9 de ago de 2011

#15 Caça Novidades



Bom dia, Caçadores!
Tudo bem?
Hoje temos várias novidades!
Confiram:



Obs: Clique na imagem para ver melhor.


Editora Peirópolis lança obra de autor
em múltiplos formatos

De autoria do músico e artista plástico Manu Maltez, Meu tio lobisomem chega às livrarias de todo o país com lançamento simultâneo em app para Ipad e tablets Android.




   FICHA TÉCNICA:

Título: Meu tio lobisomem – Uma história verídica
Autor: Manu Maltez
Ilustrador: Manu Maltez
Formato: 25 X 24
Nº de páginas: 64
ISBN: 978-85-7596-206-0
Preço: R$ 45,00


A Editora Peirópolis lança este mês o livro Meu tio lobisomem – Uma história verídica, de autoria do músico e artista plástico Manu Maltez, que apresenta nessa obra mais uma de suas habilidades artísticas: o trato com a palavra. O lançamento acontece no dia 9 de agosto, às 19h30, na Livraria Zaccara, em São Paulo, com sessão de autógrafos e pocket show com “Marvada Carne” apresentando a trilha musical do livro-app.

A narrativa, cheia de suspense e emoção, resgata lembranças do autor referentes ao período em que passava temporadas ao lado de seu tio na fazenda Pedra Branca, na cidade de Itatiba, interior de São Paulo. A ideia, segundo Manu, surgiu da necessidade de manter viva as lembranças dos momentos de sua infância. “Comecei a escrever esse conto há uns cinco anos, um pouco depois da morte de meu tio. De certa forma, a obra marca também minha maturidade e é uma tentativa de guardar algumas coisas que podem se perder no caminho”, destacou.

As ilustrações, também de sua autoria, possuem traços fortes com predominância de tons escuros em azul e preto, dando ao texto um clima dark e cheio de mistérios. “Os desenhos dizem muitas coisas que não estão no texto. O desenho é outro "texto", relata o autor ao explicar o processo de criação da obra.

Outro diferencial do livro é sua versão em app (aplicativo), o segundo da Editora Peirópolis neste formato. Com conteúdo exclusivo desenvolvido com vistas à interatividade e ao aproveitamento dos recursos, interfaces e linguagens dos dispositivos móveis, a versão conta com opções de áudio − história narrada pelo autor, trilha musical e efeitos sonoros −, resultado da parceria entre Manu Maltez e Fábio Barros.

A versão do Meu tio lobisomem – Uma história verídica em app foi desenvolvida pelo Ateliê Ciclope, com animação de Adriana Pinto e estará disponível para Ipad e tablets, que operam com o sistema Android na Android Market e na Apple Store mundial.




Sobre o autor

Manu Maltez é músico e artista plástico. Como artista visual, já fez diversas exposições envolvendo gravuras, desenhos e instalações. Desenvolveu diversos trabalhos de ilustração para livros de escritores novos e consagrados, como Machado de Assis e Marcelino Freire, entre outros. Como compositor e instrumentista, lançou os CDs As neves do Kilimanjaro e Esse Cavalo Morto no Jardim, além de fazer parte do grupo Emaranhado Sereno, ao lado da cantora Tatiana Parra e do compositor Fábio Barros. Em 2009, Maltez criou a opereta O diabo era mais embaixo – um “conto-concerto”, como ele mesmo define, feito para um trio de baixos e pequena orquestra – explorando assim um gênero multimídia por excelência. Meu tio lobisomem – Uma história verídica é seu primeiro livro pela Editora Peirópolis.

Sobre a Editora Peirópolis
Criada em 1994, a Editora Peirópolis tem como missão contribuir para a construção de um mundo mais solidário, justo e harmônico, publicando literatura que ofereça novas perspectivas para a compreensão do ser humano e do seu papel no planeta. Suas linhas editoriais oferecem formas renovadas de trabalhar temas como ética, cidadania, pluralidade cultural, desenvolvimento social, ecologia e meio ambiente – por meio de uma visão transdisciplinar e integrada. Além disso, é pioneira em coleções dedicadas à literatura indígena, à mitologia africana e ao folclore brasileiro. A editora está afinada com os propósitos do terceiro setor, participando ativamente do crescente movimento de sua profissionalização.  Para saber mais sobre a Peirópolis, acesse www.editorapeiropolis.com.br.

