24 de mai de 2011

Terça-Feira é dia de: #05 Caça Capas e #05 Caça Novidades

Bom Dia Caçadores!
Tudo bem com vocês?
Como vocês já sabem hoje é dia de Caça Capas e Caça Novidades!




-Preparados?


Começando pelo Caça Capas:
OBS: Para mais informações do livro é só clicar no título.


Ed. Butterfly


Em 2º Lugar: Sem Segredo:
Ed. Novatec


Em 3º Lugar: Morro da Favela:

Ed. Leya


Em 4º Lugar:  Lugares Distantes:

Ed. Infinitum


Em 5º Lugar:  Babe na Terra do Tio Sam:



Ed. Gryphus


Gostaram?

Pois continuem lendo o nosso Caça Novidades de hoje:


A Infinitum Libris e a UERJ realizarão o evento “Duas Horas com Coelho Neto: O Escritor Maldito”, com mesa redonda sobre a vida e a obra do escritor maranhense. Falaremos um pouco sobre a nossa edição de Esfinge, obra publicada em ebook que pode ser adquirida em nossa loja virtual.
O evento será dia 27/05 das 16:00 às 18:00h no no mini-auditório da FFP UERJ de São Gonçalo (R. Dr. Francisco Portela, 1470, Patronato, São Gonçalo – RJ), e terá os seguintes temas:
  • Modernidade e desilusão no romance Miragem (Renata Ferreira Vieira, UERJ)
  • O apagamento de Coelho Neto (Leonardo Mendes, UERJ)
  • Uma leitura sobre Esfinge (Willian Marinho Gonçalves, UERJ)
  • Reedição de Esfinge (Daniel Cavalcante, Infinitum Libris).
A grande novidade é uma pequena tiragem da edição impressa do livro que você encontrará no local por um preço especial.





No dia 02/06/2011 acontece o Bate papo Dez anos que encolheram o mundo:
Bate papo com Daniel Piza (autor) e Marco Antonio Villa. 19h30. FNAC Paulista



Conforme aviso no Twitter:
Sessão de autógrafos com @1bertoGessinger dia 09/06 às16h, na Livraria Vanguarda - Pelotas/RS.



Sama lança "A Balada de Johnny Furacão" pela editora Flâneur




No meio da estrada



Eduardo Filipe, conhecido como Sama, lança dia 15 de junho, às 19:30h, no Boteco Salvação, a graphic novel  "A Balada de Johnny Furacão". Com um traço vigoroso que mostra conhecimento anatômico e uso de aguadas (sumiê) com muita sensualidade, Sama parte da memória do primeiro rock brasileiro que escutou (Johnny Furacão, de Erasmo Carlos), para contar a aventura de um grupo de jovens na estrada.

Permeado com as mais diversas referências e metamensagens, o livro traz um texto que instiga o leitor e ilustrações que já se tornaram a marca do artista.
Eduardo Filipe ingressou no mundo artístico como ator e há mais de uma década migrou para as artes visuais. Foi o vencedor, na categoria charge, do 15o. Salão Carioca de Humor, realizado em 2004, com o polêmico trabalho Bradesco Bin Laden, um ready made no qual o artista adicionou dois aviões à logomarca do Bradesco, transformando-a numa analogia ao atentado de 11 de Setembro. Também publicou a HQ “A Volta Dos Que Não Foram”.
Segundo Sama, "A Balada de Johnny Furacão é uma história de vingança e redenção que ocorre numa brecha do espaço-tempo, envolvendo jovens que acabam se perdendo numa estrada. Com uma diagramação inspirada nos créditos que Saul Bass criava para as aberturas de filmes de Hitchcock e Otto Preminger, o texto  e os diálogos são perturbadores. O livro é permeado com as mais diversas referências ao cinema e à literatura Pulp".
Segundo o ator Selton Mello, que assina a contracapa e é o maior colecionador de peças do Sama, o leitor terá em suas mãos "um produto manufaturado de alta voltagem".
 Biografia:
Eduardo Filipe, o Sama, nasceu em Minas Gerais, cresceu em São Paulo e começou a trabalhar no Rio. Estudou Teatro no Tablado, Jornalismo na FACHA e Artes Plásticas na EAV - Escola de Artes Visuais do Parque Lage. Como artista gráfico, realizou trabalhos em arte sequencial que foram premiados na 1ª e na 2ª Bienal Internacional de Histórias em Quadrinhos, ainda nos anos 90. Depois publicou quadrinhos e ilustrações para as revistas Placar, Galileu, General, Bundas, Heavy Metal, Argumento e Piauí.  Recentemente publicou histórias nas antologias: "Irmãos Grimm em Quadrinhos" e Revista Golden Shower.

