sua tribo! Quanta criatividade!!! Tudo isso pra não entrar seres fantasiosos como anjos, fadas, etc. e agradar a reclamante.

Na nossa vida temos realidade demais, alguns quando leem esse tipo de clássico até sofrem por identificar-se com os personagens. Muitos, preferem a fantasia pra esquecer a dor que vive na vida real. Portanto, não acuse ninguém por suas escolhas, apenas respeite, é o minimo que podemos fazer pelo próximo.

Provavelmente esta senhora estudou em bons colégios, tem uma situação financeira agradável e a família apoiou desde muito, muito, muito... nova o hábito de leitura.
Porque se ela entrar num lar desprovido de todos esses privilégios, verá que mal essas pessoas tem para comer, que dirá pra comprar livros.
Os blogs vão muito além de divulgar, eles presenteia os menos favorecidos ou não, com livros em sorteios.
Que feio senhora! Na sua época calúnia e danos morais resolvia-se de joelho no milho.

E ainda denigre um trabalho sério de parceria entre Editoras x Escritores x blogueiros!
Senhora, se não quer se atualizar, vai fazer crochê por favor.

O Morro dos ventos Uivantes, foi escrito muito antes (acho) da senhora nascer e posso dizer que, boa parte dos leitores já leram este belo livro, porque ele já foi relançado diversas vezes por diversas editoras, oportunidade é que não faltou.

Não vou dar mais corda pra ela, vi que muitas pessoas indignadas foram no blog dela responder... Isso lhe rendeu momentos de fama e audiência. Não farei isso por ela, meu protesto será aqui, na casa de meus amigos.
Nizete
ciadoleitor.blogspot.com

Nizete disse...

Gente eu sei que joguei pesado a mencionar diversas vezes a a idade dessa senhora,(não foi preconceito, pois adoro muitas senhoras que aplaudiriam de pé para incentivar a leitura) mas sinceramente é um comportamento tão arcaico que não pude deixar de pensar que ela fosse uma senhora rabugenta. Enfim, o sonho antigo de minha mãe com 70 anos de idade era ler.
Onde ela vivia e a situação que vivia, não deu a ela esse privilegio, com o passar dos tempos ela passou a ter vergonha, nós, os filhos, tentamos até ensinar, mas ela sempre fugia com a desculpa de não ter tempo. Mas, eu sei que ela sofria a tal da descriminação e se mais nova, trocaria qualquer coisa por um livro !sem pé nem cabeça" apenas pela felicidade de ler.
Então de senhora, para senhora digo, ela esta agindo como uma velha rabugenta, mimada e autoritária.
Bem, não vou retirar a minha também rabugice!!

Luci Cardinelli disse...

Querida, lendo o trecho que vc postou, o que observo é algo que tem me incomodado muito ultimamente: generalizar. Não há respeito e responsabilidade nas opiniões.
Em qualquer segmento há os bons e os ruins, e não se pode colocar todos no mesmo saco.

beijos e ótimo dia :)

Janaína Balas disse...

Olá,

estou completamente indignada com o post dessa Senhora, preconceito total!

Paul Law disse...

Acho bobagem dar atenção a este tipo de comentário. Ainda que de certa lógica, desprovido de contexto como a Caçadora deixou claro.

Minha opinião é de que existe gosto e espaço para tudo.

Um abraço.

Mia disse...

É a primeira vez que leio referente a influência desses desenhos em livros. De todas resenhas ou textos que li nem uma palavra me levou a recordar tais desenhos. Só tenho uma coisa para dizer a autora desse texto ofensivo aos blogs literários: "Se não pode ajudar aos leitores e autores, por favor, não atrapalhe."

Ocelo Moreira disse...

Primeiro, meus parabéns pela postagem e por compartilhar com todos a sua indignação sobre qualquer discriminação.
Eu também assino embaixo contra qualquer discriminação.
Pretendo um dia escrever algo sobre literatura fantástica e confesso que uma das influencias é a “Caverna do Dragão” que assisti quando criança e sou fã deste desenho até hoje, e ainda vou mais além, tenho todos os episódios em um DVD.
Mais uma vez parabéns pela postagem (Sem Palavras... Discriminação, Não!).
Abraços.

*Sa* disse...

Cara! essa mulher é louca!

O que eu tenho visto é que os blogs estão fazendo uma revolução literária, aumentando o público leitor, incitando as pessoas a lerem...
E se tem algo que me irrita profundamente é alguém falar mal de estilos literários só porque acham que leitura tem de ser feita apenas com O Cortiço, Dom Casmurro que são livros clássicos, bons para se entender uma época mas extremamente maçantes.

Fico irritada... sério... muito irritada com isso

Luana Melo disse...

Oi,

Gostei muito de ler o seu texto! E acho que mais pessoas deveriam lê-lo antes de começar a julgar injustamente os blogs literários!
Apoiada!

http://luahmelo.blogspot.com
@PENSAMENTOAD

Kel Costa disse...

Nanda, post excelente, inteligente, bem articulado.
Achei absurda essa situação, cheguei a ler todos os comentários feitos por lá...
Mas acho que não deveriam dar tanto ibope na postagem dela, pq é isso que ela quer (a própria deixou claro). Sou a favor de discutir sim, mas longe dela... Ignorar essa pessoa é a melhor arma!

Bjs,
Kel
www.itcultura.com

Kel Costa disse...

Eu tinha lido ele ontem, mas esqueci de comentar aqui rs

Lodir disse...

Moçada, tá rolando lá no Portal Literário outro texto que defende a posição da velha. Parece que ela ganhou essa paradinha aí. Leiam:
http://portalliteral.terra.com.br/artigos/prefiro-a-realidade-de-um-classico-do-que-a-ilusao-de-uma-fantasia

Rapha disse...

Tá zuaaaaaando que realmente aconteceu isso?
Meu, to indignada!!! Vou ler o texto dessa Sra nem sei o que, pra ver o que é que ela tem pra falar ¬¬

Carissinha disse...

Concordo com tudo. Falar é muito fácil, mas tentar fazer diferença que é bom, cadê? Pelo menos, os blogueiros sérios tentam fazer isso.

Beijos!!

Astreya disse...

Não tenho nem palavras para comentar... que opinião grosseira e sem fundamento. O texto inteiro é retrógrado e preconceituoso.

Andressa Leite disse...

Parabéns pelo texto. O problema de muitas pessoas hoje em dia são as mentes fechadas. Temos que valorizar sim nossos clássicos, mas também precisamos divulgar os livros de hoje.

Postar um comentário

Obrigada por comentar, Caçador(a)!
Volte Sempre!

Para postar links nos comentários, utilize o espaço correto:
1- Clique em Comentar Como:
2- Selecione a opção Nome/Url
3- Em nome, coloque o seu nome ou nick das redes sociais.
4 - Em Url, coloque o link do seu blog ou página das redes sociais.

Pronto, assim você comenta e ainda coloca os seus dados, sem fazer spam.

Para dúvidas, sugestões ou solicitação de informações, encaminhe email para: c.delivros@gmail.com

Caçadora de Livros. Todos os direitos reservados.©
Design e codificação por Sofisticado Design