Sobre o Ateliê Ciclope
Ciclope é um ateliê de arte digital, especializado em criação, gestão de projetos de arte e informação em mídia eletrônica e publicações digitais. Dirigido por Álvaro Andrade Garcia, escritor e diretor de multimídia, um dos pioneiros do Brasil na área de videopoesia e literatura em novos meios, com trabalhos exibidos desde 1987 em São Paulo, Belo Horizonte, Brasília e Rio de Janeiro. O ateliê atua desde 1992, produzindo dezenas de projetos em CD ROM, DVD, web sites e portais. Dois projetos da Ciclope venceram o Prix Mobius - um festival de multimídia voltado para educação e cultura, promovido com o apoio da Comunidade Europeia, Unesco e Governo da França. Mais informações sobre a Ciclope: www.ciclope.art.br.

Sobre a animadora
Adriana Pinto é formada em Desenho Industrial pela Faculdade de Belas Artes de São Paulo e Pós-graduada no curso de “Criação de Imagens e Somem Meios Eletrônicos” pelo SENAC de São Paulo. Atua em produtoras, agências e estúdios, no mercado publicitário, institucional, infantil e Web, tais como Mauricio de Souza ProduçõesBAT produçõesCinema animadoresPão de Açucar, dentre outros.
Dirige trabalhos de lay-out, produção gráfica, direção de arte, ilustração, produção de vídeo e animação. É uma das autoras do projeto cinema e animação para crianças da empresa LEGO. Mais sobre a Adriana: http://subversiva.net/.

SERVIÇO:
Lançamento do livro “Meu tio lobisomem – Uma história verídica”, com sessão de autógrafos do autor e pocket show do MARVADA CARNE - duo de Manu Maltez (contrabaixo e voz) e Fabio Barros (viola caipira e voz) -, apresentando a trilha musical do livro-app.



Quando: 09 de agosto, terça-feira

Horário: Das 19h30 às 22h30
Local: Livraria Zaccara - Rua Cardoso de Almeida 1356 - Perdizes
Tel(11) 3384-0808 ou 3872-3849




Participem: Promoção "Maria e Deixe os homens aos seus pés são sucesso internacional http://t.co/JWoXCg3




Lançamentos:

O Jogo Mortal

A Turma 5
Quando se é criança, a imaginação sempre cria os famosos “fantasmas”, “monstros que ficam no escuro” e outros seres que causam certo assombro. Na cidade de Vila Esperança, um grupo de amigos parece não sentir esse medo. Eles gostam mesmo é de assistir filmes de terror, ler histórias recheadas de suspense e parecem não ligar para esse sentimento, que é normal nessa fase da vida. O problema começa quando algumas forças sobrenaturais resolvem ameaçar Vila Esperança. Ao se darem conta de que a ficção tornou-se realidade, eles passam a descobrir o real significado da palavra medo. Passando por muitos sustos, a corajosa turma 5 se lança contra as forças do mal para tentar evitar que elas tomem para sempre à pequena cidade.

O Jogo Mortal
Em Vila Esperança os formandos de Alta Vila se preparam para o tão esperado baile de formatura. Nos dias que antecedem o evento, algo parece estar errado, pois Ju, Elô e Régis não acreditam nas terríveis visões que Bocão tem tido e ignoram o alerta do amigo. Os três estão entregues às suas novas paixões e não desejam mais se envolver em acontecimentos sobrenaturais como no passado. Dessa forma, Paulinho e Bocão se juntam para tentar descobrir o que está acontecendo, mas decidem esperar o dia seguinte ao baile. Porém, na noite da festa, enquanto todos dançam e se divertem, algo terrível ocorre: o som cessa, de repente, e ninguém mais se move. Ju, Elô, Régis e todos no salão estão paralisados, imóveis, com exceção de Paulinho e Bocão. No meio de todos surge Kaila, uma terrível bruxa com mais de seiscentos anos que apresenta três tarefas a serem cumpridas pelos dois amigos. Sem saída eles precisam correr contra o tempo para salvar a vida dos habitantes de Vila Esperança, embarcando em um jogo misterioso e desconhecido. Um jogo mortal!