Como ator, trabalhou nas novelas "A Próxima Vítima", "A Viagem" e na minissérie "Riacho Doce", da Rede Globo. No teatro, atuou em "O Ateneu", "Os 12 trabalhos de Hércules" e "Adoráveis Picaretas", esta de sua  autoria. No cinema protagonizou "Era uma Vez", de Arturo Uranga, e o média-metragem "A Cartomante" (Filme vencedor do 1º Festival “Ver e Fazer” Cineport, realizado pela equipe da UFMG).

Assista ao teaser:

Sobre a Editora Flâneur
A Editora Flâneur foi criada em 2010 ,por Guilherme Tolomei e Renato Amado, interessados no investimento em propostas inovadoras de produção editorial. Formada por uma equipe jovem e atenta à linguagem contemporânea, a Flâneur aposta em criadores com perfis diversos. Prosa, romance, poesia, HQ, cartum e audiovisual fazem parte da proposta de trabalho da Editora.
“O fato de estarmos antenados com toda esta linguagem não nos impede, por exemplo, de recriar autores clássicos, como fizemos em "Escritores Escritos". Essa antologia tem tido um uma ótima receptividade: os leitores querem ver seus autores prediletos transformados em personagens”, explica Renato Amado.
O objetivo da editora é inovar na divulgação, no suporte, na proposta, meios e linguagens. "O público quer diferencial. É pensando nisso que estamos sempre buscando o novo, não podemos ficar parados”, acrescenta André Calazans, um dos editores da Flâneur.
A Balada de Johnny Furacão
Editora Flâneur
16x23cm - 146 páginas
R$ 32,00

Três lançamentos começam a dar cara a um novo selo da Sá


VALORES DE FAMÍLIA
Autora: Abha Dawesar
Tradução: Marina Mariz
Pág. / Preço: 240/R$ 35,90
ISBN: 978-85-88193-56-7 


Valores de família traz o dia a dia de uma família, sob o ponto de vista de um de seus membros, um menino fragilizado por uma doença, filho único de um casal de médicos, numa cidade da Índia.
A história é narrada pelo garoto, à medida que se relaciona com o primo, rapaz rebelde e aproveitador; aprende a gostar da filha de Paget (seu tio portador do mal de Paget), da prima que está à procura de um noivo; acompanha os pais, seja nas visitas ao astrólogo ou ao escritório do advogado onde tentam resolver pendências judiciais contra seus senhorios; o drama do primo drogado e ainda todos os assuntos que envolvem a sua família, repleta de personagens com uma ampla gama de personalidades; reflete ainda sobre a escola e seus colegas, o mistério de crianças sequestradas e um escândalo nacional, de certa forma ligado a um parente.
Mais do que um retrato vivo da Índia atual, onde a pobreza extrema convive com a corrupção e o enriquecimento de uma pequena minoria, esta obra assinada por Abha Dawesar consegue confirmar que todas as famílias têm a sua quota de drama, mantendo segredos, que às vezes são revelados nos piores momentos, e alimentando ódios surdos e ressentimentos.

Abha Dawesar nasceu a 1º de janeiro de 1974, em Nova Délhi, Índia. Mudou-se para os Estados Unidos, completou seus estudos de filosofia na Universidade de Harvard e trabalhou no mercado financeiro antes de se dedicar totalmente à Literatura.Vive hoje entre  Nova York e Paris.É também artista visual, trabalhando com vídeo e fotografia. Em 2007, foi eleita pela importante revista India Today, uma das “25 Personalidades do Ano” do país. Publicou Miniplanner, That summer in Paris,The three of us e Babyji (edição brasileira Sá Editora/2009), com o qual venceu os prêmios americanos Stone Book e Lambda ( livros GLS).