Autor: Thiago Fernandes
Gênero: Infanto-Juvenil, Fantástico
Formato: 16 x 23 cm
Páginas: 120
Preço: R$ 22,00
ISBN: 978-85-7358-989-4

O Cavaleiro Das Sombras

A Turma 5
Quando se é criança, a imaginação sempre cria os famosos “fantasmas”, “monstros que ficam no escuro” e outros seres que causam certo assombro. Na cidade de Vila Esperança, um grupo de amigos parece não sentir esse medo. Eles gostam mesmo é de assistir filmes de terror, ler histórias recheadas de suspense e parecem não ligar para esse sentimento, que é normal nessa fase da vida. O problema começa quando algumas forças sobrenaturais resolvem ameaçar Vila Esperança. Ao se darem conta de que a ficção tornou-se realidade, eles passam a descobrir o real significado da palavra medo. Passando por muitos sustos, a corajosa turma 5 se lança contra as forças do mal para tentar evitar que elas tomem para sempre à pequena cidade.

O Cavaleiro das Sombras
O tempo está passando e o mal reúne forças para surgir em Vila Esperança. Depois de serem obrigados a participar do jogo de Kaila, a Turma 5, auxiliada por Eros e Hanna, precisa encontrar a fonte dos cristais antes que a bruxa e seu mestre a encontrem primeiro. Os dois lados sabem que um grande poder está guardado ali. Entretanto, para encontrá-la, os cinco jovens enfrentarão grandes desafios, e em um deles um antigo inimigo vai ressurgir. Na corrida pela fonte, toda a cidade e seus habitantes sofrerão as piores consequências de uma batalha que está apenas começando. Margor, o cavaleiro negro, surgirá das nuvens que tomaram o céu de Vila Esperança e tentará destruir todos aqueles que atravessarem seu caminho. Para que o mal seja derrotado, algo inesperado e surpreendente deverá acontecer, caso contrário, uma nova era irá se instalar sobre a cidade: uma era de sofrimento e escuridão.



Autor: Thiago Fernandes
Gênero: Infanto-Juvenil, Fantástico
Formato: : 16 x 23 cm
Páginas: 112
Preço: R$ 22,00
ISBN: 978-85-7358-991-7

Berlendis & Vertecchia Editores lança “A Dialética dos contrários”
Com texto crítico de Artur Freitas, livro traz imagens de obras do conceituado artista visual, Tony Camargo
A Berlendis & Vertecchia Editores traz às livrarias o seu mais novo lançamento: A Dialética dos contrários, um livro com imagens de obras do conceituado artista visual, Tony Camargo. Com texto do crítico Artur Freitas, que faz uma análise profunda dos trabalhos de Camargo produzidos a partir do ano 2.000 até as obras mais recentes, o livro propicia ao leitor uma visão ampla das fases do artista, além de uma entrevista concedida por Tony Camargo aos críticos Agnaldo Farias e Cauê Alves, em português e inglês.            


Tony Camargo é conhecido pela sua irreverência e criatividade e traz um grande acervo de concepções materializadas, como afirma o crítico Arthur Freitas: firma-se “não como um pintor, mas como um artista que pinta”, explica.  Tony destaca o início de sua carreira e a importância de Geraldo Leão, orientador e referência fundamental durante os anos universitários. “Foi a partir do segundo ano da faculdade que eu comecei a desenvolver uma trajetória poética. Principalmente por influência do Geraldo, que foi o professor que me deu o toque para isso, me trouxe para o mundo da arte e me apresentou as coisas de uma forma mais real, e não tão utópica, que era como eu tendia a ver. Com isso, eu pude trazê-la para perto de mim, porque, até então, eu imaginava a arte como se ela estivesse longe. Eu não imaginava, naquela época, que eu poderia ser um artista”, afirma Tony.  Também destaca a importância das aulas do pintor Ricardo Carneiro e do curador Paulo Reis, professores do curso de Artes Visuais da UFPR, para a sua produção artística.

No livro, Tony tem suas criações analisadas e comentadas por Artur Freitas, que aborda as suas várias fases; das maquinárias e inutensílios; manipulação de objetos produzidos entre os anos 2000 e 2003, às pinturas e planopinturas, até seus atuais projetos de fotomódulos. Para o artista visual, para algo ser pintura, depende de seu próprio fazer. “É impossível pintar sem pintar. Quando projeto fazer uma ‘pintura’, busco começar pelo fim, considerando de início como se ela já estivesse ‘terminada’, e questionando no processo inverso, a autonomia e a ordem das razões do caminho que fatalmente a culmina. Assim, à luz de uma ‘verdade’ me permito pintar, ou mentir pintura, sempre aos impulsos de uma realidade estranha que fixe, sem firmar, o peso da experiência”, confidencia Tony Camargo.       

Artur Freitas descreve no livro as características e intenções do artista imposta em cada obra, que tem como inspiração grandes nomes da arte moderna como, Cézanne, Matisse, Picasso e contemporânea, como o Yes Klein, Jasper Johns, o Andy Warhol entre outros. “Tony Camargo é um agenciador de signos, um diplomata dos opostos – uma espécie de perito habituado às pressões da mais intensa dialética dos contrários”, destaca Freitas.         

E Tony não se limita. Em sua arte busca pelo direto, não pretendendo saber mais e nem além do que as coisas que comumente já se sabe. “O propósito maior no curso de meu trabalho é buscar o belo na clareza, não na verdade. O mesmo propósito que creio ser ou ter sido fundamental a antigos, recentes e atuais, distantes e próximos artistas que admiro, por mais ou por menos estetas ou políticos, e aos quais devo minha arte”, finaliza.          

Para conhecer outros trabalhos do artista acesse o site oficial www.tonycamargo.net.   

Sobre o artista:            Tony Camargo nasceu na cidade de Paula Freitas no interior do Paraná, em 10 de fevereiro de 1979. Possui formação em Artes Visuais pela UFPR, Curitiba, em 2001. Foi ganhador do Prêmio Rumos Visuais, Itaú Cultural, 2006 e do Prêmio Salão Nacional Victor Meirelles, 2008, além de ter sido duas vezes indicado ao prêmio PIPA (Prêmio Investidor Profissional de Arte), 2010 e 2011.    

Principais exposições individuais:            
2010 - Galeria Casa Triângulo, São Paulo, Brasil / Galeria Casa da Imagem, Curitiba, Brasil.
2008 - Paço das Artes, São Paulo, Brasil.
2007 - Museu de Arte Contemporânea do Paraná, Curitiba, Brasil.   

Principais exposições coletivas:      2010 - Instituto Tomie Ohtake, Ponto de Equilíbrio, São Paulo, Brasil.           
MAM, Museu de Arte Moderna de São Paulo, Clube da Fotografia 10 anos, São Paulo, Brasil.
Arco Madrid (Feira), Casa Triângulo, Madrid, Espanha.           
2009 - CCBB, Centro Cultural Banco do Brasil, Nova Arte Nova, São Paulo, Brasil.
MAC, Museu de Arte Contemporânea do Paraná, V Bienal Latino Americana Vento Sul, Curitiba, Brasil.
2008 -  MASC, Museu de Arte de Santa Catarina, Salão Nacional Victor Meirelles, Florianópolis, Brasil.
Frieze Art Fair (Feira), Casa Triângulo, Londres, Inglaterra.   
2007 -  MAC PR, Museu de Arte Contemporânea do Paraná, 62º Salão Paranaense, Curitiba, Brasil.       
The Drake Public Spaces Exhibition, Minimalist and Conceptual Work by Brazilian Artists, Toronto, Canadá.           
2006 -  Instituto Tomie Ohtake, 10 + 1, Geração da Virada, Os Anos Recentes da Arte Brasileira, São Paulo, Brasil.
MAM SP, Museu de Arte Moderna de São Paulo, Aquisições 2005, São Paulo, Brasil.