A CONCUBINA
Autora: Gül Irepoglu
Tradução: Marina Mariz
Pág. / Preço: 196/R$,00
ISBN: 978-85-88193-65-9
   
A concubina nos conta uma esplendorosa história de amor que aconteceu durante o império Otomano, no reinado do sultão Abdülhamid Han, envolvendo o próprio sultão, uma de suas concubinas e o eunuco-chefe.
Askidil, a concubina, apaixona-se perdidamente pelo sultão tão logo conhece as delícias do leito real pela primeira vez. Para expressar seu amor, escreve ao amado inúmeras cartas que nunca serão enviadas. Embora pareça que o amor da sensual concubina possa ser correspondido, o sultão não a procura tanto quanto ela o deseja... afinal ela é apenas uma das muitas mulheres que ele tem à disposição no seu harém.
O eunuco-chefe, enjaulado em seu triste destino, acaba por se envolver com a bela concubina, formando-se um triângulo amoroso que o leitor acompanha nos textos plenos de emoção e poesia.
A escritora e historiadora Gül Irepoglu inspirou-se nas cartas de Askidil para nos transportar para a Turquia do século XVIII, com sua colorida e suntuosa atmosfera onde as mulheres e as paixões humanas tinham que se submeter a regras sociais e políticas que as aprisionavam em “gaiolas douradas”.

Gül Irepoglu nasceu em Istambul, Turquia, em 1956. Formou-se em Arquitetura pela Faculdade de Belas Artes e fez carreira acadêmica no Instituto de Estética e História da Arte da Universidade de Istambul. Além de escritora, Gül Irepoglu é também pesquisadora e conferencista renomada na Europa e Comissária da Unesco, sempre trabalhando com seus conhecimentos sobre o rico patrimônio histórico de seu país. Ela apresenta um programa sobre arte em cadeia nacional de televisão. Atualmente vive em Istambul. Escreveu vários romances, sendo que A concubina já foi publicado na Bulgária, Grécia, Polônia, Romênia e Síria.






A escritora Carolina Estrella e o livro O arquiteto do esquecimento de Marcos Bulzara sairam na matéria de CAPA da revista VEJA. O clube do livro de literatura clássica, do qual Carolina participa foi fotografado pela revista e a organizadora (blogueira) do grupo Irís Figueiredo deu uma entrevista falando da importância da leitura em sua vida.

E o Jornal de Tubarão – SC, NotiSul, publicou uma matéria sobre a importância do BookTour e o Selo também estava lá, com a participação da autoraLiana Cupini.







Aviso no twitter: 08/06 - Sessão de autógrafos do livro '' Roubo na rua das Paineiras'' no 13º Salão FNLIJ. Mais informações aqui: http://migre.me/4CMu5


Em 28/05, a @autentica_ed lança o livro "Consciência Histórica" na Livraria Quixote (BH), às 10h.




Lançamento do Livro: Portal das Sombras Histórias Fantásticas








Promoção no Facebook do Cinesystem
Aproveitem e curtam a minha frase =D


Gostaram?
Então comentem Caçadores! Façam essa Caçadora Feliz!
Beijos =*

7 comentários:

Paola Patricio disse...

Ufa, quanta coisa!!!

Eu me interessei mto pelo primeiro livro! Parece ser super interessante!!

Beijos

Renata Holanda disse...

Nanda,
Gostei muito das capas e as novidades são bem vindas, para que nos atualize sobre os livros das suas editoras parceiras.

Bjs
Renata

Raphaela disse...

Nossa, qnta novidade! ;D hahaha
A Ed. Infinitum é bem inovadora, né?!
Esses dias atras tb postei sobre ela hehehe

Adoorei essa coluna ;)

Beeijos
Rapha ~Doce Encanto

Louca por romance disse...

eu ameeeeeeei a capa de 'alma de mulher em corpo de homem' *-*

Regiane Cristina S. disse...

A Capa que mais gostei foi Lugares Distantes.

Beijinhos

Ler e Almejar

Jonathan Henrique disse...

HEY! COMO SEMPRE, SÓ LIVROS BONS, HEIN!?

ABRAÇÃO.
JONATHAN HENRIQUE

Yngrid disse...

Quanta novidade gostei

a capa mais bonita é "sem segredo"

e todos concerteza são bons sem tirar nem por hahahaha

bjsbjsbjs

de:Pequuena

Postar um comentário

Obrigada por comentar, Caçador(a)!
Volte Sempre!

Para postar links nos comentários, utilize o espaço correto:
1- Clique em Comentar Como:
2- Selecione a opção Nome/Url
3- Em nome, coloque o seu nome ou nick das redes sociais.
4 - Em Url, coloque o link do seu blog ou página das redes sociais.

Pronto, assim você comenta e ainda coloca os seus dados, sem fazer spam.

Para dúvidas, sugestões ou solicitação de informações, encaminhe email para: c.delivros@gmail.com

Caçadora de Livros. Todos os direitos reservados.©
Design e codificação por Sofisticado Design