Sobre os críticos:    

Artur Freitas: 
Nasceu em Paranaguá, Paraná, em 1975. É doutor e mestre em História pela Universidade Federal do Paraná (PPGHIS), graduado em Artes Visuais pela mesma instituição (DEARTES/UFPR), crítico, historiador da arte e professor adjunto da Faculdade de Artes do Paraná (FAP/UEPR). Atualmente é membro do Conselho consultivo do Museu de Arte Contemporânea do Paraná  (MAC-PR), membro da Associação Nacional de Pesquisadores em Artes Plásticas (ANPAP), membro da Comissão de Acervo Artístico do Município de Curitiba, líder do grupo de pesquisa NAVIS - Núcleo de Artes Visuais (CNPq), curador do "V Bolsa Produção de Artes Visuais" e curador da "VI Bienal Vento-Sul".


Agnaldo Farias:           Nasceu em Itajubá, Minas Gerais, em 1955. É Professor Doutor da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo, Crítico de Arte e Curador. Iniciou seus trabalhos de coordenador de Projeto Rumos Visuais, do Itaú Cultural e é um dos curadores da Bienal de Cuenca, Equador.      
Dividiu com Moacir dos Anjos a curadoria geral da 29ª. Bienal de São Paulo. Ainda nessa Instituição foi curador da Representação Brasileira da 25ª. Bienal de São Paulo (1992), e curador adjunto da 23ª Bienal de São Paulo (1996) e da 1ª. Bienal de Johannesburgo (1995). Foi Curador Geral do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro (1998/2000) e Curador de Exposições Temporárias do Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo (1990/1992). Atualmente é consultor de curadoria do Instituto Tomie Ohtake. É autor dos livros “Modernos, Pós-modernos etc”; “As Naturezas do Artifício” – Amélia Toledo; “Daniel Senise - The piano factory” entre outros.           


Cauê Alves:     Nasceu em São Paulo, em 1977. É mestre e doutor em filosofia pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (FFLCH-USP). É professor da graduação e pós-graduação do curso Arte: história, crítica e curadoria da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), e do curso de pós-graduação da Escola da Cidade, Civilização América: Um olhar através da arquitetura. É um dos curadores do 32° Panorama da Arte Brasileira do Museu de Arte Moderna de São Paulo (2011) e curador adjunto da 8ª Bienal do Mercosul (2011). Desde 2006 é curador do Clube de Gravura do MAM –SP.      


Berlendis & Vertecchia foi fundada em 1979 pela designer gráfica e jornalista Donatella Berlendis. Desde o início, busca máxima qualidade gráfica e de conteúdo em suas publicações. As coleções 'Arte para Crianças' e ‘Arte para Jovem’, pioneiro projeto de educação artística, a coleção ‘Letras Italianas’, entre outros, já valeram premiações no Brasil e no exterior, além de ter conquistado um público fiel. Diversos importantes expoentes da literatura brasileira e mundial são encontrados no catálogo da Berlendis. Traduções criteriosas e fluentes, assim como textos de apoio que contextualizam as obras são outras características que tornam a Berlendis & Vertecchia um nome reconhecido no mundo da literatura brasileira. Hoje, conta com mais de 75 títulos em seu catálogo. Em dezembro de 2002, Donatella Berlendis faleceu precocemente, aos 64 anos de idade, e seus filhos têm dado continuidade ao seu trabalho.


Ficha técnica:Editora Berlendis & Vertecchia
A Dialética dos contrários
Nº de páginas:
 237
ISBN: 978-85-7723-043-3
Formato: Capa dura
Preço: R$ 48,00
Concepção: Tony Camargo
Texto: Artur Freitas
Entrevista: Agnaldo Farias e Cauê Alves 

Berlendis & Vertecchia Editores participa da FELIT 
A Berlendis & Vertecchia Editores participa da 1ª Feira Literária de São Bernardo do Campo (FELIT), promovida pela Secretaria de Educação em parceria com a Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ). O evento será realizado entre os dias 2 e 14 de agosto de 2011, no Pavilhão Vera Cruz (Av. Lucas Nogueira Garcez, 856 – Centro – São Bernardo do Campo/SP).                     

A editora apresentará lançamentos voltados ao público Infanto-juvenil, como ‘Mamãe, por que os dinossauros não vão à escola?’, do escritor e ilustrador belga Quentin Gréban; ‘Os pequenos verdes e outras histórias’, coletânea de contos do dinamarquês Hans Christian Andersen; ‘O Pintor’, do escritor, pedagogo e jornalista italiano Gianni Rodari.  Além de ‘Auau miau piu-piu’, da autora Cécile Boyer, obra ganhadora dos prêmios Sorciéres e Pitchou, na França; ‘Tristão e Isolda’, da autora Helena Gomes e Renato Alarcão, ‘ e ‘O Carrossel’, de Rainer Maria Rilke e Isabel Pin, obras certificadas com o selo de ALTAMENTE RECOMENDÁVEL, concedido pela Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ- 2011) aos melhores livros infantis e juvenis publicados no Brasil.
A Berlendis & Vertecchia estará no estande 57, juntamente com a editora Panda Books. A 1ª FELIT de São Bernardo é a única do gênero no Estado, uma vez que é destinada exclusivamente à literatura infantil e juvenil. Durante o evento o público poderá participar de várias atividades, como leituras de obras premiadas, encontros com autores e performance de ilustradores. A realização da Feira vai de encontro às ações promovidas pela Prefeitura Municipal de São Bernardo do Campo, junto aos estudantes da rede municipal de ensino, incluindo da Educação de Jovens e Adultos (EJA), que tem como objetivo incentivar a ato da leitura e proporcionar acesso ao conteúdo literário das maiores e principais editoras do Brasil.
PerfilBerlendis & Vertecchia foi fundada em 1979 pela designer gráfica e jornalista Donatella Berlendis. Desde o início, busca máxima qualidade gráfica e de conteúdo em suas publicações. As coleções 'Arte para Crianças' e ‘Arte para Jovens’, pioneiro projeto de educação artística, a coleção’ Letras Italianas’, entre outros, já valeram premiações no Brasil e no exterior, além de ter conquistado um público fiel. Diversos importantes expoentes da literatura brasileira e mundial são encontrados no catálogo da Berlendis. Traduções criteriosas e fluentes, assim como textos de apoio que contextualizam as obras são outras características que tornam a Berlendis & Vertecchia um nome reconhecido no mundo da literatura brasileira. Hoje, conta com mais de 75 títulos em seu catálogo. Em dezembro de 2002, Donatella Berlendis faleceu precocemente, aos 64 anos de idade, e seus filhos têm dado continuidade ao seu trabalho



Confira alguns dos lançamentos:


Ficha técnica:
Editora Berlendis & Vertecchia                       
Os pequenos verdes e outras histórias
Páginas: 124
ISBN: 978.85.7723-033-4                      
Preço: Brochura R$ 34

Capa dura: R$ 44
Autor: Hans Christian Andersen
Ilustração: Lisbeth Zwerger
Tradução: Kristin Lie Garrubo

Ficha técnica:
Editora Berlendis & Vertecchia
Auau miau piu-piu
Nº de páginas: 24
ISBN: 978.85.7723-039-6
Formato: 20X28
Preço: Brochura R$ 39,00
Capa dura: R$ 46,00
Autora: Cécile Boyer

Ficha técnica:
Editora Berlendis & Vertecchia
Mamãe, por que os dinossauros não vão à escola?      

Nº de páginas: 32
ISBN: 978 85 7723 032 7
Formato: Brochura
Preço: R$32,00
Autor/Ilustrador: Quentin Gréban
Tradução: Newton Cassiolato

Ficha técnica:
Editora Berlendis & Vertecchia
O Pintor
Páginas: 40 páginas
ISBN: 978-85-7723-031-0 (brochura)                                                            
ISBN: 978-85-7723-036-5 (capa dura)
Preço: R$ 38,00 (brochura) e R$44,00 (capa dura)
Autor: Gianni Rodari
Ilustração: Valeria Petrone
Tradução: Roberta Barni


Agora uma campanha bem legal:
Campanha para Publicação do livro O Reino de Mira.
Obs: Capa provisória.

Título: O Reino de Mira
Autor: M. R. Lins
Editora: [Em Avaliação]
Adicione o livro na sua estante: Skoob
Assine também a petição de publicação do livro clicando AQUI.

Sinopse: Quando comecei a escrever O Reino de Mira, me preparei para um público infantil, tentando trazer a eles uma história nova, divertida e cheias de momentos que os prendesse nas páginas, mas conforme a história foi evoluindo, os personagens foram acompanhando essa mudança e o livro acabou se voltando ao público infanto-juvenil.  O reino de Mira traz à tona a história de Mira, uma princesa cheia de responsabilidades que vive em um castelo cercado por um magnífico e pacífico reino. Entretanto os tempos trazem surpresas à garota e desafios vão se traçando para ela e seu melhor amigo, Pedro.
A chegada inesperada de uma nova personagem muda todo o rumo da história e obriga Mira e Pedro a embarcarem na maior aventura de suas vidas.    
Juntos adentrarão em uma aventura mágica, onde o impossível se torna possível, onde mistérios vivem promissoramente e o destino é cada vez mais incerto. 
As cornetas tocam, a corte lhe anuncia, o reino lhe aguarda...
Você estará preparado(a) para conhecer Mira? 


6 comentários:

Sthaelle disse...

OI caçadora!

Me interessei pelo ultimo livro "O Reino de Mira" que ainda não tem editora, uma pena =/
Mas vamos torcer para que ela consiga e ele seja publicado logo, né?


Beijos
Thata e os Livros ~

Valery disse...

Adorei e quero ajudar na campanha, vou torcer por ela.
Bjus

Gilciany Viana disse...

Nossa, quanta novi né? Cronograma completo, gostei.
Adorei tmbm a campanha para a publicação de O Reino Mira!!!
Espero que se efetive. Um beijo pras caçadoras...

Sw e Su disse...

UAU, qta coisa amiga!!!!
Tbm estou ajudando nessa campanha, é muito legal.
É bom saber q, nós blogueiras, podemos ajudar novos autores a publicarem seu 1º livro ^^
Adorei A TURMA 5, lembra da infancia hehehehe.

Bjoks flor ^.^

@suellennxavier
Suellen
Bem pra Mente

Ilmaralina disse...

Muitas novidades legais, adorei este post! Bjos!

Mari Sampaio disse...

Bem legal as novidades, esse é o dia mais feliz, sempre!rsrs

Beijinhoooos!

Mariana Sampaio
Blog Tijolinhos de Papel

Postar um comentário

Obrigada por comentar, Caçador(a)!
Volte Sempre!

Para postar links nos comentários, utilize o espaço correto:
1- Clique em Comentar Como:
2- Selecione a opção Nome/Url
3- Em nome, coloque o seu nome ou nick das redes sociais.
4 - Em Url, coloque o link do seu blog ou página das redes sociais.

Pronto, assim você comenta e ainda coloca os seus dados, sem fazer spam.

Para dúvidas, sugestões ou solicitação de informações, encaminhe email para: c.delivros@gmail.com

Caçadora de Livros. Todos os direitos reservados.©
Design e codificação por Sofisticado Design